Benfica 4-0 Marítimo | “Trinícius” derruba insulares

José Coelho / Lusa

O Benfica cumpriu perante o seu público e goleou o Marítimo por 4-0, passando a “batata quente” da pressão de ganhar para os seus perseguidores na luta pelo título.

Num jogo em que os insulares até tiveram mais bola e muita qualidade de passe, ao contrário do que vinham mostrando no campeonato até esta altura, os “encarnados” foram, acima de tudo, implacáveis na hora de rematar à baliza, em especial na primeira parte, altura em que marcaram três golos.

Carlos Vinícius, com um “hat-trick”, foi a grande figura da partida, ele que já havia marcado a meio da semana frente ao Lyon, na Liga dos Campeões.

O jogo explicado em números

  • Início de jogo muito animado, com lances nas duas balizas e o Marítimo a criar muito perigo, valendo Vlachodimos ao Benfica a evitar o golo dos insulares, num belo remate de Daizen Maeda. Os “encarnados”, no entanto, não desperdiçaram. Lance rápido, Carlos Vinícius reteve a bola e serviu Pizzi no momento certo, para o golo do médio luso. Ao segundo remate benfiquista, segundo enquadrado, o tento inaugural.
  • O golo foi o melhor que o Benfica fez no primeiro quarto-de-hora. O Marítimo teve mais bola nesta fase, nada menos que 61% e mais um remate (3), embora menos um enquadrado (1), e incríveis 91% de eficácia de passe, em claro contraste com a média de 70% que apresentou nas primeiras 11 jornadas (a mais baixa da Liga). Mas as “águias” não estavam para brilhos, e sim para golos.
  • Aos 17 minutos, os mesmos protagonistas do 1-0 voltaram a combinar, desta feita com Pizzi a servir Carlos Vinícius para um golo fácil. Três remates, dois golos, com uma eficácia tremenda do ponta-de-lança brasileiro sempre que interveio no jogo: 4 quatro acções com bola, um golo em um só remate, uma assistência e duas ocasiões flagrantes em dois passes para finalização.
  • À meia-hora o jogo mantinha a tendência. Muito Marítimo em termos de posse de bola e qualidade de passe, mas a eficácia estava toda do outro lado e, aos 31 minutos, surgiu o 3-0, de novo por Carlos Vinícius, a concluir um desvio de bola do guarda-redes Amir, após cruzamento de Pizzi da esquerda.
  • Vinícius era, sem surpresa, a grande figura da partida nesta fase, com dois golos, dois remates enquadrados (100%), uma assistência e um rating de 8.4 muito elevado para uma altura tão precoce do jogo.
  • Primeira parte de extremos na Luz. Marítimo sob o signo do domínio e da ineficácia ofensiva. Benfica à espera do erro contrário e implacável no ataque. Ao descanso os campeões nacionais ganhavam por três golos sem resposta, apesar de terem menos bola (46%) e até menos remates (6 contra 8), mas bem mais enquadrados (4 para 1). Esteve aqui o segredo da vantagem “encarnada”, que teve em Carlos Vinícius a sua grande figura. O brasileiro registava um GoalPoint Rating de 8.3, com dois golos em três remates, dois enquadrados, uma assistência e duas ocasiões flagrantes criadas.
  • Mesmos pressupostos no segundo tempo. O Benfica continuava a defender a filosofia de roubar a bola e colocá-la rápido na frente e, aos 55 minutos, surgiu o 4-0. Primeiro remate de Chiquinho, Amir defendeu, mas na recarga, Carlos Vinícius marcou o seu primeiro “hat-trick” de águia ao peito. Ao terceiro remate do Benfica no segundo tempo (terceiro enquadrado), o 4-0.
  • Porém, aos 60 minutos, Gabriel viu segundo amarelo e consequente vermelho, por entrada dura sobre Marcelinho, com possibilidade para condicionar todo o jogo daqui para a frente. Nesta altura o Marítimo continuava a ter mais bola (52%) e boa qualidade de passe (87%), e em desvantagem no marcador, mas claramente com possibilidade de reagir.
  • A expulsão de Gabriel teve o condão de tirar intensidade ao jogo, com o Benfica menos pressionante sobre o portador da bola e a surgir menos vezes em zonas de perigo. Os “encarnados” chegaram a esta fase somente com quatro acções com bola na grande área contrária, mas limitavam o Marítimo a duas apenas e a um remate, apesar dos 57% de posse.
  • Nos derradeiros minutos as oportunidades de golo desapareceram, apesar de o Benfica ainda ter colocado alguns jogadores em boa posição para alvejarem a baliza com perigo (sem o conseguir), mas a clarividência estava já ausente das duas equipas.

O melhor em campo GoalPoint

Grande exibição, mais uma, do brasileiro contratado esta temporada pelos “encarnados”. Carlos Vinícius esteve muito bem no ataque e no momento da finalização, em especial na primeira parte, altura em que não precisou de muitas acções com bola para bisar e fazer uma assistência.

Depois, no segundo tempo, acabou por alcançar um “hat-trick”, o seu primeiro com a camisola do emblema lisboeta.

Ao todo, o atacante enquadrou três dos seus quatro remates, criou duas ocasiões flagrantes em dois passes para finalização e fez apenas cinco passes. Em suma, esteve pouco em jogo, mas quando esteve  foi de uma competência à prova de crítica, pelo que fixou um GoalPoint Rating de 9.2.

Jogadores em foco

  • Pizzi 7.5 – E já vai em nove golos esta época na Liga. Após facturar frente ao Lyon, o brigantino abriu o activo ante o Marítimo, a passe de Vinícius. Pizzi fez ainda uma assistência e criou duas ocasiões flagrantes em três passes para finalização, completou duas de cinco tentativas de drible e recuperou oito vezes a posse de bola.
  • Ferro 6.6 – O Marítimo teve muita bola este sábado na Luz, pelo que não espanta que os defesas do Benfica tenham tido trabalho. O desempenho de Ferro é prova disso mesmo, com o central a recuperar nove vezes a posse de bola e a somar dez acções defensivas, entre elas três desarmes e outras tantas intercepções.
  • Rúben Dias 6.6 – O seu colega na defesa também esteve em bom plano, nomeadamente ao vencer os três duelos aéreos defensivos em que participou, tendo ainda realizado quatro alívios.
  • Douglas Grolli 6.4 – Quando o Benfica conseguiu colocar a bola no último terço, criou quase sempre perigo, e nestes momentos, o central brasileiro mostrou qualidade, somando quatro desarmes e seis recuperações de posse. Foi o melhor dos insulares.
  • Adel Taarabt 5.9 – Jogo muito positivo do marroquino, com a sua acção a ser mais importante do que a nota final deixa antever. Para além de dois passes para finalização, o médio completou 54 dos 57 passes que fez e ainda recuperou sete vezes a posse de bola.
  • Chiquinho 5.5 – O jogo não lhe correu propriamente de feição, uma vez que não conseguiu números finais consistentes com o que fez ofensivamente. Muito móvel e exímio a preencher os espaços, o português rematou quatro vezes, três delas enquadradas, e esteve em posição de marcar, mas foi manifestamente infeliz na finalização, registando uma ocasião flagrante desperdiçada.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

A nova aquisição da NASA é uma "balança" para exoplanetas

No ponto mais alto das montanhas Quinlan, com vista para o deserto de Sonora, que se estende pelo sul do Arizona, o NEID recolheu as suas primeiras observações, conhecidas coloquialmente pelos astrónomos como a "primeira …

Dois satélites "reformados" podem estar prestes a colidir na órbita da Terra

Dois satélites desativados passarão muito próximos um do outro em 29 de janeiro e, de acordo com a empresa de rastreamento de satélites LeoLabs Inc, há uma probabilidade de 1 em 100 de colidirem. Embora a …

FC Porto 2-1 Gil Vicente | “Dragão” afasta crise com reviravolta

O FC Porto voltou a sorrir. Após dois desaires – ambos diante do Braga – nos últimos três jogos, os “azuis-e-brancos” regressaram aos triunfos e derrotaram o Gil Vicente por 2-1 esta terça-feira, num embate …

Aeroporto de Southampton tem uma equipa canina para acalmar os passageiros

O Aeroporto de Southampton, no Reino Unido, tem uma equipa canina para acalmar os nervos dos passageiros que não gostam muito de andar de avião. Se alguma vez aterrar em Southampton, no Reino Unido, não se admire …

"Padres-robôs" dão bênçãos, fazem casamentos e até funerais

A Inteligência Artificial está a pavimentar o seu caminho em várias religiões espalhadas pelo mundo. "Padres-robôs" são capazes de dar bênçãos, fazer casamentos e até funerais. Há um novo padre em Kodaiji, um templo budista com …

Livro sugeria que o 11 de setembro tinha sido "orquestrado pela CIA". Editora obrigada a corrigir

A editora francesa Ellipses Publications teve que corrigir um livro de História no qual era sugerido que os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos (EUA), foram "orquestrados pela CIA". Segundo noticiou …

Paulo Coelho vai destruir rascunho de livro infantil escrito com Kobe Bryant

O escritor brasileiro Paulo Coelho anunciou hoje que pretende apagar o rascunho de um livro infantil que se encontrava a escrever em conjunto com o antigo basquetebolista norte-americano Kobe Bryant, que morreu no domingo num …

Encontrado famoso navio que desapareceu misteriosamente no Triângulo das Bermudas há 95 anos

Os destroços de um navio que desapareceu misteriosamente no Triângulo das Bermudas há 95 anos foram descobertos na costa da Florida, nos Estados Unidos. O SS Cotopaxi - um navio mercante norte-americano - deixou Charleston, na …

Ana Gomes diz que diretiva europeia sobre branqueamento de capitais é aplicável a Rui Pinto

A ex-eurodeputada socialista Ana Gomes disse hoje em Lisboa que pode aplicar-se ao ‘hacker’ Rui Pinto a diretiva europeia sobre branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo, sem esperar pela transposição de legislação sobre o …

"Há grandes chances de Jesus sair em maio para o FC Porto", diz Carlos Alberto

Carlos Alberto, atual comentador desportivo e antigo jogador do FC Porto, acredita que os 'dragões' vão avançar para a contratação de Jorge Jesus, em maio. Recentemente, a ideia de Jorge Jesus no FC Porto tem ganho …