Bloco quer mudar nome “sexista” do Cartão de Cidadão

Bgmota / Wikimedia

-

O Cartão de Cidadão de uma cidadã

O Bloco de Esquerda apresentou na Assembleia da República um projecto de resolução para mudar o nome do Cartão de Cidadão para Cartão de Cidadania.

Segundo o Bloco de Esquerda, a actual designação do documento de identificação “não respeita a identidade de género de mais de metade da população portuguesa”.

O projecto de resolução, entregue no Parlamento com data de 13 de abril, realça que o nome do documento “não cumpre as orientações de não discriminação, de promoção da igualdade entre homens e mulheres e de utilização de uma linguagem inclusiva”.

Segundo o BE, “não há qualquer razão que legitime o uso de linguagem sexista” num documento de identificação obrigatório para todos os cidadãos e cidadãs nacionais.

O projecto de resolução, assinado “pelas Deputadas e os Deputados do Bloco de Esquerda”, propõe assim que a Assembleia da República “recomende ao Governo a alteração da designação do Cartão de Cidadão para Cartão de Cidadania“.

Reacções

A iniciativa do Bloco de Esquerda despoletou de imediato diversas reacções e críticas nas redes sociais, com os utilizadores divididos entre os que apoiam a proposta e os que lhe criticam o acerto.

A favor da iniciativa, há quem realce que as palavras têm uma carga de desigualdade que lhes foi dada pelo “peso histórico do machismo na língua portuguesa”, e quem recorde que “o antigo Bilhete de Identidade tinha um nome neutro”.

Mas há quem a ache simplesmente uma parvoíce, quem questione a importância e oportunidade do assunto, quem discorde da necessidade da medida e quem a ela se oponha por questões históricas ou linguísticas.

Numa outra perspectiva, há quem avance mesmo para a necessidade de rever a Constituição, que contém 4 vezes a palavra “cidadão” e 88 vezes o termo “cidadãos”.

Não consta que, na vigência desta Constituição, as cidadãs ou @s cidad@s de géner@ indefinid@ alguma vez tenham deixado de ser considerados cidadãos por causa do género“, diz Carlos Loureiro.

-

O ex-dirigente centrista José Ribeiro e Castro, uma das personalidades que se opõe à proposta,reagiu também com ironia num post no seu Facebook: “Coisas verdadeiramente importantes. Ainda bem que há quem cuide de nós com tanto desvelo“.

Uma dúvida: quanto custará trocar 10 milhões de Cartões de Cidadão, perdão, cala-te língua, Cartões de Cidadania?“, pergunta o ex-líder do CDS/PP.

Mais ou menos o mesmo que 2 submarinos“, respondeu-lhe de pronto um utilizador.

AJB, ZAP

PARTILHAR

37 COMENTÁRIOS

    • Nããããã!
      Os Portugueses e Portuguesas são todos de esquerda desde criancinhas…nós é que não sabemos!
      Ainda bem que está cá o Bloco de Esquerda para resolver estas questões fracturantes, de extrema importância para diminuir o desemprego e fazer crescer o PIB.
      É só lirícos e lirícas.

      • Fracturante, é o desemprego, as desigualdades sociais, a miséria infantil, questões porque o Bloco de Esquerda se bate diariamente, para ajudar a encontrar soluções, apesar de isso não ser notícia nos jornais nem ter tempo de antena. Mas não ignora a defesa dos direitos liberdades e garantias de TODOS os cidadãos por muito que isso incomode a certas pessoas.

  1. Não me parece que as questões de género se resolvam com ações sobre o género gramatical.
    Mas já agora se a intenção for mesmo mudar sugiro antes “cartão de identidade”, que é o que de facto aquele documento é: identidade pessoal, fiscal, segurança social. “Identidade” também não tem género.

  2. Mas será que estes senhores não têm nada mais importante para se preocuparem como partido membro do Governo? O país não tem problemas mais importantes, graves e estruturais para serem resolvidos? Temos também que alterar todos os manuais escolares, enciclopédias, etc. pois eles muitos referem-se ao Homem como espécie humana. Mas efetivamente o que é gritante, é que o nosso dinheiro serve para pagar os salários destes “abrunhos” (para não chamar outra coisa) que a única coisa que querem é dar nas vistas e receberem a reforma por inteiro ao fim de oito anos de trabalho. Bem vindo a Portugal.

  3. Vamos lá gastar mais uns milhões para mudar uma palavra… por favor!! Ainda bem que nasci num país que prima pela gestão de prioridades. Não é bem o país, é mais a parafernália de desmiolados que nos (des)governa, e que se julga super sabida .

  4. Entre o CDS o PSD ou o PS está mais que visto que a M—A é toda a mesma só nos querem fazer é gastar dinheiro hora vejamos:
    O CARTÃO DO CIDADÃO NÃO SERVE (PARA O BLOCO DE ESQUERDA) PORQUE É
    MASCULINO CERTO?
    ENTÃO TAMBÉM EU NÃO QUERO O CARTÃO DE CIDADANAM—A PORQUE É FEMENINO.
    Isto só nos vem mostrar mais uma vez a M—A de politicos que temos porque em vez de discutirem assuntos de interesse para o País e para o Povo, só andam a discutir assuntos de Me–A.

  5. Força Bloco Esquerda. Estou contigo e também contiga. Não deixem que as sexistas e os sexistos se deixem abalar. No futuro para não ofender a Maria devo dizer pilinha ou pilinho ? Obrigado a Catarina e ao Catarino por serem tão divertidos e divertidas e amorosos e amorosas. Já agora não têm mais nada que fazer?

  6. “Cartão de Cidadão”, já por si não cobre todos os “Géneros” e até Genéricos….

    É para isto que se vota em eleições, são estas as prioridades deste país, estava no programa eleitoral….

    isto parece mais vitimização e falta de bom senso, falta de ideias, etc…..

  7. Já agora como é que o BE vai chamar o (caviar) quando lhes for servido?
    Será caviara? Sim porque o anterior colide com o género

  8. Vocês ainda não perceberam que, o que esta malta quer, é um pretexto para meter mais uns quanto funcionários públicos (lá do aparelho), porque os que temos não chegam para mudar os CC todos ???? Valha-me Deus…

  9. A todos aqueles que estão a fazer comentários e ter o cuidado de diferenciar géneros (masculino e feminino) tenham cuidado porque estão a discriminar, como escreveu o ex-dirigente centrista José Ribeiro e Castro, @s cidad@s de géner@ indefinid@. À atenção de todos os senhores, senhoras e senhor@s. 😉

  10. Esta gente do bloco de esquerda deveria era de se preocupar com coisas que realmente interessam ao país é mais uma forma de levarem mais uns milhoes de euros ao povo pois certamente os custos serao impotados aos cidadaos, perdao à ” cidadania” de Portugal ou Portuguesa?

  11. ??

    Cartão de Cidadão “Português” !
    Não é de todo sexista. O termo aplica-se para um cidadão português do sexo masculino, como para cidadão português do sexo feminino.

  12. Meu Deus! Como vai a politica em Portugal….. Tanta coisa importante para resolver e anda esta corja de incompetentes preocupados com questões sexistas. Até parece que o cartão tem sexo. Haja paciência para esta gente.

  13. A maioria ou uma grande parte da população, olhou com uma certa simpatia para o Bloco e a atitude moderadora, a partir da entrada em funções do novo Governo.A pressa com que a partir de uma certa data, a eliminação dos feriados.o dia de Carnaval, feriado oficial a redução para as 35 horas e mais alguns casos recentes.Sabem que não temos condições, para pagar a divida do País, onde é que vÃo buscar o dinheiro.Para quando a redução do nº de deputados pelo menos 20% da Assembleia da Republica e diminuir assim as mordomias dadas a estes senhores.

    • Não está habituado a que um partido HONRE a palavra que deu aos seus eleitores. Para aldrabões chegaram os quatro anos do governo PSD-CDS

  14. As horas gastas com estas ideias já custam muito e somos quase todos nós a pagá-las. O tempo é precioso na assembleia e fora dela. Há muito para ser feito. Deixem Lisboa e observem o país real…

  15. e porque não “Cartão de identidade”? De qualquer forma o bloco devia aprender a ler pois não é “cartão do cidadão” mas sim “cartão de cidadão”.
    Aproveitem para discutir e definir o sexo dos anjos.

  16. Anda para aí uma treta generalizada com a igualdade de género, financiada com os muitos milhões que vêm dos fundos europeus. Se os portugueses e as portuguesas imaginassem os quantos milhões que serão rebentados nesta área no atual quadro comunitário de apoio (e já foram no anterior), não dormiriam nas próximas semanas. E tudo a fazer de conta, planos de igualdade da treta, formações em igualdade da treta, …. tudo muito bom para contratar amigos e amigas de empresas de consultoria e pelo meio… se possível… ainda encaixar algum. Era prender estes filhos e filhas da senhora com a profissão mais velha do mundo e mandar a chave para o órgão sexual masculino… e já agora feminino… caso contrário o lote de esquerda, perdão, bloco, ainda vem aí com merdas.
    Se isto não fosse real até dava vontade de rir. País de palermas e palermos… Estes políticos e políticas de carreira deveriam ser limitados a 10 anos em funções políticas (deputados, presidentes, membros do governo, autarcas,… o somatório não deveria ultrapassar 10 anos). Se assim fosse queria vê-los/las depois a arranjar emprego.

  17. Já agora mudem também o nome do passaporte para “passaporta”.
    Vi uma noticia que as mulheres vão passar a ter cotas nas empresas. Boa – então mesmo que não prestem para nada o empresário tem que as contratar para gáudio desta gentalha? Para mim isto é que é descriminação.
    Já trabalhei e já fui chefiado por mulheres muito competentes e por homens que não valem nada. Agora obrigar-me a trabalhar com uma mulher só porque é mulher mesmo que não preste….. acho que por isso é que cada vez temos mais maricon…. digo seres de sexo indefinido.

  18. Eu tenho outra sugestão. E que tal eliminar a palavra cidadã da língua portuguesa? Em inglês está lá “citizen card” porque eles não distinguem entre masculino e feminino. Assim, livramos-nos da palavra cidadã e a palavra cidadão passa a não ter género que é como todos interpretamos o corrente nome “Cartão de Cidadão” seus bloquistas morcões!!

  19. com tantos problemas que devem ser resolvidos e as meninas bloquistas e os meninos bloquistos estão a gastar o nosso dinheiro com assuntos que não têm pés nem cabeça! por favor tenham juizo e não inventem o que fazer na assembleia. se não sabem como ocupar o V. tempo, se não têm ideias construtivas então cedam os V. lugares a quem quer fazer alguma coisa pela nossa Terra.

  20. Mesmo pra quem não tem nada pra fazer. O que podiam mesmo mudar era o tipo de letra, pois uma boa parte se não todos(as) têm dificuldade em distinguir os 8 dos 6 e dos 9!

  21. Não existirá ninguém : CIDADÃO! digno desse titulo no BE e com senso comum para lhes enfiar na corneta o quanto prejudicial é para a própria corrente politica estes “ENORMES COMPLEXOS SEXISTAS” ? é que com estas parvoeiras e “catroguisses” (pintelhices!), afastam aqueles que ainda acreditam que a esquerda tem NEXO e é viável.

  22. O mais engraçado é que a proposta nem é do BE, foi sugerida por um deputado do PS num debate, e foi apadrinhada pelo BE. E não a vai ter custos suplementares se fôr aprovada, os velhos cartões ficaram como estão até estarem caducados , e os novos terão a nova designação .

  23. Daqui a pouco viram-se para a Declaração Universal dos Direitos do Homem e vão exigir a mudança para Declaração Universal dos Direitos das Pessoas.
    Tal como está o país é uma questão muito importante.
    Tal como a alteração da fidelização aos clientes de telecomunicações que alteraram de 24 meses…para 24 meses. Tocar nos interesses económicos e financeiros é que não. Porque depois da política onde iriam trabalhar???

RESPONDER

Ex-aliada de Bolsonaro denuncia grupo difusor de notícias falsas ligado ao Presidente

A deputada brasileira Joice Hasselmann, ex-líder do Governo de Jair Bolsonaro no congresso, denunciou na quarta-feira a atuação de um grupo difusor de "fake news" (notícias falsas) ligado ao atual Presidente, Jair Bolsonaro, e que …

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …

Não se irrite. Fisco vai comunicar de forma mais clara

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai lançar um serviço de apoio e defesa ao contribuinte que usará uma linguagem mais simples e clara. A alteração é inspirada num modelo britânico. A Autoridade Tributária e Aduaneira vai …

Juiz Rui Rangel justificou ganhos com direitos de autor de programa televisivo

O juiz afirmou, perante o plenário do Conselho Superior da Magistratura, que os ganhos fora da magistratura correspondiam a direitos de autor de um programa na televisão. O juiz Rui Rangel, que foi demitido da magistratura esta …