BES Miami ajudou oligarca venezuelano a retirar centenas de milhões de dólares do país

Rrdesigns / Wikimedia

Alejandro Ceballos Jiménez

A filial do Banco Espírito Santo em Miami ajudou o oligarca venezuelano Alejandro Ceballos Jiménez a retirar mais de cem milhões de dólares do país.

FinCEN Files é uma investigação coordenada pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ), de que o Expresso é parceiro, a partir de uma fuga de informação com mais de 2.100 relatórios bancários confidenciais. O BES Miami é visado em alguns documentos, tendo ajudado oligarcas venezuelanos a extrair centenas de milhões de dólares do país.

Muito do dinheiro venezuelano que surge nos documentos teve como origem a atribuição de contratos públicos pelo Governo de Nicolás Maduro e foi canalizado para outros países através de offshores.

Ao todo, foram identificados mais de 4,8 mil milhões de dólares em transações financeiras realizadas ao longo de oito anos, entre 2009 e 2017, com origem na Venezuela a facilitadas por bancos norte-americanos. Mais de dois terços desse valor global saíram dos cofres públicos de Caracas, salienta o Expresso.

Os funcionários da filial do BES em Miami encarregues de detetar potenciais esquemas de lavagem de dinheiro, entregaram dois relatórios em que identificaram o multimilionário venezuelano Alejandro Ceballos Jiménez como estando por detrás de centenas de milhões de dólares movimentados.

Ceballos recorreu ao BES Miami para retirar da Venezuela mais de 116 milhões de dólares, pagos pelo Governo venezuelano, por serviços relacionados com projetos de construção de habitação social para famílias pobres. O ICIJ relata que os dois relatórios mencionam um total de 262,9 milhões de dólares em entradas e saídas de dinheiro ligadas a Ceballos e à sua família.

Desde a queda do BES, em 2014, que as ligações à Venezuela têm vindo a ser investigadas pelo Ministério Público (MP) português. Ceballos não consta da lista de suspeitos, com a petrolífera estatal venezuelana (PDVSA) a ser principal visada da investigação do MP.

Já em 2014, o The Wall Street Journal noticiava que procuradores em Nova Iorque estavam a investigar o possível envolvimento do BES Miami como instrumento para lavagem de dinheiro por um empresário venezuelano “que era um dos maiores clientes do banco”.

Uma conta aberta em 2012 por uma empresa registada em Londres, a Sarleaf Limited, acabou por chamar a atenção da FinCEN. A empresa tinha acionistas de fachada e donos fictícios, com Alejandro Ceballos, os seus irmãos e irmãs e a sua mãe a serem os verdadeiros beneficiários.

“Esta empresa foi criada por razões de segurança, para proteger a família Ceballos de ser exposta na Venezuela” e para “evitar o risco de vir a ser expropriada pelo governo”, justificou o banco.

Depois de a Sarleaf Limited receber o dinheiro do Governo venezuelano, os funcionários do banco repararam que houve saídas avultadas de dinheiro da conta da empresa. Ao todo, em apenas nove meses saíram 116 milhões de dólares da conta da Sarleaf.

As movimentações levantaram suspeitas já que “o padrão de pagamentos [feitos pelo estado venezuelano] e o facto de parte significativa” ter sido enviada para contas pessoais dos membros da família “parecem excessivo”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …

Novo estudo diz que Remdesivir não tem "impacto significativo" nos doentes com covid-19

Ao contrário do que se pensava, o medicamento antiviral remdesivir não reduz as mortes entre os pacientes com covid-19, sobretudo quando comparado com o tratamento padrão, de acordo com os resultados de um estudo internacional. Em …