//

AstraZeneca baixa eficácia da vacina para 76% após estudo nos EUA

Luong Thai Linh / EPA

A farmacêutica AstraZeneca baixou, na quarta-feira, a eficácia da sua vacina contra a covid-19 de 79% para 76%, depois de um estudo atualizado dos Estados Unidos.

Os novos dados, muito semelhantes aos resultados originais, indicaram também 85% de eficácia contra casos sintomáticos de covid-19 entre pessoas com mais de 65 anos e 100% de eficácia contra casos graves da doença ou hospitalizações.

Estes são dados atualizados que surgem na sequência de as autoridades norte-americanas terem criticado os dados apresentados pela farmacêutica, notando que estavam “desatualizados”.

O novo estudo baseia-se num ensaio clínico em que surgiram 190 casos de infeção pelo novo coronavírus entre 32.400 voluntários vacinados nos EUA, Chile e Peru, que receberam duas doses da vacina AstraZeneca ou um placebo.

“A análise primária é consistente com a nossa análise intercalar, divulgada anteriormente, e confirma que a vacina contra a Covid-19 é altamente eficaz em adultos”, escreveu Mene Pangalos, vice-presidente da unidade de pesquisa biofarmacêutica da AstraZeneca.

No mesmo comunicado, o responsável reiterou que a empresa vai pedir às autoridades norte-americanas autorização de emergência para distribuir a vacina nos Estados Unidos.

A vacina desta farmacêutica parou de ser administrada em vários países da Europa, incluindo Portugal, depois de várias pessoas terem morrido na sequência da toma.

Desde segunda-feira que voltou a ser usada em Portugal.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE