Banco Central Europeu “ataca” a Bitcoin

Duncan Rawlinson / Flickr

Para “atacar” a popularidade e as vantagens trazidas pela criptomoeda mais popular da atualidade, o Banco Central Europeu (BCE) quer tornar as transferências imediatas e grátis.

O BCE está à procura de combater a ideia de que as bitcoins têm vantagens. Uma das que aparece em primeiro lugar é a prontidão com que são feitas as transferências da criptomoeda, ao contrário do que acontece com dinheiro que, em caso de ser transferido para bancos diferentes, pode demorar três dias.

Por isso, e já depois de a Bitcoin ter passado a fasquia dos 11 mil dólares, Frankfurt quer combater a popularidade das moedas, com Yves Mersch, membro da comissão executiva do banco central, a pedir aos bancos que se apressem em criar soluções.

“Os bancos necessitam de implementar os pagamentos instantâneos o mais rapidamente possível para dar uma narrativa alternativa ao debate público em curso sobre a alegada inovação trazida pelos esquemas de moedas virtuais”, disse, de acordo com o Diário de Notícias, o responsável do banco central, numa conferência em Roma.

O BCE tem incentivado a criação de um sistema que permita pagamentos e transferências bancárias instantâneas e praticamente grátis entre os países europeus. Essa solução já arrancou em oito países no passado mês de novembro. Em Portugal só deverá chegar no segundo trimestre de

Apesar de ainda não serem genericamente permitidas como meios de pagamento, o número de entidades a aceitar bitcoins tem aumentado. No eBay e na Tesla já foram feitos pagamentos com esta criptomoeda. E nas últimas semanas têm surgido notícias, não confirmadas, de que a Amazon também irá disponibilizar pagamentos em bitcoin.

Nos EUA e na Austrália já se compram e arrendam casas com esta divisa. E no Japão há companhias aéreas e empresas de retalho a aceitar a moeda virtual. As critpomoedas estão ainda a ser utilizadas para operações de financiamento de empresas, as ofertas iniciais de moedas, semelhantes a entradas em bolsa. Nos EUA, as autoridades deram luz verde a que se criassem instrumentos financeiros relacionados com a bitcoin.

Mas multiplicam-se os avisos. O vice-presidente do BCE, Vítor Constâncio, disse em setembro que a bitcoin não era uma moeda, mas um instrumento de especulação e comparou-a à bolha das tulipas.

O presidente do J.P. Morgan, um dos maiores bancos do mundo, foi ainda mais direto. “Quem for suficientemente estúpido para comprar acabará por pagar o preço”, disse Jamie Dimon, citado pela imprensa americana. Também Joseph Stiglitz, Prémio Nobel da Economia, defendeu que a bitcoin devia ser banida, porque não tem valor e é um foco de evasão fiscal.

Mas apesar das críticas, os bancos centrais tentam responder aos desafios impostos pelas moedas virtuais. Na Suécia e no Reino Unido, por exemplo, os bancos centrais têm em curso estudos para aferir se irão lançar as suas próprias moedas virtuais.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Propinas serão ajustadas se as instituições não garantirem ensino à distância

O pagamento de propinas no ensino superior será ajustado caso as instituições não consigam garantir o ensino à distância durante o período de contenção de covid-19, segundo um projeto-lei do PAN aprovado no Parlamento. “O valor …

Operação "Páscoa em Casa" já arrancou. Até segunda-feira, não pode sair do seu concelho de residência

Circulação proibida fora do concelho de residência e aeroportos encerrados. Arrancou à meia-noite desta quinta-feira a aplicação das medidas decretadas pelo Governo para o período pascal - 9 a 13 de abril -, visando reduzir …

Encontrado no fundo do mar um organismo "sobrenatural" tão grande como um prédio de 11 andares

Uma equipa de investigadores capturaram imagens de um organismo "sobrenatural" nas águas da costa da Austrália Ocidental. Uma equipa a bordo de RV Falkor, o navio de investigação principal do Schmidt Ocean Institute, localizou o organismo, …

Há 1.400 anos, uma estranha luz vermelha apareceu no Japão (e já sabemos o que era)

O registo mais antigo de um fenómeno astronómico observado no Japão deixou uma marca importante na história japonesa e na literatura clássica. O fenómeno data de 30 de dezembro de 620 e há séculos que …

Cientistas convertem água em combustível solar

Uma equipa de investigadores britânicos usou uma metodologia única que permite transformar água em combustível solar, que pode ser uma solução para energia renovável. Esta metodologia única utilizada por uma equipa de cientistas da Universidade de …

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …