Aversão de Barbara Bush a Trump vem dos anos 90 (e chegou a afetar-lhe o coração)

Tannen Maury / EPA

Barbara e George H. W. Bush

A aversão que a ex-primeira dama Barbara Bush sentia ao atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, data dos anos 90. Era tão intensa que chegou a afetar-lhe o coração.

A aversão que a ex-primeira dama Barbara Bush sentia ao atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, data dos anos 90 e era tão intensa que chegou a causar-lhe uma crise cardíaca, que qualificou de “ataque de coração”, de acordo com extratos de uma biografia avançados esta quarta-feira.

“Tecnicamente não foi um ataque de coração, embora Barbara Bush chamasse assim. Foi uma crise na sua longa batalha contra a insuficiência cardíaca congestiva e a doença pulmonar crónica de que padecia”, explicou esta quarta-feira a jornalista do jornal USA Today e autora do livro biográfico, Susan Page.

Em A matriarca, título da biografia, Page recolhe uma série de entrevistas com a esposa do ex-presidente George H. W. Bush (1989-1993) e mãe do também ex-presidente George W. Bush (2001-2009), falecida em abril do ano passado.

O episódio cardíaco descrito pela autora aconteceu durante a campanha eleitoral de 2016, na qual o agora Presidente norte-americano atacou com veemência um dos seus filhos, Jeb Bush, que também pretendia obter a candidatura presidencial do Partido Republicano.

A escritora relembra como Trump atacou Jeb Bush precisamente pelo apoio que tinha recebido da sua mãe durante a campanha, ao que Barbara Bush respondeu numa entrevista com a emissora CBS: “Pelo amor de Deus, (o presidente russo Vladimir) Putin apoia-o a ele; Putin é o pior e aprovou Trump!“.

No entanto, a aversão da ex-primeira dama não se deve às estratégias políticas do atual Presidente, já que datam dos anos 90, como demonstra uma anotação de 1992 no seu diário – ao qual a jornalista teve acesso – onde acusava o magnata de ser “um autêntico símbolo da avareza dos anos 80″.

Pouco depois do mediático divórcio de Donald Trump da sua primeira esposa, Ivana, Barbara Bush escreveu que o apelido Trump se tinha tornado numa “nova palavra” que “significa cobiça, egoísmo e fealdade“.

O seu nível de rejeição para com Donald Trump foi aumentando consoante o crescimento da sua popularidade e alcançou o seu máximo quando este se tornou no líder de um partido historicamente muito vinculado à sua família: o Republicano.

Por este motivo, não é de estranhar que a nomeação de Trump como candidato do partido conservador a levasse a repensar os seus sentimentos, segundo Page, que perguntou numa ocasião à ex-primeira dama se continuava a sentir-se republicana.

Atualmente, diria provavelmente que não“, respondeu.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Descoberta nova quasipartícula: o π-ton

Foi descoberta uma nova quasipartícula no Instituto de Tecnologia de Viena. Os cientistas batizaram-na de π-ton, uma quasipartícula que contém dois eletrões e duas lacunas. Existem diferentes tipos de partículas. Um deles, as quasipartículas, são excitações …

É oficial. Friends está de volta para um episódio especial

As preces dos fãs foram finalmente ouvidas. O elenco de Friends vai reunir-se para um episódio especial exclusivo na HBO Max. Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc, Matthew Perry e David Schwimmer voltarão ao …

Dieta ocidental está a deixar as pessoas menos inteligentes

Uma dieta pouco saudável, à base de hambúrgueres e doces está literalmente a deixar as pessoas menos inteligentes apenas no espaço de uma semana. Esta foi a conclusão de um estudo de investigadores da Universidade …

Pedro Proença: Sociedade deve atuar no combate ao racismo

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) disse, esta sexta-feira, que a sociedade portuguesa deve atuar no combate ao racismo, violência, xenofobia e intolerância. A Liga vai lançar, durante este fim-de-semana, uma campanha com …

Na última década, Coreia do Norte gastou mais de meio milhão de dólares em cavalos russos

A Coreia do Norte gastou recentemente dezenas de milhares de dólares na aquisição de 12 cavalos provenientes da Rússia, de acordo com os dados alfandegários. A Coreia do Norte gastou quase meio milhão de dólares (584.302 …

O caranguejo "supervilão" do Canadá vai ser transformado em plástico biodegradável

Uma equipa de cientistas no Canadá desenvolveu um plano para transformar uma espécie invasora de crustáceo - conhecida como como caranguejo supervilão - em copos e talheres  de "plástico", usando as suas carapaças para criar …

Covid-19. Tripulante de navio japonês pode ser o primeiro português infetado

Um português que é tripulante do navio Princess Cruises, atracado no porto de Yokohama, no Japão, pode ter sido diagnosticado "positivo" com o novo coronavírus. Contactada pela agência Lusa, a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, afirma …

Harry e Meghan vão deixar de poder usar a marca Sussex Royal

O duque e a duquesa de Sussex vão deixar de poder usar a marca Sussex Royal, anunciou, esta sexta-feira, um porta-voz da casa real. "Estando o duque e a duquesa focados nos seus planos de estabelecer …

Messi marca quatro e embala Barcelona para o topo da La Liga

Um póquer de Lionel Messi embalou o FC Barcelona, este sábado, para a liderança da Liga espanhola, com uma "mão cheia" de golos na receção ao Eibar (5-0). Os catalães subiram ao topo de La Liga …

Fátima esperava pela mãe à porta da escola. Foi torturada e assassinada

A menina de sete anos desapareceu, no dia 11, quando esperava pela mãe à porta da escola, num bairro da capital mexicana. O seu corpo foi encontrado alguns dias depois, com sinais de tortura. Fátima Anton, …