Bielorrússia retira credenciais a 17 jornalistas de media estrangeiros. Alguns foram expulsos do país

Amanda Voisard / UN Photo

Alexander Lukashenko, presidente da Bielorrússia desde 1994

O Ministério das Relações Exteriores da Bielorrússia retirou as credenciais a 17 jornalistas de meios estrangeiros no país, no meio da crise política que atravessa esta nação, informou a Associação de Jornalistas da Bielorrússia (APB).

A APB sublinhou este sábado que foi retirada a autorização para informar a quatro jornalistas da Rádio Liberdade.

Retiraram-se também as credenciais a dois correspondentes da agência francesa AFP, a três da alemã ARD, a dois da Associated Press, a dois da Reuters, a um da RFI e a outro do canal norte-americano em idioma russo Nastoyascheye Vremia.

Alguns deles, cidadãos russos, foram expulsos do país.

Deste modo, o Presidente Alexandr Lukashenko começa a cumprir as promessas feitas em julho, de encurtar o passo aos media estrangeiros, que acusa de “tendenciosos” e de incentivarem os protestos relacionados com a sua reeleição.

“Expulsem-nos se não cumprem as nossas leis e levam o povo a protestar”, ordenou o Ministério do Interior, entidade encarregada de regular o trabalho dos media estrangeiros.

Na quinta-feira, a polícia bielorrussa deteve meia centena de jornalistas, muitos dos quais foram libertados posteriormente, mas alguns ficaram à espera de julgamento e foi anunciada a deportação do jornalista sueco Paul Hansen, que não poderá regressar à Bielorrússia durante cinco anos. Perante esta situação, a APB exigiu ao Comité de Investigações do país que inicie um processo legal por obstrução ao trabalho dos jornalistas, delito contemplado na legislação bielorrussa.

A organização exigiu o afastamento dos responsáveis, já que “a manterem-se nos seus cargos, obstaculizam a investigação prévia e o processo legal” e continuarão este tipo de atividades “criminais”. “Os agentes da polícia destruíram deliberadamente os vídeos gravados, que pertencem por direito de autor aos jornalistas e aos órgãos de imprensa. Tudo isto foi acompanhado por ameaças de danificar ou destruir o equipamento dos profissionais”, adiantou a APB.

Desde as eleições presidenciais de 9 de agosto, em que segundo os dados oficias ganhou o atual mandatário, Alexandr Lukashenko, no poder desde 1994, com 80,1% dos votos, os resultados denunciados como fraudulentos pela oposição têm transformado a Bielorrússia no cenário da maior onda de contestação da sua história.

// Lusa

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Caro ditador, isso quando começa assim não há volta a dar, mais cedo ou mais tarde o amigo vai cair do pedestal, pese embora toda a ajuda da Rússia. Segue um conselho sábio e vá-se embora, antes que seja tarde demais. Derramar sangue de um povo só para se manter no poleiro é feio, triste e irresponsável.

RESPONDER

Golo polémico de Bernardo Silva: "As pessoas deveriam conhecer as leis do futebol"

Rodri estava em posição irregular quando o seu companheiro de equipa colocou a bola na frente. Mas como houve interferência de um defesa na jogada... A explicação e o "recado" de Robbie Savage. O Manchester City …

Um megassatélite em órbita de Ceres daria "um ótimo lar" para seres humanos

Enquanto Elon Musk, CEO da SpaceX, olha para Marte, o físico e astrobiólogo Pekka Janhunen, do Instituto Meteorológico da Finlândia, está de olho no planeta anão Ceres. Seres humanos a viver noutros planetas do Sistema …

O vento solar é estranhamente atraído para o Pólo Norte (e não se sabe porquê)

Durante anos, os cientistas pensaram que o vento solar era igualmente atraído para os Polos Norte e Sul da Terra. No entanto, estudos recentes mostram que estas partículas parecem preferir o Norte - e não …

22 mil pessoas vão assistir (no estádio) ao Super Bowl

Um terço das pessoas presentes será composto por profissionais de saúde. Quatro equipas ainda na luta pelo título do campeonato principal de futebol americano. O dia 7 de fevereiro vai contar com uma "visão rara" nos …

Investigadores "voltam atrás no tempo" para calcular idade e local de explosão de supernova

Os astrónomos estão a "voltar atrás no tempo" num remanescente de supernova. Usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA, refizeram o percurso dos estilhaços velozes da explosão a fim de calcular uma estimativa mais precisa …

Cientista dos EUA acredita que o monstro do Lago Ness pode ser uma antiga tartaruga marinha

Um importante cientista dos Estados Unidos acredita que desvendou o mistério do Monstro de Lago Ness e pensa que a criatura é uma espécie ancestral de tartaruga marinha. Henry Bauer, professor aposentado de Química e Estudos …

Biden quer banir uma palavra das leis de imigração dos Estados Unidos

Se o projeto de lei proposto por Joe Biden, recém-eleito Presidente dos Estados Unidos, for aprovado, a palavra alien ("estrangeiro") vai desaparecer das leis de imigração norte-americanas, sendo substituída pelo termo noncitizen ("não cidadão"). A …

“As pessoas são mortas na mesquita, na rua e no trabalho". Em Cabul, reina o medo

Os assassínios seletivos de jornalistas, políticos e defensores dos direitos humanos são cada vez mais frequentes no país, com Cabul e várias províncias a registarem um aumento da violência nos últimos meses. O medo está …

"Fiquem em casa". Enfermeiros deixam "grito de alerta desesperado" aos portugueses

A Ordem dos Enfermeiros lançou esta sexta-feira uma campanha de sensibilização a apelar aos portugueses para ficarem em casa, afirmando que é “um grito de alerta desesperado face à situação de catástrofe que se vive …

Senado francês aprovou lei que protege os sons e cheiros do campo

O Senado francês aprovou a lei, esta quinta-feira, que protege o "património sensorial" das áreas rurais do país, depois de várias queixas sobre os ruídos e cheiros típicos do campo. De acordo com o canal televisivo …