/

Benfica congela na Rússia e não acorda do pesadelo da Champions

4

Anatoly Maltsev / EPA

Os ‘encarnados’ caíram desamparados na Rússia, frente ao Zenit de São Petersburgo. Os comandados de Bruno Lage continuam a má forma na Liga dos Campeões.

O Benfica continua sem conseguir atinar com a Liga dos Campeões. Depois da derrota no jogo inaugural frente ao RB Leipzig, os ‘encarnados’ esperavam somar o primeiro triunfo e quebrar uma má forma na competição que assombra a equipa há muito. Essa era a intenção, mas a realidade foi bem diferente dos sonhos de jogadores e adeptos.

Aos 20 minutos de jogo, um erro de principiante na construção de jogo do Benfica, permitiu ao Zenit adiantar-se no marcador. No frente-a-frente com Vlachodimos, Dzyuba não vacilou e fez as redes balançar. Já na segunda parte, ao minuto 70, a diferença no resultado aumentou após uma infelicidade de Rúben Dias, que introduziu a bola na própria baliza. Para desespero das ‘águias’, os russos voltariam a marcar sete minutos depois.

O tento de honra saiu dos pés de Raul de Tomas, que se estreou a marcar pelo Benfica em jogos oficiais. O golo seria de levantar o estádio, mas o cenário não permitiu a ninguém festejar. O espanhol encheu o pé fora da área e lançou um foguete que levou selo de golo.

https://twitter.com/ElevenSports_PT/status/1179497781443956737

Esta derrota veio agravar o desempenho do emblema da Luz na Liga dos Campeões. Nos últimos 15 jogos na Champions, o Benfica soma 12 derrotas. Os números começam a preocupar os adeptos e, certamente, preocuparão Luís Filipe Vieira, que já assumiu o seu desejo em vencer a competição.

A série negativa começou com uma derrota por 4-0 frente ao Borussia Dortmund, nos oitavos de final da competição, quando Rui Vitória era o treinador. Na época seguinte, somou derrotas frente ao Basileia, Manchester United e CSKA Moscovo, completando a pior prestação de sempre de uma equipa portuguesa na competição e a primeira equipa do pote 1 a não somar qualquer ponto.

Na temporada passada, o Benfica conseguiu dois triunfos frente ao AEK e um empate com o Ajax. Contudo, não conseguiu pontos suficientes para seguir na competição, dando lugar ao Bayern e ao Ajax. Destacam-se ainda derrotas frente ao Galatasaray, Dínamo Zagreb e Eintracht Frankfurt.

O jornal O JOGO realça que a última vitória dos ‘encarnados’ fora de casa na Liga dos Campeões foi precisamente frente ao Zenit, na época de 2015/16. Na altura, os portugueses venceram por 1-2, graças a uma reviravolta no marcador conseguida já perto do fim da partida.

O desaire desta quarta-feira não só é negativo para o clube, como também para o próprio país. Caso o Benfica vencesse, Portugal tinha a oportunidade de ultrapassar a Rússia no ranking da UEFA.

“Estamos tristes, para não dizer envergonhados”

Bruno Lage assumiu a responsabilidade na derrota ‘encarnada’ e realça que os três golos derivam de três erros da equipa. “São erros individuais e coletivos e acima de tudo do treinador, eu é que escolhi o onze e estratégia, assumo o que se passou em campo“, disse o técnico benfiquista, citado pelo Record.

“Há uma bola que vai dentro e dá uma oferta daquelas… mas nunca individualizo. Quando os jogadores não fazem o que preparamos aqui estou eu para assumir a responsabilidade. Depois o autogolo e a forma como sofremos o terceiro deitou por terra as nossas aspirações”, acrescentou.

Quanto ao golo de Raul De Tomas, que terminou com a sua seca de golos, Lage desvalorizou. “Boa notícia para vós e ele, para mim nunca foi caso. Caso é a equipa render, isso é que me preocupa”, atirou.

Apesar das derrotas nos dois primeiros jogos, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, mostra-se otimista na campanha europeia do clube. Ainda assim, admitiu que se sente envergonhado pela atual situação do clube nas competições europeias.

“Como podem imaginar, qualquer benfiquista está super descontente e chateado. Para não dizer que estamos bastante tristes. Naquele balneário onde estão os jogadores — e já lhes foi dito — é expressamente proibido pensar que estamos derrotados. De certeza que esta equipa tem valor para fazer mais e melhor. Nestes quatro jogos que faltam, de certeza que iremos lutar até ao limites daquilo que acreditamos que somos capazes de fazer, pelo valor que eles têm”, disse aos jornalistas.

“A todos os benfiquistas, devemos dizer que estamos tristes para não dizer envergonhados mas nestas alturas é que temos de assumir e levantar bem a cara e acreditar sempre naquilo que estamos a fazer e preconizamos para o futuro do Benfica. Temos a certeza que estamos no caminho certo do que pretendemos. Fomos derrotados mas faltam quatro jogos, temos força e suficientemente qualidade para fazer muito melhor do que o que fizemos e lutar em qualquer campo”, concluiu.

  ZAP //

4 Comments

  1. puxa, nenhum clube abra as pernas como as meninas la fora, porque será que não acontece isso? aí luisinho como é lixado não ser grande como se tenta enganar em Portugal e afinal o que sepassou no pescoço do socio? será que tinha alguma poeira? que foi preciso sacodir? enfim que coisa tão normal para os do slb, mas sempre é melhor falar dos outros do que ver o que se passa em casa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.