Bielorrússia. Washington anuncia sanções financeiras e restrições de vistos

Пресс-служба Президента России / Wikimedia

Aleksandr Lukashenko, Presidente da Bielorrússia

Os Estados Unidos impuseram esta segunda-feira novas sanções financeiras e restrições de vistos a dezenas de funcionários e entidades na Bielorrússia, em coordenação com a União Europeia, Reino Unido e Canadá.

As medidas retaliatórias – que visam em particular conselheiros próximos do Presidente Alexander Lukashenko e funcionários importantes dos ministérios do Interior e da Informação, bem como dos serviços judiciários e de informações – são uma resposta ao sequestro de um avião no final de maio para deter um oponente do regime.

Num comunicado, o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, disse ainda que estas medidas visam punir “a repressão persistente na Bielorrússia”, bem como as violações dos direitos humanos.

“Estas sanções coordenadas demonstram a firme determinação transatlântica em apoiar as aspirações democráticas do povo da Bielorrússia”, explicou o chefe da diplomacia norte-americana.

Também o Reino Unido anunciou esta segunda-feira novas sanções contra funcionários do regime de Alexander Lukashenko, assim como contra uma empresa exportadora de petróleo na Bielorrússia.

As sanções – anunciadas em coordenação com a União Europeia, EUA e Canadá – poderão vir a ser complementadas com novas medidas sancionatórias, num futuro breve.

O Departamento de Tesouro dos EUA congelou ainda qualquer participação nos EUA de 16 pessoas e cinco entidades, que também serão impedidas de usar o sistema financeiro dos EUA.

Entre eles estão a porta-voz do Presidente Lukashenko, Natalia Mikalaeuna Eismant, a presidente da Câmara Alta do Parlamento bielorrusso, Natalia Ivanauna Kachanava, e o chefe dos serviços de informações, Ivan Tsertsel.

Por sua vez, o Departamento de Estado dos EUA proibiu 46 funcionários da Bielorrússia de entrar nos Estados Unidos – elevando para 155 o número de pessoas visadas pelas restrições de visto dos EUA.

O sequestro de um voo comercial da Ryanair, em 23 de maio, para o aeroporto de Minsk, para deter dois passageiros (o jornalista dissidente bielorrusso Roman Protasevich e a namorada Sofia Sapega) reacendeu as represálias ocidentais já em andamento desde a disputada reeleição do Presidente Lukashenko, seguidas de ações de repressão sobre manifestantes pró-democracia.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vídeo mostra salmões feridos devido ao sobreaquecimento das águas

O vídeo foi gravado por um grupo de conservação ambiental depois de uma onda de calor no Noroeste Pacífico que fez as temperaturas da água atingirem os 21 graus Celsius. De acordo com o jornal The …

Uma prenda de aniversário. Israelita doou um dos seus rins a um menino palestiniano

Uma israelita quis doar um rim a um estranho. Estranho esse que acabou por ser uma criança, de apenas três anos, que vive na Faixa de Gaza, na Palestina. De acordo com a agência Associated Press, …

Novo método permite eliminar a bioincrustação marinha eficazmente

Um projeto inovador demonstrou como os revestimentos de superfície eletricamente carregados podem eliminar a bioincrustação marinha ou o crescimento de organismos marinhos, melhorando a operação e manutenção de embarcações navais. A bioincrustação marinha é um fenómeno …

Aglomerado de safiras estrela encontrado no Sri Lanka pode ser o maior do mundo

Um aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. A pedra é azul, pesa 510 quilos e estima-se que valha cerca de 84 milhões de euros. A pedra foi encontrada …

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …