Ministério Público alemão assume que Maddie McCann está morta

Crimewatch / BBC

Maddie McCann

O procuradores do Ministério Público alemão acreditam que Madeleine McCann foi assassinada. O investigador Christian Hoppe, do Bundeskriminalamt, revelou que a criança pode ter sido alvejada quando o suspeito assaltava o apartamento da família.

O procuradores do Ministério Público alemão acreditam que Madeleine McCann, desaparecida desde maio de 2007, foi assassinada. “O gabinete do Ministério Público de Braunschweig está a investigar um cidadão alemão de 43 anos por suspeita de homicídio. Por aqui se vê que acreditamos que a criança está morta”, disse o procurador Hans Christian Wolters, citado pela Reuters esta quinta-feira.

Na quarta-feira, Christian Hoppe, investigador do Bundeskriminalamt (BKA), o Departamento Federal de Polícia Criminal da Alemanha, também já admitira a morte de Maddie, que pode ter sido alvejada quando o suspeito assaltava o apartamento da família.

Numa entrevista à ZDF, o investigador disse, no entanto, que ainda não descarta o sequestro, nem um ataque provocado por motivos sexuais, mas frisa que a investigação indica que “a criança está morta”. “Não podemos excluir essa possibilidade. Mas também é possível que o suspeito, depois de uma intenção inicial de roubo, tenha depois cometido um crime sexual.”

O suspeito é um cidadão alemão de 43 anos, que se encontra preso na Alemanha, tendo sido acusado de vários crimes, entre eles “abuso sexual de crianças”. O homem está a cumprir pena de prisão por crimes sexuais contra menores e delitos de droga.

O Diário de Notícias avança que o suspeito se chama Christian B. e a sua fotografia foi agora revelada pelo jornal alemão Bild, numa altura em que as autoridades policiais inglesas, alemãs e portuguesas investigam o que aconteceu à criança inglesa.

O alemão vivia em Portugal na altura do desaparecimento da filha de Gerry e Kate McCann, e há uma recompensa de dez mil euros para quem fornecer informações úteis sobre a sua passagem por Lagos.

“Além do infrator inicial, pode haver outros que souberam do crime, da localização do corpo de Maddie ou até que tenham participado”, respondeu o investigador, quando questionado sobre a existência de cúmplices.

O BKA sublinha estar a trabalhar na investigação em estreita cooperação com as autoridades britânicas e portuguesas, apelando a todos os alemães, numa mensagem já difundida num programa do canal ZDF, que colaborem com informações que possam ser úteis.

Madeleine McCann desapareceu poucos dias antes de fazer 4 anos, a 3 de maio de 2007, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico, na Praia da Luz, no Algarve.

A polícia britânica começou por formar uma equipa em 2011 para rever toda a informação disponível, abrindo um inquérito formal no ano seguinte, tendo até agora despendido perto de 12 milhões de libras, cerca de 14 milhões de euros.

A Polícia Judiciária portuguesa reabriu a investigação em 2013, depois de o caso ter sido arquivado pela Procuradoria-Geral da República em 2008, ilibando os três arguidos, os pais de Madeleine e um outro britânico, Robert Murat.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Espero bem que as autoridades alemãs tenham alguma coisa mais do que apenas “crenças” e que não façam as cenas tristes que temos visto os ingleses fazer!…

RESPONDER

Suspensas marchas populares em Lisboa

As marchas populares em Lisboa, que decorrem em junho, foram suspensas "tendo em conta o atual contexto pandémico e devido às restrições de saúde pública que ainda se mantêm", anunciou esta quinta-feira a Câmara Municipal …

CDS-PP quer manter corridas de touros na RTP e contrariar a “política de gosto”

A bancada parlamentar do CDS-PP questionou hoje o Governo sobre o eventual fim das transmissões televisivas de corridas de touros nos canais públicos da RTP, mostrando-se contra a “tutela política” a ditar “uma política de …

Cabeceiras de Basto recua no desconfinamento. Quatro concelhos podem agora avançar

A ministra Mariana Vieira da Silva apresentou um quadro geral da situação em Portugal e revela que há um concelho que vai recuar no desconfinamento: Cabeceiras de Basto. A ministra de Estado e da Presidência acrescentou …

Aeroporto no Montijo pode levar à perda das principais áreas de alimentação das aves migratórias

Caso o Montijo venha mesmo a receber um novo aeroporto, poderá levar à perda de até 30% das principais áreas de alimentação das aves migratórias que passam o Inverno no estuário do Tejo. A conclusão está …

Príncipe de Liechtenstein acusado de matar Arthur, o maior urso da Roménia

Grupos ambientalistas acusaram um príncipe da família real de Liechtenstein de matar o maior urso da Roménia, violando a proibição da caça de grandes carnívoros. Em comunicado citado pelo jornal britânico The Guardian, a ONG romena …

França e Reino Unido mobilizam navios para Jersey e aumentam a tensão no Canal da Mancha

A Marinha francesa respondeu esta quinta-feira ao envio de dois navios-patrulha britânicos para Jersey, na véspera, e mobilizou as suas próprias embarcações militares para as imediações da ilha, contribuindo, dessa forma, para o aumento da …

Governo aprova a criação da tarifa social de internet. Preço ainda vai ser definido

O Governo aprovou esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, a criação de uma tarifa social de acesso a serviços de internet em banda larga, conhecida como tarifa social de internet, anunciou o ministro de Estado …

Cerca sanitária em Odemira diminuiu casos para menos de metade, garante Governo

O ministro da Administração Interna salientou hoje que a cerca sanitária em Longueira-Almograve e São Teotónio permitiu baixar os casos de infeção por covid-19 em Odemira para menos de metade e acusou a direita de …

Joshua Wong condenado a mais dez meses de prisão por participar em vigília que lembrava "massacre de Tiananmen"

O ativista de Hong Kong Joshua Wong foi condenado a dez meses de prisão por participar em 4 de junho de 2020 numa vigília para lembrar o chamado "massacre de Tiananmen", que Pequim não reconhece. A …

Um polícia morto e vários feridos em tiroteio durante operação no Rio de Janeiro

Um polícia morreu e várias outras pessoas ficaram feridas num tiroteio esta quinta-feira durante uma operação da polícia contra o tráfico de droga na comunidade de Jacarezinho, no Rio de Janeiro, Brasil, noticiou a imprensa. Segundo …