Bélgica recoloca Lisboa e região Centro no “vermelho”

Angelo Carconi / EPA

As autoridades belgas aliviaram ligeiramente as medidas restritivas no quadro da pandemia da covid-19, apesar do aumento do número de casos, esta quarta-feira, e recolocaram a área metropolitana de Lisboa e a região centro de Portugal no “vermelho”.

Entre as alterações às medidas hoje adotadas pelas autoridades belgas após uma reunião do Conselho Nacional de Segurança conta-se o fim da interdição de viagens desde as “zonas vermelhas” – classificadas como de alto risco de contágio –, que é substituída por uma recomendação a “desaconselhar fortemente” esses destinos, acompanhada de uma ‘quarentena’ de sete dias, com um teste ao quinto.

Com a reinclusão da área metropolitana de Lisboa e da região centro na nova “lista vermelha”, que entrará em vigor já na sexta-feira, 25 de setembro, quem chegue a território belga oriundo destas regiões – e tencione permanecer mais de 48 horas –, terá de realizar um teste de despistagem e submeter-se a quarentena.

A Bélgica era o único Estado-membro a proibir viagens de zonas de alto risco dentro da UE, tendo decidido hoje abolir esta proibição em nome da “harmonização das regras ao nível europeu”, num momento em que a Comissão Europeia tenta que os Estados-membros adotem regras comuns e harmonizadas em tudo o que afete a livre circulação dentro do espaço comunitário.

A alteração mais visível às regras em curso na Bélgica hoje anunciada é, contudo, o facto de a utilização de máscara deixar de ser obrigatória ao ar livre na região de Bruxelas.

Em vigor desde 12 de agosto passado, a obrigatoriedade de utilizar uma máscara de proteção a todo o momento passa a aplicar-se apenas a locais fechados (como estabelecimentos comerciais, cinemas e transportes públicos) ou áreas ao ar livre com uma grande aglomeração de pessoas.

As novas regras surgem paradoxalmente numa altura em que os casos de covid-19 continuam a disparar na Bélgica que, na última semana, registou uma média de 1374 casos diários (mais 60% do que na semana anterior), e assiste a um aumento contínuo das hospitalizações, com 18 dias consecutivos de subida.

Nos últimos 14 dias, a Bélgica registou uma média de 132,3 casos por cada 100 mil habitantes, o que representa a sexta maior taxa de positivos na UE, superada apenas por Espanha (314,8), República Checa (218,6), França (197,8), Luxemburgo (169,7) e Malta (144), de acordo com dados do Centro Europeu de Controlo e Prevenção de Doenças.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 971.677 mortos e mais de 31,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1928 pessoas dos 70.465 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

CDS recebeu com "alegria e entusiasmo" candidatura de Moedas a Lisboa

O presidente do CDS-PP afirmou, esta sexta-feira, que o partido recebeu com "grande alegria e entusiasmo" a candidatura de Carlos Moedas à Câmara de Lisboa, considerando que é "um nome forte" e uma "ótima notícia" …

Nem Pote, nem Porro. As estatísticas mostram que Manafá tem sido o melhor em Portugal

O índice de desempenho de uma ferramenta de scouting usada por grandes clubes europeus aponta Wilson Manafá como o jogador em melhor forma da Liga NOS. Não é tecnicamente dotado, nem um favorito dos adeptos. O …

TAP avança com lay-off de um ano a partir de segunda-feira

A TAP vai avançar com um processo de lay-off clássico, que passará por uma redução dos períodos normais de trabalho ou suspensão de contratos, a partir da próxima segunda-feira e durante 12 meses. De acordo com …

Os tigres estão em risco e podem precisar de um "resgate genético"

Os tigres estão sob ameaça e um novo estudo sugere que estes felinos podem precisar de um "resgate genético". O acasalamento entre diferentes subespécies é uma opção. Fragmentação do habitat, conflito entre humanos e vida selvagem, …

Há estranhas nuvens que brilham à noite (e já sabe o que são)

Uma equipa de cientistas usou um pequeno foguete lançado pela NASA para estudar a natureza de um tipo indescritível de nuvens que brilham no escuro, criando uma artificialmente. Desde o final dos anos 1800 que …

Eis o primeiro enxame de (pequenos) buracos negros num aglomerado globular

Uma equipa de cientistas, que esperava encontrar um buraco negro de massa intermédia no coração do aglomerado globular NGC 6397, encontrou, em vez disso, evidências de uma concentração de buracos negros mais pequenos. Por vezes, na ciência, …

Ruth, a "humana digital" da Nestlé ensina como fazer as bolachas perfeitas

Graças à Inteligência Artificial, nasceu Ruth, um "humano digital" da Nestlé que interage connosco e nos ajuda a fazer as melhores bolachas com pepitas de chocolate. A internet é o maior livro de receitas a que …

“Ditador egoísta e despótico”. Margaret Tatcher comparou Saddam Hussein a Hitler após ataque ao Kuwait

Documentos do início da Guerra do Golfo revelam que a antiga primeira-ministra britânica Margaret Thatcher comparou Saddam Hussein a Adolf Hitler após a invasão do Kuwait pelo ditador iraquiano. De acordo com os documentos anteriormente confidenciais …

Cientistas criam "televisão" ultravioleta para animais (que nos vai ajudar a entendê-los melhor)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Queensland, na Austrália, desenvolveu uma "televisão" ultravioleta para ajudar os especialistas a entender melhor a forma como os animais veem o mundo. Os monitores de televisões ou computadores têm …

Watakano, a “ilha da prostituição” que teve o seu auge nos anos 80, está agora vazia

Conhecida como “ilha da prostituição”, Watakano já foi considera um pequeno paraíso sexual. No seu auge, do final dos anos 70 a meados dos anos 80, homens faziam um curta viagem de barco até ao …