Atacante mascarado de palhaço esfaqueou adolescente na Suécia

Um jovem de 19 anos foi esfaqueado por um atacante mascarado de palhaço, indicou esta sexta-feira a polícia sueca, numa altura em que uma onda de histeria sobre avistamentos de palhaços “sinistros” e “assassinos” varre os Estados Unidos e a Europa.

“Um homem, nascido em 1997, foi esfaqueado no ombro por um desconhecido que fugiu”, escreveu a polícia do condado de Halland, no sul da Suécia, na sua página da internet.

O incidente ocorreu esta quinta-feira à noite, depois de duas pessoas vestidas de palhaço terem ameaçado matar uma mulher na quarta-feira, no centro do país.

“Ela estava extremamente assustada”, disse um porta-voz da polícia ao jornal Aftonbladet, acrescentando que esta mania em expansão “não tem nada de engraçado”.

Também na quarta-feira, um grupo de homens vestidos de palhaço cercou quatro crianças de dez anos e ameaçou-os com o que depois se concluiu serem motosserras falsas.

O ministro do Interior sueco, Anders Ygeman, apelou à calma da população.

“Não queremos assistir a uma situação em que uma pessoa se mete em problemas reais porque alguém, talvez meio a brincar, veste uma máscara de palhaço”, declarou o ministro à agência noticiosa TT.

Nos Estados Unidos, o frenesim em torno dos disfarces de palhaço alimentado pelas redes sociais levou a cadeia de hambúrgueres McDonald’s a anunciar esta semana que iria recuar no uso do seu sorridente palhaço Ronald McDonald.

A loucura também alastrou ao Reino Unido, onde as forças policiais foram chamadas para acorrer a diversos incidentes envolvendo pessoas vestidas de palhaços, que saltavam do nada para assustar as pessoas.

A polícia do Reino Unido e dos Estados Unidos teme que a moda aumente na contagem decrescente para o Halloween. Até a Casa Branca interveio e avisou que as forças da autoridade estão a levar estes incidentes a sério.

O fenómeno também atingiu a Holanda, onde foram vistas duas pessoas envergando disfarces de palhaço e empunhando armas de fogo.

A França viveu em 2014 uma “febre” semelhante que, de acordo com o sociólogo Robert Bartholomew, foi “bastante intensa e violenta”, tendo levado à detenção e encarceramento de 12 “palhaços assassinos” adolescentes.

A onda dos palhaços macabros chegou agora também ao Brasil, onde os habitantes de São Paulo se encontram sobressaltados com aparições recentes dos sinistros mascarados.

“Os palhaços podem ser considerados sinistros, porque não se lhes consegue ler a expressão do rosto, e 80 por cento da comunicação é não-verbal”, explicou.

“Se uma pessoa usar maquilhagem ou uma máscara de palhaço, é difícil saber se é amigável ou não”, acrescentou.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Tempestade de areia "engoliu" cidade na China

Uma forte tempestade de areia "engoliu" a cidade de Dunhuang, no noroeste da China, no passado domingo. De acordo com o South China Morning Post, a forte tempestade de areia, que provocou nuvens de poeira com …

Raíssa faz bolachas com o lema "Fora Bolsonaro". Já se tornaram virais

Uma brasileira começou a fazer bolachas com o lema "Fora Bolsonaro" em jeito de brincadeira, mas agora já vende centenas todos os dias. Aquilo que começou como uma simples brincadeira, acabou por tornar-se viral. A ideia …

Zara, 19 anos, quer ser a mulher mais nova de sempre a voar sozinha à volta do mundo

Uma jovem, de 19 anos, pôs mãos à obra para levar a cabo um "gap year" (o chamado ano sabático) com um propósito muito fora do comum: tornar-se a mulher mais nova de sempre a …

Francês diz ter usado método matemático para ganhar o Euromilhões

O francês, que não quis revelar a sua fórmula à imprensa, ganhou, no dia 11 de junho, 30 milhões de euros com a combinação com a qual jogava há um mês. A história foi contada, esta …

Mais de metade da população portuguesa já tem a vacinação completa

Mais de metade da população residente em Portugal (52%) já tem a vacinação completa contra a covid-19, revela o relatório semanal de vacinação divulgado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último relatório semanal …

Campeão olímpico criou problemas no seu país natal

Richard Carapaz, medalha de ouro no ciclismo, foi direto: "O país nunca acreditou em mim". Presidente do Equador, ministro e Comité Olímpico reagiram. Poucos dias depois de ter subido ao pódio final da Volta a França …

Jovens preocupados com fertilidade e efeitos secundários das vacinas contra a covid-19

Com o avanço das campanhas de vacinação, um grande número de pessoas das faixas etárias baixo dos 30 anos mostra-se relutante em tomar a vacina contra a covid-19. Os jovens falam de preocupações com fertilidade …

Dois gestos de Cla(ri)sse que ficam para a memória olímpica

Clarisse Agbégnénou foi campeã olímpica no judo, pela primeira vez - mas a atitude que demonstrou, mal venceu a final, ficará também nos registos. Campeã mundial cinco vezes, mais duas medalhas de prata. Cinco medalhas em …

Sindicatos avançam com ações legais para travar despedimento coletivo na TAP

Os sindicatos que representam os trabalhadores da TAP vão avançar com ações legais para travar o despedimento coletivo que a empresa iniciou na segunda-feira, que abrange 124 profissionais. "Até agora houve conversa, a partir de agora …

Ginastas alemãs usam fato integral para combater sexualização da modalidade

Ao contrário do que acontece com os ginastas masculinos, que podem optar por calções ou calças, as mulheres competem, desde o início da modalidade, de bodies que expõem grande parte do seu corpo. Quando, no último …