Bastonário da Ordem dos Médicos diz que datas do desconfinamento “podem ser mantidas”

Miguel Guimarães / Facebook

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães

O bastonário da Ordem dos Médicos considerou hoje que as datas do desconfinamento, agendadas pelo Governo, “podem ser mantidas” desde que não se descure parâmetros como “a vacinação, os mecanismos de proteção individual, e a testagem em massa”.

Miguel Guimarães apontou que este é “um momento crítico para evitar que se desconfine mal”, analisando que Portugal, em comparação com outros países, “ainda está numa boa situação, apesar do ligeiro aumento dos casos de covid-19”.

“As datas do desconfinamento podem ser mantidas se tivermos muita atenção às questões da vacinação, da utilização dos mecanismos de proteção individual, e da testagem em massa. Se o fizermos, a taxa de sucesso será grande, mas temos de agir e não ficar apenas por palavras”, alertou o bastonário.

O responsável, que abordou o tema numa iniciativa da empresa responsável pelo primeiro ventilador produzido em Portugal com certificação europeia, na Póvoa de Varzim, distrito do Porto, insistiu na questão da vacinação e na necessidade de “transmitir uma imagem de confiança às pessoas”.

“É preciso uma grande campanha para mostrar que temos que ter confiança nas vacinas. Todas elas têm um benéfico que ultrapassa, claramente, os potenciais riscos. Incluindo a da Johnson & Johnson, que seguramente estará em breve em utilização na Europa”, defendeu.

O bastonário da Ordem do Médicos considerou que o coordenador do plano de vacinação, vice-almirante Gouveia e Melo, tem feito “um trabalho notável”, apelando para que o processo seja “simples, eficaz e abrangente”.

“Temos que vacinar o maior número de pessoas, mas não nos podemos dar ao luxo de abranger vários grupos. Todos são importantes, mas temos de priorizar as pessoas mais frágeis, que são as que têm mais idades, e eventualmente nichos mais específicos, como os doentes transplantados”, analisou.

Miguel Guimarães alertou, também, para os casos de pessoas que já tiveram a doença e que não estão, para já, a ser abrangidos no plano de vacinação, lembrando que Portugal e Islândia são os únicos países em que tal acontece.

“A DGS [Direção-Geral da Saúde] está a tomar muito tempo na decisão de vacinar as pessoas que já tiveram a doença há mais de três meses. Tenho 545 médicos nessa situação e que têm direito a ser protegidos com a vacina. Não sabemos quanto tempo duram os anticorpos, mas em muitos casos eles desaparecem em três a seis meses. Pelo menos uma dose deviam tomar. É isso que vários países europeus estão a fazer”, alertou.

O bastonário da Ordem dos Médicos apelou ainda, que se insista numa estratégia comum europeia quanto aos critérios de inoculação com determinadas vacinas, nomeadamente a da AstraZeneca.

“Não é aceitável que a União Europeia, numa altura crítica, não tenha uma estratégia comum. Isso dá uma imagem de insegurança às pessoas. No caso da vacina da AstraZeneca, se Portugal utiliza para mais de 60 anos, França para 55 a Espanha para 50, por exemplo, e a Dinamarca decide aboli-la, o cidadão europeu não consegue perceber. Era necessária uma atuação igual. A confiança nas vacinas é umas das nossas principais armas”, vincou Miguel Guimarães.

O bastonário da Ordem dos Médicos também insistiu na questão da testagem em massa, dizendo que a mesma tem de ser feita com uma regularidade no mínimo mensal, e não “testar uma escola e depois repetir o procedimento cinco meses depois”, e lembrou a necessidade “de uma grande campanha de sensibilização para a manutenção as regras de higiene e proteção individual”.

  // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O segredo da Coreia do Sul para combater a covid-19? Tecnologia de ponta e toque humano

O sucesso da Coreia do Sul a combater a pandemia de covid-19 não assentou apenas no recurso à tecnologia de ponta — também envolveu o tradicional toque humano. De acordo com um recente relatório da Câmara …

Governo: voto contra do Bloco é "definitivo". Marcelo diz que chumbo provoca dissolução

O Governo afirmou este domingo que entendeu o anúncio de voto contra por parte do BE como “uma posição definitiva”, remetendo eventuais novas negociações com este partido para a fase da especialidade do Orçamento do …

Soldados do exército chinês alinhados.

Chinesas querem "empregos de homem" — mas o sistema educacional corta-lhes as asas

Várias escolas, academia e universidades chinesas impõe cotas que limitam o acesso de estudantes do sexo feminino. Mulheres têm de tirar notas mais altas do que os homens para entrar. Um pouco por todo o mundo …

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …

Nova faca de madeira é três vezes mais afiada do que as de aço - e pode ser lavada após ser usada

Através do uso de métodos alternativos, uma equipa de cientistas criou uma nova forma endurecida da madeira que pode ser transformada em facas afiadas. A equipa da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, refere que as …

Áustria planeia confinar quem não estiver vacinado contra covid-19

O governo austríaco anunciou que, se ocupação de camas de Unidades de Cuidados Intensivos com pacientes covid-19 atingir nível crítico, pessoas não imunizadas poderão sair de casa apenas em casos excepcionais, como compras essenciais e …