Assunção Cristas pede desculpa a Isabel Moreira

Mário Cruz / Lusa

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas

“Repudio em absoluto qualquer comentário de ódio.” Foi assim que reagiu Assunção Cristas, líder do CDS-PP, à mensagem homofóbica que um membro do seu partido terá enviado à deputada socialista Isabel Moreira.

Assunção Cristas, líder do CDS-PP, pediu desculpa à deputada socialista Isabel Moreira na sequência de insultos de teor homofóbico dirigidos por Armindo Leite, membro da comissão política da concelhia democrata-cristã de Barcelos.

Repudio em absoluto qualquer comentário de ódio. O CDS pauta-se pelo respeito de todas as pessoas e de todos os pontos de vista e condena comentários deste teor. Apesar de só vincular o próprio, não posso deixar de lamentar profundamente o sucedido e pedir desculpa à Isabel Moreira“, escreveu Cristas no Twitter.

Esta sexta-feira, Isabel Moreira denunciou o ataque na sua página do Facebook, publicando uma captura de ecrã de uma mensagem enviada por Armindo Leite. “És uma vergonha, f… de m…, mata-te”, lia-se na mensagem do membro da comissão política da concelhia democrata-cristã de Barcelos.

Tenciono continuar por aqui, Armindo sexista, homofóbico, criminoso e cobarde. Há mais como vossa excelência. E há mais, mas muito mais como eu. Toda uma multidão do lado da liberdade e da igualdade”, respondeu Isabel Moreira, desafiando a direcção do CDS-PP a reagir ao incidente “intolerável”.

Tenciono continuar por aqui, Armindo sexista, homofóbico, criminoso e cobarde. Há mais como vexa. E há mais, mas muito…

Publicado por Isabel Moreira em Sexta-feira, 29 de março de 2019

Depois do pedido de desculpas de Assunção Cristas, Isabel Moreira regressou ao Facebook para agradecer a “reação decente” da líder do partido.

“Repudiar o ódio é um imperativo democrático. A nossa democracia está sempre em construção e todas as pessoas e instituições têm responsabilidades nesse processo. Espero que este episódio permita um debate no próprio CDS sobre o que temos que fazer para erradicar a homofobia e o ódio com base nos vários preconceitos que nos limitam enquanto sociedade. Liderança é saber repudiar o ódio e continuar a trabalhar para o recusar na democracia que é de todas e de todos nós”, escreveu.

Ao jornal Sol, Armindo Leite negou que tivesse escrito qualquer insulto, afirmando que a mensagem homofóbica poderá ter sido enviada através de um perfil falso. “Não tenho conhecimento de nada. Não faço a mínima ideia. Eu não fiz nada. Palavra de honra!”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Imagens de satélite indicam que Irão começou construções em instalação nuclear

Imagens de satélite divulgadas esta quarta-feira mostram atividades na instalação nuclear iraniana de Natanz, um dia depois de inspetores da Agência Internacional de Energia Atómica confirmarem que o Irão iniciou a construção de uma central …

"Salvadores brancos". Organização vai acabar com as viagens de celebridades a África

A organização Comic Relief vai deixar de enviar celebridades como Ed Sheeran ou Stacey Dooley para fazerem filmes promocionais em países africanos após decidir que a abordagem reforça estereótipos ultrapassados sobre “salvadores brancos”. Além de acabar …

Tragédia no Canal da Mancha. Quatro migrantes morreram em alto mar após Governo rejeitar rota segura

De acordo com as autoridades francesas, quatro migrantes - incluindo duas crianças de cinco e oito anos - morreram ao tentar chegar ao Reino Unido de barco através do Canal da Mancha. O pequeno barco …

Detidos 21 suspeitos de desviarem fundos para financiar Puigdemont na Bélgica

A operação da polícia espanhola contra o alegado desvio de fundos públicos para financiar as despesas do ex-presidente regional catalão Carles Puigdemont fugido na Bélgica resultou hoje em 21 detidos ligados ao movimento independentista na …

Ativista detido depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Museu do Louvre

Mwazulu Diyabanza foi detido na semana passada em Paris, depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Louvre. O ativista congolês disse que a ação foi parte de um protesto para que os museus europeus …

Proteção Civil do Porto já pediu recolher obrigatório e recomenda novo estado de emergência

A Proteção Civil do distrito do Porto já avançou com o pedido ao Governo de recolher obrigatório para a região. Marco Martins sugere ainda o regresso ao estado de emergência. Marco Martins, responsável pela proteção Civil …

Exames nacionais de 2021 mantêm normas excecionais criadas no anterior ano letivo

Os professores vão voltar a contabilizar, na classificação dos próximos exames nacionais, apenas as respostas às perguntas obrigatórias e àquelas em que o aluno tenha melhor pontuação, à semelhança das normas excecionais aplicadas no ano …

PSD-Madeira critica preços "pornográficos" e "obscenos" nas viagens da TAP no Natal

O PSD-Madeira voltou nesta quarta-feira a criticar os preços praticados pela TAP nas viagens para a região, referindo que na época do Natal chegam a atingir 1.143 euros, e considerou os valores “pornográficos” e “obscenos”. “São …

Autarca de Roma revela que máfia italiana planeou um ataque contra si e a sua família

A presidente da Câmara de Roma, Virginia Raggi, revelou que grupos do crime organizado planearam matá-la e a sua família porque ela os estava a atacar em partes da capital italiana que dominam. Aos 37 anos, …

OE2021. "Quem vota contra quer outro modelo ou desistiu de melhorar o SNS", diz Temido

A ministra da Saúde, Marta Temido, sustentou esta quarta-feira que os partidos que vão votar contra o Orçamento do Estado para 2021 querem outro modelo de sistema de saúde ou desistiram de melhorar o SNS. Numa …