Ativista brasileiro vê semelhanças na chegada ao Parlamento de Ventura e Bolsonaro

O ativista brasileiro Anderson França encontra semelhanças na chegada ao Parlamento de André Ventura, em Portugal, e de Bolsonaro à Câmara dos Deputados, no Brasil, e recomenda que esta nova presença seja estudada e levada a sério.

A viver em Portugal há cerca de um ano — decisão que tomou a 28 de outubro, quando Jair Bolsonaro foi eleito Presidente do Brasil — o ativista brasileiro Anderson França refere-se ao atual chefe de Estado do seu país como alguém que faz “leituras históricas com rancor” e “acusa os governos de corrupção, sem provas e com o objetivo de mobilizar o senso comum e isso gera ódio na população”.

Uma postura que identifica no recém-eleito deputado André Ventura, que representa a chegada da extrema-direita ao Parlamento português. “Portugal era dos poucos países sem deputados da extrema-direita na Assembleia da República. Esse deputado representa, linguisticamente e na sua prática, a mesma coisa que Bolsonaro. São da mesma ideologia e da mesma forma de praticar política”, adiantou.E refere que esse deputado em Portugal “insiste” como ponto do seu discurso numa “deputada eleita, negra, com determinada deficiência na fala”.

“Ele manifesta-se nas redes sociais, acessando pessoalmente às pessoas, faz críticas a essa mulher e deixa bem nítido que o centro da sua crítica é a capacidade intelectual ou de fala dessa mulher. E em alguns momentos até a sua etnia”, prosseguiu.

Para Anderson França, “esse tipo de debate político não tem qualquer valor para a democracia nem para a construção de um estado plural”. “Quando esse deputado de extrema direita chega à Assembleia da República, a primeira coisa que faz é rebaixar o nível do debate. A principal coisa que passa a ser debatida nas redes sociais é a característica de fala de uma deputada eleita. Sobretudo porque é mulher, ele não se dedica a falar assim com homens e isso é o que o Balsonaro fez com a deputada Maria do Rosário“.

Em 2014, quando era deputado federal, Jair Bolsonaro afirmou no plenário que Maria do Rosário “não merecia ser violada” porque era “muito feia”.

O ativista — que saiu do Brasil há cerca de um ano, logo após ter conhecimento de que havia uma recompensa de 10 mil euros pela sua morte, no seguimento da denúncia do polícia que alegadamente matou o pedreiro Amarildo, na Rocinha, em 2013, num caso que se tornou um símbolo do abuso de violência policial — encontra no discurso de Bolsonaro e Ventura semelhanças precisamente onde “não gostaria de encontrar”.

“O que acontece com Bolsonaro e André Ventura é que eles não se parecem na discussão económica. Se eu pedir a esse deputado uma proposta económica para Portugal para os próximos cinco anos ele não tem. Se tivesse, ele já tinha falado”, disse.

As semelhanças passam, na sua opinião, pelo “rebaixamento do debate político e isso é o acirramento de ânimos, a polarização do senso comum, a discussão de quem é corrupto ou não é corrupto, sem apresentar provas”. “Eles tentam atingir o maior número de pessoas, usando recursos mediáticos com o cidadão médio, que, motivado pela paixão, pela polarização, acaba votando pela pessoa”, prosseguiu.

Contudo, Anderson França acredita que não é preciso alarde. “Não temos de ter medo do outro grupo, mas sim colocar na mesa a discussão de todos os grupos.”

E recomenda um up grade aos partidos tradicionais e à própria sociedade portuguesa que pensam o país de uma forma democrática para pensarem na razão deste novo cenário político. “Isso a esquerda brasileira não fez, permitiu que Bolsonaro continuasse durante 28 anos, menosprezou a sua presença no Parlamento, e então ele se tornou Presidente”, disse, acrescentando: “Devia ter considerado que aquele discurso de ódio, polarizador, em alguma altura ia dar alguma coisa.”

PARTILHAR

RESPONDER

Encontrado o primeiro planeta que sobreviveu à morte da sua estrela

Uma equipa internacional de astrónomos relatou o que pode ser o primeiro planeta intacto encontrado a orbitar uma anã branca, as densas sobras de uma estrela semelhante ao Sol, apenas 40% maior do que Terra. O …

Os sinais de vida em Marte podem ter sido "apagados" por ácidos

Fluidos ácidos podem ter destruído há muito as evidências de vida biológica passada dentro da argila marciana - possivelmente explicando, assim, por que é tão difícil encontrar evidências de vida antiga no Planeta Vermelho. Em pouco …

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …