Austrália investiga falhas em hotéis que levaram ao surto em Melbourne

Peter Mackey / Flickr

Melbourne, na Austrália

Arrancou, esta segunda-feira, uma investigação judicial ao novo surto de covid-19 em Melbourne, na Austrália, para apurar se houve violações das regras de segurança nos hotéis designados para realizar a quarentena obrigatória de viajantes vindos do estrangeiro.

O governo do estado de Victoria, cuja capital é Melbourne, ordenou, no início deste mês, o início da investigação, depois de o número de infetados com o novo coronavírus ter aumentado, levando a um segundo confinamento na cidade de cinco milhões de habitantes, que deverá prolongar-se até 20 de agosto.

“Os comentários feitos pelo médico responsável [de Victoria] aos meios de comunicação social sugerem mesmo que cada caso de covid-19 em Victoria nas últimas semanas pode ter tido origem no programa de quarentena dos hotéis“, disse o advogado assistente Tony Neal na abertura de uma audiência em Melbourne.

Esta hipótese foi noticiada por meios de comunicação australianos, que deram conta de falhas por parte dos seguranças responsáveis pela vigilância nos hotéis de Melbourne. De acordo com a imprensa local, os seguranças terão deixado os viajantes sair dos seus quartos ou mesmo tido relações sexuais com pessoas em quarentena.

O inquérito judicial, que deverá estar concluído a 25 de setembro, altura em que deverá ser apresentado um relatório final, abordará também as ações tomadas pelas autoridades em resposta à pandemia.

Embora o país tivesse anunciado que conseguiu controlar a epidemia, Melbourne registou um ressurgimento de casos desde meados de junho. A nova vaga foi atribuída a violações das regras nos hotéis em que os viajantes que regressavam do estrangeiro se encontravam de quarentena.

A 8 de julho, a segunda cidade mais populosa do país foi colocada novamente em confinamento, durante seis semanas, após o fracasso das medidas para evitar a propagação do vírus. Victoria é responsável por metade do total de 12 mil casos confirmados na Austrália desde que a primeira pessoa infetada foi detetada, em março.

O novo surto levou aquele estado a ordenar a utilização de máscaras em Melbourne e na cidade rural de Mitchell, também sob confinamento, uma medida sem precedentes na Austrália.

A fronteira entre Victoria e Nova Gales do Sul, estados que representam mais de metade da população australiana, foi encerrada no início deste mês pela primeira vez em 100 anos. Além disso, o Parlamento de Camberra cancelou a próxima sessão, que deveria realizar-se entre 4 e 13 de agosto.

O estado de Nova Gales do Sul, que registou transmissões locais na cidade de Sydney e na cidade costeira de Baía de Batesman, também reforçou os controlos na fronteira com Victoria.

O novo confinamento na cidade de Melbourne custará à Austrália cerca de 3.695 mil milhões de euros.

A Austrália, com uma população de 25 milhões de habitantes, registou mais de 11 mil casos do novo coronavírus e 122 mortes desde o início da pandemia.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista descobre espécie extinta de ganso através de uma pintura egípcia

Uma famosa pintura que estava originalmente no túmulo do príncipe egípcio Nefermaat levou um cientista a descobrir uma espécie de ganso já extinta. A cena "gansos de Meidum", originalmente pintada no túmulo do príncipe Nefermaat, encontra-se …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Hong Qin, do Laboratório de Física de Plasma de Princeton (PPPL) do Departamento de Energia dos EUA, criou um algoritmo de Inteligência Artificial que pode provar que a realidade é, na verdade, uma simulação. O algoritmo …

Quase 10 anos depois, avião de Gaddafi continua parado num aeródromo em França

Quase uma década depois de ter aterrado em solo francês, o avião presidencial do ex-ditador líbio continua parado num aeródromo no sul do país, estando no meio de vários processos judiciais que parecem não ter …

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Em Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, no comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. A notícia …