Austrália. Depois dos incêndios, chega o granizo (e já está a provocar estragos)

FCB Excalibur / Flickr

A Austrália está a recuperar dos enormes incêndios dos últimos meses. No entanto, a costa oriental do país debate-se agora com chuvas intensas que tem provocado inúmeras inundações.

As fortes chuvas que caíram esta segunda-feira proporcionaram um pequeno alívio em algumas áreas devastadas pelos incêndios florestais na Austrália, que colocaram em risco o futuro de 327 espécies protegidas de animais e plantas.

As autoridades dos estados de Nova Gales do Sul e Victoria, no sudeste do país, alertaram que esta segunda-feira será marcada por fortes tempestades, granizo e possíveis inundações e ventos.

Chuvas fortes caíram na região de East Gippsland, uma das áreas mais afetadas pelos incêndios em Victoria, sendo que as chuvas também atingiram a costa sul e as Snowy Mountains, que foram devastadas pelas chamas desde a véspera do Ano Novo. Em Canberra, a queda de granizo do tamanho de bolas de ténis causou danos a veículos e árvores.

Também nas Montanhas Azuis, a cerca de 100 quilómetros a oeste de Sydney, duas pessoas foram hospitalizadas após serem atingidas por um raio, embora estejam em condição estável. No estado nordeste de Queensland, ventos fortes e tempestades causaram inundações em várias áreas adjacentes à cidade de Brisbane, especialmente na área turística de Gold Coast.

A queda das chuvas aliviou o trabalho aos bombeiros que tentam apagar os incêndios que atingiram, desde setembro, mais de 80.000 quilómetros quadrados de território e mataram pelo menos 29 pessoas.

Entretanto, as condições meteorológicas de hoje são temporárias, já que na quarta e quinta-feira é esperado um aumento de temperatura. Na sexta-feira, deverá chover novamente.

Os incêndios florestais estão a colocar em risco o futuro de pelo menos 327 espécies protegidas de animais e plantas, destruindo até 80% de seus habitats, informou o um relatório divulgado hoje pelo Governo australiano.

Os incêndios na Austrália, um país com flora e fauna únicas no mundo, ameaçam 272 espécies de plantas, 16 mamíferos, 14 espécies de sapos, nove de aves, sete répteis, quatro tipos de insetos, quatro variedades de peixes e uma espécie de aranha, de acordo com um documento emitido pelo Ministério do Meio Ambiente da Austrália.

O Ministério também indicou que 31 espécies das 327 foram classificadas como “em perigo crítico”, outras 110 como “em perigo” e 186 como “vulneráveis”.

A Austrália abriga uma grande variedade de animais únicos em seu território continental, com cerca de 300 espécies nativas, incluindo marsupiais como cangurus e coalas, monotremados como ornitorrincos e equidnas e um canídeo (dingo). Destas, cerca de 244 espécies ou 81% são encontradas apenas na Austrália.

Esses dados oficiais são revelados semanas depois de um grupo de cientistas da Universidade de Sydney ter estimado que os incêndios florestais teriam afetado mais de mil milhões de animais, incluindo um grande número de coalas, que estão em perigo de extinção na costa leste da Austrália.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …

Enfermeiros que deixem de ser chefes regressam ao início da carreira

Há enfermeiros que regressaram ao início de carreira depois de terem abandonado as suas funções de chefia, revela o jornal Público. Tal como escreve o matutino, que avança a notícia esta quinta-feira, para que estes …

"Ronaldo foi abandonado pela equipa". Imprensa italiana arrasa Juve e elogia CR7

O Lyon tirou partido do fator casa e surpreendeu a octocampeã italiana, Juventus, em França, e ganhou esta quarta-feira uma vantagem importante - embora ténue - na eliminatória com os bianconeri para a Liga dos …

Costa desaconselha viagens de finalistas. Associação de pais diz que "não vale o risco"

O primeiro-ministro, António Costa, admitiu esta quinta-feira que Portugal acabará por ter casos de coronavírus "mais cedo ou mais tarde". No entender líder do Executivo, que falava aos jornalistas em Bragança à margem da primeira …

Esquerda está contra, PSD não dá a mão. Montijo está em risco (mas "não há drama")

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, vai respeitar a decisão da maioria do Parlamento. "Acataremos, não há drama". Esta quarta-feira, Pedro Nuno Santos respondeu às críticas da esquerda acerca da vontade do Governo …

Reino Unido admite abandonar negociações com a União Europeia

O Governo britânico admite abandonar as negociações com a União Europeia (UE) para um acordo pós-Brexit se não houver progressos até junho, refere um documento publicado esta quinta-feira com a posição do Reino Unido. Num documento …

Bancos avisam: Proibir comissões vai levar a fecho de balcões e despedimentos

A Associação Portuguesa de Bancos (APB) é contra a proibição de comissões bancárias ou a sua limitação em valor e em número, no MB Way e nos contratos de crédito. As propostas vão ser discutidas …

Juiz Vaz das Neves usou Relação de Lisboa para ganhar 280 mil euros com julgamento privado

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, usou o salão nobre do tribunal para um julgamento privado com o qual ganhou 280 mil euros. De acordo com o jornal Público, …

Sergio Ramos é rei e senhor dos cartões vermelhos. Domina em todas as provas

O central Sergio Ramos foi esta quarta-feira expulso pela 26.ª vez na derrota do Real Madrid no Bernabéu frente ao Manchester City (2-1), na primeira-mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. O futebolista espanhol …

Covid-19. Há oito novos casos suspeitos em Portugal (e vieram todos de Itália)

A Direção-Geral da Saúde confirmou 25 casos suspeitos, 18 dos quais tiveram resultados negativos depois de realizados testes laboratoriais. Nas últimas 24 horas, foram registados oito novos casos suspeitos. Dos novos casos suspeitos, cinco no Hospital …