Nasceu o primeiro bebé de útero transplantado de dadora morta

Uma brasileira deu à luz uma menina depois de receber um transplante de um útero de uma dadora que morreu. Trata-se do primeiro caso bem sucedido neste tipo de procedimento.

Em setembro de 2016, uma paciente de 32 anos que nasceu sem útero fez um transplante de útero de uma pessoa morta. Sete meses após a cirurgia, a mulher engravidou por inseminação. O parto ocorreu em dezembro de 2017, por cesariana, e o útero foi retirado nessa mesma cirurgia.

A criança nasceu saudável e está a desenvolver-se de forma normal. Até agora, estes transplantes só tiveram sucesso com úteros de dadoras vivas.

Dani Ejzenberg, ginecologista que dirigiu a equipa médica da Universidade de São Paulo, escreveu agora sobre este caso na revista Lancet, sublinhando que este se trata de um importante avanço médico.

A verdade é que este não é o primeiro transplante de uma dadora morta, mas, até ao momento, nenhum tinha resultado num nado vivo. “Até ao momento, o nosso caso é o único do mundo a utilizar útero de doadora falecida e conseguir um nascimento. Tivemos oito nascimentos na Suécia e um nos Estados Unidos de úteros transplantados de doadoras vivas”, afirmou Ejzenberg, numa entrevista citada pelo Diário de Notícias.

O transplante de um útero de uma dadora morta traz algumas vantagens, explicou a equipa. “Com uma dadora morta, reduz-se o risco porque não há risco para a dadora, e reduzem-se também os custos porque não é preciso o internamento e a longa cirurgia para a dadora.” Além disso, “encontrar uma dadora viva pode ser difícil”.

Após o sucesso do parto, o útero transplantado foi retirado porque a recetora tinha de ser medicada com imunossupressores para certificar que não havia rejeição do órgão. Segundo a líder da equipa, continuar a terapêutica iria ser muito dispendioso, pelo que acaba por ser preferível usar os fundos disponíveis para efetuar mais transplantes.

Este caso de sucesso no Brasil acontece depois de dez tentativas falhadas nos Estados Unidos, República Checa e Turquia.

Voluntária recrutada na Internet

Em entrevistas anteriores, Dani Ejzenberg já tinha explicado o processo de recrutamento. “As pacientes do estudo foram recrutadas a partir de comunidades na Internet que reúnem pacientes com Rokitansky, a ausência congénita de útero de que sofre a transplantada.”

Neste caso, a fertilização aconteceu quatro meses antes do transplante. “Só depois de aspirar os óvulos e ter certeza de que a paciente tinha bons embriões e uma chance real de gravidez é que realizámos o transplante”, uma cirurgia que terá durado 10 horas e meia. Apenas um mês após a operação, a brasileira começou a ter período.

A equipa médica responsável por este feito considera que este procedimento traz esperança para mulheres com uma série de afeções, nomeadamente aquelas que foram submetidas a uma histerectomia (remoção do útero) e que até agora só podiam adotar ou recorrer à maternidade de substituição.

Ainda assim, o ginecologista adverte que, apesar de ter corrido tudo bem, a experiência não deve ser repetida tão cedo. “Não estamos a selecionar mais pacientes. Este tipo de procedimento ainda é experimental e só pode ser realizado por equipas treinadas, em ambiente de pesquisa e após autorização dos órgãos competentes.”

Ao The Guardian, um ginecologista britânico concorda com Ejzenberg e acrescenta que é necessário investigar mais até que este procedimento possa ser generalizado. Ainda assim, adianta, este processo pode permitir a mulheres transexuais engravidar (pelo menos em teoria).

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Japão promete "uma sociedade neutra em termos de carbono" até 2050

O Japão quer alcançar a neutralidade de carbono até 2050, disse hoje o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga, um caminho que se afigura complicado, devido à dependência do país do carvão. Numa altura em que cada vez …

"Nada nos vai fazer recuar". Macron desperta a raiva do mundo muçulmano (e enfurece Erdogan)

Emmanuel Macron, presidente de França, assumiu posições muito claras na defesa da liberdade de exibir as caricaturas de Maomé, no âmbito da homenagem ao professor decapitado na semana passada, suscitando protestos em vários países muçulmanos. "Nada …

Merkel avisa Alemanha que os próximos meses vão ser “muito difíceis”

A chanceler alemã, Angela Merkel, avisou a Alemanha de que os próximos meses vão ser "muito difíceis", já que o número de infeções por covid-19 continua a crescer diariamente, tendo-se registado 8.685 nas últimas …

Portugal acusado de bloquear lei europeia contra evasão fiscal pelas multinacionais

Os governos português e sueco estão a ser acusados de bloquear, no Conselho da União Europeia (UE), a deliberação de uma lei contra a evasão fiscal por parte de grandes empresas multinacionais digitais. Segundo anunciou esta …

Consumo de antibióticos desce 22% durante a pandemia. Menos 1,1 milhões de embalagens vendidas

O consumo de antibióticos registou uma descida na ordem dos 22% nos primeiros oito meses deste ano. Venderam-se menos 1,1 milhões de embalagens, quando comparado com igual período do ano passado. Entre janeiro e agosto deste …

Portugal regista mais 2.447 casos e 27 mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 2.447 casos positivos e 27 mortes por covid-19. A informação foi divulgada, esta segunda-feira, no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico divulgado hoje revela que …

Testes rápidos devem ser aplicados em surtos em escolas ou lares

A Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, hoje publicada, determina que em situações de surto em escolas, lares ou outras instituições devem ser utilizados preferencialmente testes rápidos no sentido de aplicar "rapidamente as medidas adequadas …

Em Berlim, Marta Temido defende reforma e reforço de poder da OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) deve ser alvo de uma reforma substancial que leve ao reforço do seu poder internacional na sequência da pandemia de Covid-19, defendeu esta segunda-feira a ministra da Saúde, Marta …

PJ faz buscas à Fiscalização e Contratação da Câmara de Barcelos

A investigação, relacionada com contractos efetuados no pelouro da vereadora Anabela Real, estão a ser investigados pela Polícia Judiciária. A Polícia Judiciária (PJ) fez hoje buscas na Câmara de Barcelos, tendo como alvo principal os serviços …

Governo ordena "encerramento compulsivo" do Instituto Superior de Gestão e Administração de Leiria

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, determinou o "encerramento compulsivo" do Instituto Superior de Gestão e Administração de Leiria, instituição privada detida pelo grupo Lusófona, que deverá fechar portas até ao fim …