Autor da denúncia do HSBC pede proteção

eldiario.es / Wikimedia

O informático franco-italiano Hervé Falciani, de 42 anos

O informático franco-italiano Hervé Falciani, de 42 anos

O informático franco-italiano Hervé Falciani, na origem das revelações de um vasto escândalo de evasão fiscal organizada na filial helvética do banco HSBC, considerou hoje que só a proteção aos lançadores de alertas pode vencer a “impunidade”.

Em entrevista concedida à televisão suíça RTS, o antigo informático do HSBC disse que, “se se quiser contrabalançar a impunidade, é preciso dotar-se dos meios para o fazer”.

Hervé Falciani obteve ficheiros do seu antigo empregador que permitiram a um consórcio internacional de jornalistas, liderado pelo le Monde, expor um imenso sistema de evasão fiscal na Europa, caso já popularmente apelidado de SwissLeaks.

O franco-italiano, de 42 anos, que é procurado pela Justiça da Suíça, designadamente por “violação do segredo bancário“, e cujas informações permitiram a revelação de milhares de nomes de detentores de contas na Suíça, declarou que beneficia de proteção em França.

Os lançadores de alertas devem beneficiar de uma proteção “não apenas física, mas também profissional, de reputação, jurídica”, disse na estação RTS.

Considerou também que estes informadores merecem um apoio financeiro.

“Não se deve ser estúpido. Não se deve ser ingénuo. Somos feitos de carne e osso”, declarou.

O informático, que foi acusado de ter roubado os ficheiros do HSBC para os vender, negou ter recebido dinheiro.

Estimou que outros informadores ou lançadores de alerta podem aparecer se forem disponibilizadas proteções.

“Não sou o único nesta situação que deve ser protegido”, declarou, dizendo que defendia a criação de “um estatuto, qualquer coisa que se crie na base das experiências” dos envolvidos, como ele e outros.

Falciani exprimiu ainda o desejo de a Suíça processar o HSBC, à semelhança da França e da Bélgica. “É o mínimo. Espero que ainda lhe reste energia suficiente, depois destes seis anos a investigar a minha pessoa, para inquirir o banco”, declarou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …

Abstenção do PCP no OE2021? É um excelente indicador, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou um “excelente indicador” o PCP ter anunciado a abstenção no Orçamento do Estado de 2021 (OE2021) e resultado de um entendimento “para ter um bom orçamento para o próximo ano”. “É …

Egito abre restaurante com vista de luxo para as pirâmides de Gizé

O Egito inaugurou um novo restaurante com vista panorâmica para as pirâmides. O investimento faz parte de uma tentativa de reavivar o turismo no país. O Egito revelou novas instalações para os visitantes no planalto nas …

Novo recorde. Portugal regista mais 3.669 casos de covid-19

Portugal regista este sábado 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, responsável pela covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo …

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …

Braço de ferro entre Costistas e Nunistas novamente adiado

O PS voltou a adiar, agora de 31 de Outubro para 7 de Novembro, a reunião da Comissão Nacional que decidirá a orientação do partido face às eleições presidenciais. Fica assim adiado o braço-de-ferro entre …