Mais de 12.000 km sem escalas. Ave pulveriza recorde mundial depois de voar do Alasca à Nova Zelândia

Uma ave bateu um novo recorde mundial depois de voar mais de 12.200 quilómetros do Alasca à Nova Zelândia sem qualquer escala.

O percurso do pássaro foi rastreado pela Global Flyway Network, um grupo de conservação que estuda aves migratórias de longa distância, conta o portal IFL Science.

A ave pertence ao grupo Limosa, segundo os especialistas, que detalharam que o pássaro tem uma estrutura aerodinâmica de um “caça a jato”, característica que lhe permitiu partir do noroeste da América a 16 de setembro e chegar à Oceânia 11 dias depois.



A velocidade de voo foi de até 88 quilómetros por hora.

O espécime, um macho, tinha um dispositivo de monitorização de satélite colocado na parte inferior das costas para acompanhar o seu regresso, juntamente com outras quatro aves que deixaram o Alasca juntas, onde passaram dois meses a alimentar-se.

“[Estes animais] parecem ter uma certa habilidade em saber onde estão no mundo. Não podemos realmente explicar, mas parecem ter um mapa a bordo“, disse Jesse Conklin, especialista da Global Flyway Network, em declarações ao jornal britânico The Guardian.

O peso padrão de uma Limosa pode oscilar entre 190 e 400 gramas.

Contudo, antes de um voo, a espécie é capaz de duplicar o seu tamanho, mas tem ainda a capacidade de encolher os seus órgão internos para aliviar a carga.

O especialista disse também que estas aves “têm uma taxa de conversão de combustível em energia incrivelmente eficiente”, comparando a estrutura do seu corpo a um avião de combate com “asas longas e pontiagudos” que lhes dá “grande potencial aerodinâmico”.

Suspeita-se que os pássaros não durmam durante a viagem, onde na maioria das vezes batem as asas. O antigo recorde do voo sem escalas mais longo já registado por um pássaro foi de 11.680 quilómetros em 2007.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, Darwin poderá ter-se enganado em relação à seleção sexual

Um novo estudo sugere que Charles Darwin poderá ter-se enganado parcialmente em relação à teoria da seleção sexual. Charles Darwin foi um cientista cuidadoso. Em meados do século XIX, enquanto procurava evidências para a sua teoria …

“Não temos um presidente". Moedas arrasa Medina após divulgação da auditoria à CML

A auditoria interna da Câmara Municipal de Lisboa, apresentada ontem por Fernando Medina, está longe de pôr fim à polémica em torno do envio de dados pessoais de manifestantes a embaixadas estrangeiras. O presidente da Câmara …

"Fui sujeito a pressões, intimidações e ameaças". António Oliveira desiste de candidatura à Câmara de Gaia

Esta sexta-feira, numa reunião de emergência, António Oliveira, candidato à Câmara de Vila Nova de Gaia, anunciou ao líder do PSD, Rui Rio, a sua desistência da corrida eleitoral. António Oliveira tinha sido a escolha de …

Marcelo pede a portugueses "noção" sobre momento de transição

O Presidente da República destacou a importância "de as pessoas terem a noção" do momento de transição" na pandemia em Portugal, sublinhando as vacinas como resposta. A campanha de vacinação justifica o "momento de transição" que …

Uma das plantas mais estudadas de sempre tinha uma parte desconhecida

Cientistas encontraram uma parte completamente nova numa das plantas mais estudadas de sempre. De acordo com o site Science Alert, a planta em questão chama-se Arabidopsis thaliana e é um organismo modelo, já tendo sido usada …

Informações contraditórias. Autoridades belgas só confirmam a morte de um português em Antuérpia

Apesar de três portugueses terem sido dados como mortos, as autoridades no local onde ruiu um prédio em construção em Antuérpia, na Bélgica, só confirmam a nacionalidade lusa de um óbito. De acordo com a TSF, …

António Joaquim entregou-se para cumprir 25 anos de prisão pela morte de Luís Grilo

António Joaquim apresentou-se hoje num estabelecimento prisional para cumprir os 25 anos de prisão (pena máxima) a que foi condenado pela coautoria do homicídio de Luís Grilo, disse à agência Lusa o seu advogado. “António Félix …

Afinal, a altura não depende apenas dos nossos genes

Vários especialistas em genética e biologia celular defendem que a altura não só depende dos genes transmitidos pelos nossos pais, mas também de fatores ambientais, como a dieta. Muitas vezes consideramos a nossa altura imutável, determinada …

Resolvido mistério de longa data sobre explosões colossais no Espaço

Cientistas desvendaram um antigo mistério sobre algumas das maiores explosões do universo, conhecidas como erupções de raios gama, ou Gamma Ray Bursts (GRB), em inglês. As erupções de raios gama são explosões extremamente energéticas que foram …

Programa de computador prevê os gostos de arte das pessoas

Um programa de computador criado por uma equipa de investigadores conseguiu prever com precisão os gostos de arte das pessoas. Gostos não se discutem. Seja a cor preferida, o carro que conduz ou o género de …