/

Duas vitórias em 14 jogos. Benfica quer travar o calvário da Champions

1

Anatoly Maltsev / EPA

O Benfica recebe esta quarta-feira o Lyon, estando praticamente obrigado a ganhar para seguir em frente na competição milionária. Apesar de reconhecer a dificuldade, Rúben Dias acredita os encarnados vão voltar aos bons resultados.

A competição tem sido um verdadeiro ‘pesadelo’ para os encarnados que somam apenas duas vitórias em 14 jogos desde 2017/18 – com os gregos do AEK Atenas.

Na atual época, o Benfica segue sem somar qualquer ponto.

Nas duas jornadas anteriores, a equipa comandada por Bruno Lage perdeu com os alemães do Leipzig, no Estádio da Luz por 2-1, e na visita ao Zenit em São Petersburgo, por 3-1, duas partidas com desempenhos fracos da equipa.

Para a terceira jornada, a ‘boa nova’ é que o treinador benfiquista deverá ter aptos Rafa Silva, lesionado desde o início de outubro, e André Almeida, desde final de setembro, que na terça-feira treinaram já sem limitações.

À entrada para a terceira jornada, o Benfica segue em último do grupo G, atrás de Zenit e Lyon, ambos com quatro pontos, e do Leipzig, com três, resultantes do triunfo na Luz na primeira jornada.

Rúben Dias confiante

Apesar do calvário que a liga milionária tem sido para os encarnados, o defesa central  Rúben Dias disse que o Benfica vai procurar regressar às vitórias na Europa.

“Nunca avaliamos a nossa equipa de forma individual, avaliamo-la como um todo. Os resultados [na Liga dos Campeões] não têm sido os melhores, mas a nossa ambição passa por querermos ser melhores, querer vencer e corresponder”, afirmou o central, na conferência de imprensa de antevisão à partida de quarta-feira.

Rúben Dias reconheceu o valor do adversário, que lidera a ‘poule’, com quatro pontos, em igualdade pontual com o Zenit, mas frisou que os ‘encarnados’, em último sem qualquer ponto, têm de pensar primeiro naquilo que vão fazer em campo.

“Temos claramente noção de que vai ser uma partida difícil, contra um adversário muito forte. Na nossa cabeça está primeiro aquilo que nós queremos, vamos ter um adversário difícil de superar”, vincou Rúben Dias.

Questionado sobre se jogar contra o Lyon poderia ter uma sensação diferente, uma vez que os franceses mostraram interesse no jogador luso em 2018, Rúben Dias foi perentório: “O meu nome foi associado ao Lyon como foi a muitos outros clubes. Sempre estive tranquilo e tenho a cabeça onde tem de estar, no Benfica”.

O encontro entre o Benfica e o Lyon está marcado para quarta-feira, pelas 20:00, no Estádio da Luz, em Lisboa, e será dirigido pelo eslovaco Ivan Kruzliak.

  ZAP // Lusa

 

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE