“Arma política”. PCP usa nota de Marcelo para justificar festa do Avante

Mário Cruz / Lusa

O PCP está a usar uma nota do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para justificar a realização da festa do “Avante!” em plena pandemia.

Tal como escreve o jornal Expresso na sua edição deste sábado, os comunistas recorreram a uma nota do Chefe de Estado, publicada no site da Presidência da República, para justificar que a festa de deve realizar até porque a “atividade política não está suspensa”.

Num longo e detalhado texto sobre os motivos pelos quais o PCP quer realizar este evento, sob o título de “Porque realizamos a festa”, o partido de Jerónimo de Sousa garante que as normas de segurança e saúde serão cumpridas e mune-se da nota explicativa que Marcelo Rebelo de Sousa escreveu na altura em que promulgou o diploma que proíbe a realização de festivais e concertos até ao final de setembro.

Esta nota serve agora, tal como caracteriza o semanário, de arma política.

“O próprio Presidente da República afirmou que ‘se uma entidade promotora qualificar como iniciativa política, religiosa, social o que poderia, de outra perspetiva, ser encarado como festival ou espetáculo de natureza análoga’, deixa de se aplicar a proibição específica prevista no presente diploma”, dizem os comunistas.

Contudo, o PCP não partilha a nota na íntegra, na qual se pode também ler que se impõe aos responsáveis a fixação de “lugares marcados” assim como o respeito pela “lotação e o distanciamento físico” dos participantes.

No entender dos comunistas, cancelar esta festa, que todos os anos acontece na Quinta da Atalaia, no Seixal, seria “soçobrar a uma ofensiva reacionária que, tendo êxito, cedo passaria para outros patamares de limitação de liberdade e direitos”.

Os comunistas não preveem reduzir a lotação do evento, que tem capacidade para receber cerca de 100.000 pessoas, tal como precisa o jornal Público.

O Presidente da República defendeu esta sexta-feira que todos os grandes eventos previstos para Portugal são “bem-vindos”, desde que respeitem as regras de saúde pública, recusando comentar em particular a Festa do Avante!, agendada para setembro.

“Não me vou pronunciar sobre uma realidade em que a Direção-Geral de Saúde definirá regras”, afirmou, após questionado sobre a festa promovida pelo PCP.

O diretor do Festival Paredes de Coura, cancelado este ano devido à pandemia, manifesta-se contra a realização da festa comunista nos moldes normais. “Se a Festa do Avante! acontecer da mesma forma que nos anos anteriores é uma absoluta injustiça e deixa-me com uma indignação enorme”, disse ao Expresso.

Dizendo ter “muito respeito pelo PCP”, vai ainda mais longe a acrescenta: “Um evento para 100 mil pessoas – ou mesmo 30 ou 50 mil – seria uma vergonha nacional e internacional. Aliás, não conheço nenhum evento no mundo que neste momento tenha mais de 15 mil”.

O PCP é responsável, como acredito que o Governo seja”, rematou.

A festa comunista está agenda para 4, 5 e 6 de setembro.

ZAP //

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

  1. Há os portugueses de 1º e os de 2ª os de 2º que somos nós cidadãos comuns não podemos fazer festas populares por causa do COVID 19 não podemos fazer ajuntamentos, mas os de 1ª que são os políticos como é o PCP já podem fazer a festa do Avante que segundo o PCP vai juntar mais de 100 mil pessoas, já não basta aos partidos não pagarem o IMI como qualquer cidadão ainda tem a lei feita por medida política se fossem todos para P.Q.P era melhor.

  2. Isto só vem provar que tanto o Costa como o Marcelo são uns “bananas”. O Marcelo refugiar se na DGS para evitar uma tomada de posição é do mais cobarde já visto em um Presidente desta República. E do Costa nada se espere pois ele não vai incompatibilizar se com quem lhe permite a continuidade do seu reinado. De homem e mandar a PSP carregar sobre 100 jovens que confretenizavam na Praça dos Leões. Isso sim, foi mostrar quem manda a esses “vândalos”

  3. É incompreensível que se permita a realização de um evento destas proporções, que põe em risco a saúde dos habitantes que vivem na periferia do recinto. Não se trata de posição política ou atentado contra o partido. O importante aqui é salvaguardar a saúde dos habitantes. É da responsabilidade das entidades envolvidas defender este direito.

  4. Irresponsabilidade e abuso característico do PCP e CDU que levam para o abismo.
    Sou contra festas e aglomeração nesta fase da pandemia.
    Os dirigentes dessa organização económica partidária com benefícios fiscais são genocidas.
    Bom era que ninguém fosse e acabasse num fiasco.
    Vamos perceber quem são as bestas que vão arriscar o contágio.

  5. Não faz sentido nenhum, devem existir critérios uniformes para todos, a festa do Avante não se devia realizar em virtude da situação que se vive atualmente PONTO FINAL Ninguèm nos estádios de futebol e a festa do avante pode vir a ter 100 mil pessoas?Isto cabe na cabeça de alguèm com os 5 sentidos aferidos? Haja coerência e bom senso!

  6. Vivemos numa “democracia” que condena a ditadura em que tínhamos vivido, mas que ficava a léguas das ditaduras comunistas em termos de dureza e crime, no entanto, o PCP fiel aluno da ditadura da defunta URSS, sempre foi aceite com bom grado por grande parte dos “democratas” deste país, como se tivéssemos o azar de cair-lhe nas garras fosse uma solução justa e viável numa Europa democrática, portanto assim continuaremos a viver esta farsa “democrática” sem coragem de enfrentar o touro de caras. Se amanhã aparecer um partido de extrema-direita que defenda sem ambiguidades uma ditadura, quero ver se terá o mesmo tratamento.

  7. Avante covid… olhe que sim… olhe que sim… é desta que nos vamos ver livres deles… olhe que sim… olhe que sim…

  8. É uma vergonha nacional e internacional, a haver casos de contágio nessa festa, nem que seja um só, o PCP e os seus dirigentes, devem ser responsabilidades politicamente e responder criminalmente.
    O partido diz não poder abdicar da festa, por ser a principal receita do partido e artistas de todas as áreas estão a passar fome, por não poderem atuar.
    Uma vergonha para o partido, seus decisores, para quem aprova é nada faz e todos os que participam da festa.

  9. Mais uma calinada do pacóvio das selfies. O homem caiu em desgraça desde que levou aquela famosa pancada (com Costa) no Infarmed. Politicamente é um desastre. Este assunto vai dar que falar.

  10. Típico da vermelhada: somos todos iguais, mas uns são mais iguais que outros… tal como no “triunfo dos porcos”… Um nojo esta DGS, como se já não bastasse a desvalorização da pandemia no início e a rábula das máscaras… do Costa e da sua falta de escrúpulos e do beijoqueiro-mor nada mais a dizer… Uns inúteis!

  11. Vejam bem este comuna velho e anquilosado que quando lhe convém não tem pejo de se “agarrar” a alguém que é de direita.

  12. Como se provou na organização do 1de Maio, ninguém é mais responsável do que os Comunistas Portugueses, e quanto à Democracia, não se aceitam lições de ninguém. Os comentários aqui postados, não são anti-covid mas sim anti-comunistas. Mas o fascismo não voltará.

    • Uau…..só faltava cá um fanático dos vermelhos. Os comunas podem fazer a sua festa, porque não há ninguém mais responsáveis do que eles. Os marxistas são a nata da sociedade. Não há gente como esta. Os restantes, vão cancelando as festas, e as vidas ficam postergadas. São irresponsáveis e a culpa é deles. As festas deles são “ilegais” Mas o PCP precisa de dinheiro para continuar a fazer propaganda, e fazer lavagens cerebrais. Se o dinheiro não fluir, como poderão lavar cabeças e haver defensores cegos destas causas como você?

  13. Se realizarem o avante é uma vergonha total. Se assim for o Estado não tem qualquer autoridade para proibir concertos de verão, festas populares, aglomerações de jovens nas ruas…

  14. Só vai quem quer, eu não vou lá, mas viva a liberdade. Haja coragem e bom senso. A Humanidade não pode ficar refém de um vírus , nem pode ser a DGS, a governar o país. Não destruam mais vidas , não queiram que vivamos eternamente no medo, com a miséria à porta de casa.

    • Caro, então que a liberdade seja para todos. Porque não há essa mesma liberdade para outros eventos e concertos ao ar livre? vá catar piolhos… São todos iguais, mas uns mais do que outros. Então a receita financeira justifica o risco?! Vergonha!

      • Para que conste não sou do PCP, mas não sou fanático anti Pc. Quanto aos concertos ainda este fim de semana assisti a um e passei perto onde decorriam outros. E já agora seja educado nas suas resposta e nos seus argumentos, eu não o vou mandar catar piolhos se quiser passar a vida refém do vírus e isso é um problema seu

  15. Boa tarde, a minha opinião é que isto não se trata se lhe vamos chamar de Festa ou (não festa) / Comício ou (não comício), seja lá o nome que lhe querem dar. No final isto tudo vai-se resumir, ao que vai ser feito e a quem vão ser imputadas as culpas, se acontecer uma disseminação descontrolada Por mais cuidados que tenham PODE ACONTECER … E DEPOIS… a culpa, mais uma vez, é de quem? Paga o País e pagamos TODOS, por alguns olharem SÓ para o próprio umbigo e interesses “pessoais”.

RESPONDER

Vídeo mostra salmões feridos devido ao sobreaquecimento das águas

O vídeo foi gravado por um grupo de conservação ambiental depois de uma onda de calor no Noroeste Pacífico que fez as temperaturas da água atingirem os 21 graus Celsius. De acordo com o jornal The …

Uma prenda de aniversário. Israelita doou um dos seus rins a um menino palestiniano

Uma israelita quis doar um rim a um estranho. Estranho esse que acabou por ser uma criança, de apenas três anos, que vive na Faixa de Gaza, na Palestina. De acordo com a agência Associated Press, …

Novo método permite eliminar a bioincrustação marinha eficazmente

Um projeto inovador demonstrou como os revestimentos de superfície eletricamente carregados podem eliminar a bioincrustação marinha ou o crescimento de organismos marinhos, melhorando a operação e manutenção de embarcações navais. A bioincrustação marinha é um fenómeno …

Aglomerado de safiras estrela encontrado no Sri Lanka pode ser o maior do mundo

Um aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. A pedra é azul, pesa 510 quilos e estima-se que valha cerca de 84 milhões de euros. A pedra foi encontrada …

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …