“Se é possível vacinar, vacine-se”, diz Marcelo sobre AstraZeneca. Mas Infarmed prepara restrições

Fred Tanneau / AFP

À semelhança de outros países da União Europeia, Portugal está a ponderar a imposição de um limite de idade para a administração da vacina da AstraZeneca. A decisão deverá ser conhecida ainda esta quinta-feira.

A vacina da AstraZeneca deverá deixar de ser administrada a todos os portugueses elegíveis para a inoculação contra o vírus pandémico, avança o jornal Expresso, que sabe que os peritos do Infarmed estão a avaliar a possibilidade de administrar a vacina apenas às faixas etárias mais velhas.

De acordo com o Diário de Notícias, a vacina deverá ser apenas administrada a maiores de 60 anos, já que a Circular Informativa 43/2021, publicada esta quinta-feira pela autoridade do medicamento em Portugal, dá conta de que os 62 casos de trombose dos seios venosos cerebrais e os 24 casos de trombose esplâncnica, 18 dos quais fatais, ocorreram em pessoas com menos de 60 anos.

Aliás, os casos relatados à EMA através do sistema de farmacovigilância dos países da UE são, na sua maioria, de mulheres entre os 18 e os 60 anos nas duas semanas seguintes à vacinação.

No mesmo documento, o Infarmed refere ainda que – apesar de este efeito ter sido detetado num número muito de baixo de pessoas vacinadas na UE – as pessoas vacinadas que tenham sintomas duas semanas após a vacinação devem procurar de imediato assistência médica.

O Infarmed reforça ainda que os profissionais de saúde que estão na administração de vacinas serão informados das alterações que vierem a ser definidas para Portugal e que devem estar atentos aos sintomas dos utentes informando-os do que devem fazer.

A decisão de aplicar restrições à administração da vacina da AstraZeneca, já tomada por vários países europeus, deverá ser anunciada ainda esta quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS) após reunião da Comissão Técnica de Vacinação.

Ainda esta quinta-feira à noite, o Gabinete de Crise para a covid-19 da Ordem dos Médicos vai reunir-se para analisar as recentes informações sobre a vacina e o papel dos médicos em caso de suspeita de reações adversas.

Na quarta-feira, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) reconheceu que “existe uma possível ligação entre a administração da vacina e a ocorrência de coágulos sanguíneos invulgares combinado com nível baixo de plaquetas e que este efeito indesejável deve ser incluído no resumo das características do medicamento e folheto informativo”.

A EMA reforçou, ainda assim, que os benefícios da vacina superam em muito os riscos e que a vacinação deve manter-se sem restrições.

“Se é possível vacinar, vacine-se”, diz Marcelo

Marcelo Rebelo de Sousa defendeu esta quinta-feira, em declarações à RTP, que a vacina da AstraZeneca “tem mais prós do que contras”, o que justifica que continue a ser utilizada.

O presidente da República afirmou “que todas as vacinas têm reações, umas mais graves, outras menos graves, mas felizmente em Portugal não há notícias de reações particularmente graves”.

Não podemos atrasar o ritmo da vacinação. Se é possível vacinar, vacine-se. O mês de abril é crucial para podermos chegar a maio já sem estado de emergência e com o desconfinamento bem-sucedido”, disse, sublinhando também a importância da testagem.

Questionado sobre as divisões entre os Estados-membros nesta matéria, que continuam a verificar-se mesmo depois de a EMA ter anunciado que os benefícios da vacina continuam a superar os riscos, e sobre a posição de Portugal em relação ao assunto, o Presidente da República defendeu que o país “deve vacinar intensamente”.

Sobre divisões existentes relativamente aos países da União Europeia, o Presidente respondeu que “a Europa é assim” e que a Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia tem tido “muita paciência”.

“Tem tentado unir o mais possível, numa situação em que quem produz e fornece as vacinas não tem estado à altura do que se esperava, em termos de rapidez e celeridade”, disse.

Sofia Teixeira Santos, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Tenho Medico de Família a Anos, é nele que deposito a minha confiança, não nas Doutoras. Graça, Temido, Especialistas de todos os horizontes, Militares ou até, muito menos Políticos!….Se un Dia decidir de ma Vacinar, será o meu Medico no qual confio, que me irá prescrever a Vacina mais adequada ao meu estado de Saúde. Não sou nenhum animal de laboratório !..Mas não critico, de forma nenhuma quem opta por a tomar !

  2. Sua Excelência o Sr. Presidente da República, pode tomar a vacina da AstraZeneca no meu lugar. Está a fazer-lhe mais falta do que a mim!

    • O PR já tomou! E olha que os políticos foram quase todos, ou mesmo todos, vacinados com a vacina da Astrazeneca. Pelo menos o Costa foi!

  3. “Os benefícios superam os riscos…” Claro que sim!! O que são meia dúzia de mortos?? O que interessa é salvar o Orçamento!!

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …