/

Epidemia de “palhaços assustadores” está a provocar alarme

2

fcharlton / Flickr

Há uma onda de “palhaços assustadores” a lançar o alerta entre as populações dos EUA e do Reino Unido. O fenómeno já chegou a outros países e há forças da polícia a pedirem aos pais para proibirem os filhos de se vestirem de palhaços para o Halloween.

Nas últimas semanas, têm-se verificado vários incidentes com palhaços sinistros. A “loucura” parece ter começado nos EUA, mas já se alastrou ao vizinho Canadá, à longínqua Austrália e particularmente ao Reino Unido, onde têm surgido diversos relatos assustadores com pessoas vestidas de palhaços.

A polícia de Durham, no norte de Inglaterra, divulga o caso de um suposto “palhaço assassino”, empunhando uma faca, que terá seguido quatro crianças, com idades entre os 11 e os 12 anos, no percurso que fizeram até à escola.

Os jovens não sofreram qualquer ferimento e ficaram apenas assustados.

“Acreditamos que isto é parte de uma partida muito maior que está actualmente a espalhar-se pelos EUA e por partes do Reino Unido”, destaca o sargento Mel Sutherland numa nota divulgada pela polícia de Durham.

É muito alarmante que ele transportasse uma faca, mas não acreditamos que quisesse magoar as crianças e, pelo que sabemos, isto faz parte da piada”, diz ainda o agente, notando que há “várias contas nas redes sociais dedicadas a esta loucura do ‘Palhaço Assassino'” que estão a ser analisadas.

Perseguições e palhaços com machados na mão

A estação britânica de televisão Sky News relata a ocorrência de vários outros incidentes com palhaços, um pouco por todo o Reino Unido, nomeadamente o caso de um jovem rapaz que terá sido perseguido por diversas pessoas vestidas de palhaço.

O jornal The Telegraph garante que foram feitas várias detenções e que as polícias de Essex, Durham, Newcastle e Manchester já fizeram alertas de que não vão “tolerar” situações de “palhaços assustadores”.

Na BBC, relata-se a detenção de um homem de 30 anos, em Norwich, depois de alegadamente, ter assustado uma mulher num parque público, saltando de trás de uma árvore, vestido de palhaço, e correndo a gritar atrás dela.

O canal de televisão ITV menciona por seu turno que várias pessoas terão sido perseguidas por um palhaço com um machado e que um outro homem deu de caras com um palhaço com um martelo na mão, no meio do passeio, e que uma mulher que estava num restaurante se deparou, de repente, com um palhaço a olhar fixamente para si pela janela.

Polícia pede proibição dos palhaços para o Halloween

Nos EUA, também há vários relatos semelhantes numa “paranóia” que parece ter começado em Agosto. Na altura, vários pais de Greenville, na Carolina do Sul, telefonaram para a polícia, alarmados, porque um palhaço andaria a tentar levar crianças para a floresta e a aliciá-las com doces.

Em Setembro, foi a polícia do Estado da Geórgia que recebeu várias chamadas de pais a queixarem-se de palhaços que andariam a ameaçar raptar os seus filhos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O caso assumiu tais repercussões que se encerraram escolas no Texas e no Alabama e até o secretário de imprensa da Casa Branca teve que tomar nota de perguntas sobre o caso para Barack Obama opinar.

A Polícia de Roselle, em Nova Jérsia, lançou mesmo um apelo aos pais para “se não deixarem os seus filhos adolescentes usarem fatos de palhaço para as festas de Halloween”.

“Os residentes podem ser extra sensíveis a ataques de palhaços “maus ou assustadores” nesta altura em que se aproxima o Dia das Bruxas”, salienta a Polícia de Roselle numa nota no Facebook, avisando que os casos “suspeitos ou ameaçadores” envolvendo palhaços, seja na vida real, seja nas redes socais, serão alvo de acção criminal.

Entretanto, nas redes sociais há já grupos dedicados a “avistamentos de palhaços assustadores” com imagens para todos os gostos, sejam elas reais, de casos em que se depararam mesmo com estes palhaços, ou de situações forjadas – não há uma forma imediata de o saber.

A paranóia está aí para ficar

Esta onda de “loucura” com os “palhaços assustadores” não é novidade, tendo-se verificado noutros anos e em vários países.

Em 2014, em França, 14 adolescentes foram presos depois de terem assustado os residentes de uma localidade vestidos de palhaços e com armas.

Em declarações à BBC, o escritor Benjamin Radford, que escreveu um livro sobre o fenómeno dos “avistamentos de palhaços”, acredita que a histeria não se vai ficar por aqui.

“Garanto que daqui a cinco, seis anos, haverá outro susto com palhaços como este”, assegura Radford.

SV, ZAP

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

2 Comments

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.