Ataque contra Arábia Saudita terá sido lançado de solo iraniano

A Arábia Saudita e investigadores norte-americanos consideram que existe uma “grande probabilidade” de o ataque deste fim de semana a duas petrolíferas do Aramco, em Abqaiq e Khurais, ter sido feito a partir de uma base no Irão, perto da fronteira com o Iraque.

A informação foi avançada pela CNN, que cita uma fonte próxima às investigações. Além dos drones, os mísseis de cruzeiro que terão sido lançados voaram a baixa altitude e passaram no norte de Abqaiq, voando pelo sul do Iraque e também pelo espaço aéreo do Kuwait antes de atingirem o seu alvo. A mesma fonte acrescenta que esta trajetória implicaria que o ponto de lançamento do ataque tivesse que ser “mascarado”.

Confrontado com estas informações, o Iraque ainda não deu resposta à CNN e o Pentágono recusou comentar a situação, tendo mais tarde o porta-voz do governo norte-americano, Hogan Gidley, dito aos jornalistas que, para já, não pode dizer “definitivamente” que o Irão esteve por detrás deste ataque, mas que é muito provável que tenha sido esse o cenário.

Um responsável norte-americano disse à agência France Presse que os Estados Unidos têm a certeza que o ataque no sábado contra a Arábia Saudita foi realizado a partir de solo iraniano e que foram utilizados mísseis de cruzeiro.

A administração norte-americana está a preparar um dossier para provar as suas alegações e convencer a comunidade internacional, nomeadamente os europeus, na assembleia-geral das Nações Unidas na próxima semana, adiantou o responsável que não quis ser identificado.

Instalações petrolíferas em Abqaiq e Khurais, no leste da Arábia Saudita, foram atacadas no sábado, presumivelmente por aparelhos aéreos não tripulados, levando a uma queda para cerca de metade da produção saudita de crude, à volta de 5,7 milhões de barris diários ou cerca de 6% da oferta global.

Embora o ataque tenha sido reivindicado pelos rebeldes iemenitas pró-iranianos Huthis, que regularmente disparam mísseis balísticos contra alvos no sul da Arábia Saudita e que atingiram a infraestrutura petrolífera do reino em maio e agosto, os serviços de informações norte-americanos dispõem de elementos que permitem localizar a origem dos tiros, precisou a mesma fonte.

Questionado sobre se Washington tem a certeza de que os mísseis partiram de solo iraniano, o responsável respondeu “sim”. Também respondeu afirmativamente em relação à utilização de mísseis de cruzeiro, recusando precisar o número de mísseis utilizado.

Donald Trump declarou que o Irão parecia estar por trás do ataque contra a Arábia Saudita, mas que queria “saber com certeza quem é o responsável”, adiantando pretender “evitar” um conflito. Teerão tem rejeitado as acusações sobre o seu envolvimento no ataque, que classificou de “insensatas” e “incompreensíveis”.

A Arábia Saudita (sunita) combate desde meados de 2015 no Iémen os rebeldes Huthis, apoiados pelo Irão (xiita), o grande rival regional de Riade.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Exacto… porque mesmo que fossem os iranianos, iam mesmo faz o ataque a partir de solo iraniano!…
    Enfim… estes americanos da propaganda continuam a pensar que são todos palermas como eles…

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …