Banca já custou 17 mil milhões de euros aos contribuintes

Mário Cruz / Lusa

Desde 2007, as ajudas do Estado à banca já custaram cerca de 17,1 mil milhões de euros aos contribuintes portugueses. O único ano pior do que 2017 foi 2014.

Segundo o que o Instituto Nacional de Estatística revelou esta segunda-feira, a injeção de capital na Caixa Geral de Depósitos (CGD), no início de 2017, fez resvalar o défice público no final do ano passado de 0,9% do produto interno bruto (PIB) para 3%.

Assim, o investimento de capital na CGD, de 3,9 mil milhões de euros, mais os juros que os contribuintes têm de continuar a suportar pelas ajudas à banca da última década, ascenderam, no final do ano passado, a 4,5 mil milhões de euros.

No total, a fatura dos contribuintes com a crise a estabilização do sistema financeiros ascende a 17,1 mil milhões de euros, desde 2017, que equivale a quase 9% do PIB a preços atuais, estima o Diário de Notícias.

O único pior ano que 2017 foi 2014, quando o BES faliu e os contribuintes foram novamente chamados. Nesse ano, os apoios foram na ordem dos 5,1 mil milhões para acudir ao colapso do BES, tendo o défice disparado para 7,2%.

O ano de 2010 arrecada o terceiro lugar, quando o Estado apoiou com 1,8 mil milhões de euros a queda do BPN, fatura que não para de crescer todos os anos.

O ministro das Finanças, Mário Centeno, contestou a decisão do Eurostat aceite pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que considerou “errada”.

O Estado, justificou, é o único acionista único do “banco público”, que fez um “investimento” que “não é uma ajuda estatal” e que esta medida “extraordinária” serve para garantir a estabilidade do sistema. Esta “operação financeira” faz parte de “um plano sério” e irá gerar “retorno” para o acionista Estado, assegurou o ministro.

O tratamento mais “condigno” era que o custo com a CGD fosse apenas à dívida (como foi) e não ao défice (como acabou por acontecer). Ainda assim, Mário Centeno afirma que o diálogo co a Eurostat não ficará por aqui.

Esta posição é contrariada pelo INE, que segue as recomendações europeias, defendendo que “o tratamento estatístico mais adequado para esta recapitalização seria como operação financeira”, que não gera défice, só dívida. Para o Eurostat, é despesa de capital e também gera défice.

Estes números, refere o DN, serão confirmados a 23 de abril, quando o Eurostat divulgar as estimativas “preliminares” de défice e dívida para todos os países da União Europeia.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Lembram-se das afirmações perentórias do governador do BdP (e afins) aquando do colapso do BES?
    E não há forma de, publicamente, lhe(s) chamarem ALDRABÃO(BÕES) e pedirem responsabilidades?
    Desde que no “poleiro”, cá no “burgo”, todos podem fazer tudo e mais sete botas que ninguém lhes pede prestação de contas.
    Somos, de facto, África do norte…

RESPONDER

Fogos na Sertã dominados. Chamas ainda descontroladas em Vila de Rei e Mação

O Comandante do Agrupamento Centro Sul da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Belo Costa, disse esta manhã de domingo, que as Forças Armadas estão no terreno com máquinas de rastos, bem como a …

Cemitérios verdes. Especialista britânico sugere enterrar mortos à beira da estrada

O especialista britânico sugere que se use os espaços ao lado das estradas, ferrovias e passeios como "corredores funerários" amigos do ambiente. Uma vez que a ciência ainda não encontrou forma de nos tornar imortais, encontrar …

Consumo de proteínas e laticínios pode ajudar a reduzir risco de diabetes

Cientistas associaram um maior consumo de proteínas e laticínios a um menor risco de diabetes. Em contrapartida, alimentos ricos em calorias foram ligados a um maior risco de diabetes. A diabetes é um problema de saúde …

Médicos alertam: técnica de tapar a boca com fita-cola para dormir melhor é perigosa

Chama-se "buteyko" e consiste em encontrar formas de respirar melhor pelo nariz, entre as quais fechar a boca enquanto dormimos. A tendência está a gerar um debate entre os médicos, que consideram esta técnica perigosa. Foi …

Incentivos financeiros ajudam pessoas a deixar de fumar

Fumar mata um em cada dois fumadores ávidos, mas desistir leva a grandes melhorias na saúde, aumento da esperança de vida e poupança de custos com cuidados de saúde. Pagar às pessoas para pararem de …

Há uma coisa simples que podemos fazer para combater as alterações climáticas: falar sobre o problema

A preocupação com as alterações climáticas pode ser muitas vezes um fardo solitário, mas a verdade é que não precisa de ser assim. De acordo com um novo estudo, simplesmente falar sobre o assunto com …

Em busca das duas princesas alemãs. Vaticano analisa ossários após encontrar túmulos vazios

Os trabalhos começaram esta manhã no cemitério que fica dentro das muralhas do Vaticano e foram analisados os restos dos dois ossários, explicou o porta-voz interino da Santa Sé, Alessando Gisotti. Os ossários estavam perto dos …

Miguel Pinto Lisboa é o novo presidente do Vitória de Guimarães

Miguel Pinto Lisboa foi eleito, este sábado, o novo presidente do Vitória de Guimarães, avança a imprensa portuguesa. Os números ainda não são oficiais, mas as primeiras projeções indicam que o candidato de 47 anos da …

Incêndios em Castelo Branco e Santarém. Há quatro bombeiros feridos, um em estado grave

Dois incêndios em Castelo Branco estão a mobilizar mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos. Há estradas cortadas e aldeias evacuadas. Dois incêndios em povoamento florestal, todos no distrito de Castelo Branco, um no município …

"É contra a vontade de Deus". Família que se recusou a pagar impostos é condenada na Austrália

Uma família cristã australiana recusou-se a pagar impostos, alegando que é "contra a vontade de Deus". Em tribunal, o juiz obrigou a pagar 1,3 milhões de euros. Em 2017, na Tasmânia, uma família cristã não pagou …