Bill e Melinda Gates oficializam divórcio sem divulgar partilha de bens

Steve Jurvetson / Flickr

Bill e Melinda Gates

Um juiz do Tribunal Superior do condado de King, no estado norte-americano de Washington, assinou na terça-feira o decreto de dissolução do casamento de Bill e Melinda Gates, sem divulgar detalhes sobre como o casal dividiu os bens.

De acordo com o jornal The New York Times, os registos públicos revelaram que milhares milhões de dólares em ações foram transferidos para o nome de Melinda French Gates, após anúncio público do fim da relação de 27 anos, em maio.

O acordo de divórcio que determinou a divisão dos bens “não foi apresentado em tribunal”. Não ficou claro, por exemplo, quem ficará com a propriedade junto a um lago nos subúrbios da cidade de Seattle, segundo o jornal nova-iorquino.



O The New York Times adianta também que não foi necessário fazer qualquer acordo de custódia, uma vez que os três filhos do casal têm mais de 18 anos.

Ainda é acrescentado que nenhuma das partes pediu uma alteração formal de nome, embora Melinda Gates tenha usado publicamente o nome de família em conjunto com o de casada, desde a separação.

O cofundador da Microsoft, Bill Gates, e a sua ex-mulher, Melinda Gates, vão continuar a trabalhar juntos como copresidentes e curadores da Fundação Gates, anunciou o diretor executivo da organização sem fins lucrativos.

Em entrevista à agência AP, o diretor executivo Mark Suzman disse que o anúncio foi feito para que o casal, em processo de divórcio, pudesse ser “transparente num acordo que fez entre si”.

“Isto faz parte de um acordo privado entre os dois, como parte de um entendimento de divórcio mais amplo. Ambos me garantiram […] que as suas intenções e compromissos incluem serem copresidentes e curadores da fundação a longo prazo. E é exatamente isso que estamos a planear”, adiantou o diretor executivo da entidade.

No entanto, se após dois anos Bill e Melinda decidirem não continuar nas suas funções conjuntas, a ex-mulher renunciará aos cargos de copresidente e curadora.

Se Melinda Gates se demitir, o cofundador da Microsoft irá comprar a sua parte da fundação, uma das maiores organizações de caridade privadas do mundo, recebendo recursos para fazer o seu próprio trabalho filantrópico.

Os recursos seriam separados do fundo patrimonial da Fundação Gates.
Mark Suzman também anunciou que a fundação irá expandir o seu conselho de curadores, embora o número não tenha sido determinado.

Atualmente, apenas o ex-casal está no conselho de curadores, depois do diretor executivo da Berkshire Hathaway, Warren Buffett, ter renunciado ao cargo em junho.

“Achamos que mesmo que eles [Bill e Melinda] trabalhem de forma eficaz e continuem a trabalhar juntos, não será uma governação ideal. […] Este é o momento certo para expandir o número de curadores e trazer algumas vozes externas independentes e importantes, que podem ajudar a orientar e fortalecer a fundação a longo prazo”, acrescentou Mark Suzman.

Bill e Melinda Gates anunciaram em maio o seu divórcio, ao fim de 27 anos de casamento.

“Depois de uma consideração cuidadosa e muito trabalho no nosso relacionamento, tomamos a decisão de terminar o nosso casamento”, anunciou então o casal, separadamente, através de publicações na rede social Twitter.

O casal Gates, que tem três filhos e mora no Estado de Washington, nos Estados Unidos, anunciou que iria continuar a trabalhar conjuntamente na Fundação Bill e Melinda Gates, que luta contra a pobreza e as doenças.

O cofundador da Microsoft, Bill Gates tem uma fortuna avaliada em 125,6 mil milhões de dólares (105 mil milhões de euros) pela revista Forbes. Ao longo dos últimos anos, o bilionário tem vindo a dedicar-se cada vez mais à Fundação Gates, envolvida em projetos apoio ao desenvolvimento internacional.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Amazonas de Daomé" eram o único exército de mulheres. As suas descendentes querem imortalizá-las

Uma equipa de investigadores está a recorrer a descendentes das "Amazonas de Daomé" para recolocar o seu nome na História e imortalizá-las. O Reino do Daomé foi um reino africano (localizado na área do atual país …

Nem a cegueira e surdez travaram Sabire, a guardiã da última estátua de um ditador albanês

Sabire Plaku, de 85 anos, está parcialmente cega e surda. A albanesa é a guardiã da última estátua de Enver Hoxha, o infame ditador do pequeno país do Báltico. Uma estátua de bronze de Enver Hoxha, …

Trabalhar dez horas por dia, seis dias por semana? Tribunal chinês declara ilegal

O Supremo Tribunal Popular da China disse, esta sexta-feira, que o horário "996", praticado entre as empresas de tecnologia, viola "gravemente" as leis laborais do país. O horário consiste em trabalhar das 9 da manhã às …

Prémio da Liga Conferência: "ridículo" para o Tottenham, "jackpot" para o Feyenoord

Cada equipa recebe 2.94 milhões de euros da UEFA, por chegar à fase de grupos do novo torneio. Mais de 20 anos depois, a UEFA volta a organizar anualmente três competições de clubes. A Liga dos …

O sucesso olímpico do Japão seguiu-se de um falhanço na luta contra a pandemia

Embora os Jogos Olímpicos tenham sido um enorme sucesso para os japoneses, no que toca à pandemia de covid-19, foi um grande fracasso para o país. Do ponto de vista desportivo, os Jogos Olímpicos de Tóquio …

Não acontecia há 19 anos: uma competição da UEFA sem clubes portugueses

Liga Conferência Europa não contará, nem com Paços de Ferreira, nem com Santa Clara. Liga dos Campeões de 2002/03 não teve equipas lusas - mas essa época terminou com uma conquista europeia do FC Porto. Quando, …

Pressão sobre os cuidados de saúde pode "aumentar nas próximas semanas"

A manter-se este quadro, a pressão sobre os cuidados de saúde pode "aumentar nas próximas semanas", avisa o mais recente relatório da DGS e do INSA. A DGS e o INSA divulgaram hoje o relatório das …

Reino Unido resgata famílias afegãs depois de contactos terem sido esquecidos na embaixada em Cabul

Devido ao caos na evacuação, os protocolos de destruição de documentos sensíveis não foram cumpridos na embaixada britânica em Cabul. Os contactos de vários afegãos ficaram espalhados pelo chão e alguns já estão no Reino …

Bolsonaro diz que brasileiros devem comprar armas para não serem escravizados

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, voltou a estimular hoje que a população brasileira compre armas para não serem escravizados, reiterando o seu discurso pró-armas enquanto aumenta críticas ao poderes judiciário e legislativo do país. "Tem …

Alemanha tira Lisboa da lista de "alto risco" mas mantém o Algarve

As autoridades alemãs tiraram a Área Metropolitana de Lisboa (AML) da lista de alto risco relativamente à covid-19, mas mantiveram o Algarve, segundo o relatório semanal do Instituto Robert Koch (RKI) hoje divulgado. A manutenção do …