Parlamento aprova homenagem a Aristides de Sousa Mendes no Panteão Nacional

Carlos Botelho / Flickr

A Assembleia da República concordou esta terça-feira maioritariamente com o projeto de resolução da deputada não inscrita, Joacine Katar Moreira, que visa homenagear simbolicamente Aristides de Sousa Mendes no Panteão Nacional.

Numa sessão plenária a que assistiram alguns dos familiares e membros da Fundação Aristides de Sousa Mendes, Joacine Katar Moreira começou por sublinhar a importância de resgatar referências éticas, como o caso do antigo cônsul português, numa época de “ataque aos valores democráticos” e de crises humanitárias (como a dos refugiados).

O projeto apresentado pela deputada não inscrita tem como objetivo homenagear o antigo cônsul português na forma de um túmulo sem corpo, não implicando assim a habitual trasladação para o Panteão Nacional.



Desta forma, Joacine pretende que o corpo continue no concelho de Carregal do Sal, terra onde nasceu e viveu Aristides de Sousa Mendes, preservando a importância cultural e económica que a presença do corpo tem no turismo da região.

Em 1940, durante a II Guerra Mundial, Aristides de Sousa Mendes, então cônsul de Portugal em Bordéus, França, emitiu vistos que salvaram milhares de pessoas do Holocausto, desobedecendo às ordens do então presidente do conselho, António de Oliveira Salazar, que liderava o governo.

Pedro Delgado Alves, do PS, lembrou os “milhares de mundos” que Aristides salvou e considerou que a mensagem do cônsul deve ser relembrada “em toda a sua atualidade” num momento em que a Europa e o mundo assistem a fenómenos de “exacerbado extremismo”.

Fernando Ruas, do PSD, começou por felicitar o trabalho do poder autárquico na preservação do património do antigo diplomata, nomeadamente o município de Carregal do Sal. Os sociais democratas apontaram apenas como “determinante” que seja tida em conta a posição da família na condução dos trabalhos de homenagem no Panteão Nacional.

Pelo Bloco de Esquerda, Beatriz Gomes realçou a “extrema importância” da proposta no contexto atual de “discriminação, injustiça, estereótipos e preconceitos”, aditando que a recuperação de personagens históricas como Aristides podem contribuir para “a construção de uma sociedade mais justa”.

Os comunistas, na voz de António Filipe, consideraram que a discussão “engrandece a memória que é devida à atitude de Aristides de Sousa Mendes”, honrando a democracia portuguesa, uma vez que as honras de Panteão Nacional se constituem como uma homenagem “de profundo significado nacional”.

Pelo CDS, Telmo Correia argumentou que o Panteão Nacional é onde são depositados “os restos dos heróis, e Aristides que foi um herói e é por isso que merece honras de Panteão”.

Bebiana Cunha, do PAN, considerou que Portugal “nunca se desculpou devidamente” a Aristides pela forma como terminou a sua vida na pobreza e sem reconhecimento, apesar de algumas homenagens já em democracia e João Cotrim de Figueiredo, da IL, realçou que figuras como Aristides engrandecem o significado de ser português.

No final do debate, ao qual André Ventura (Chega) não compareceu, Joacine Katar Moreira considerou que este “é um dia histórico” tendo recebido aplausos da esquerda parlamentar (PS, BE, PCP) e alguns deputados do PSD.

  // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A candidata a primeira-ministra da Hungria, Klára Dobrev.

Num futuro sem Orbán, a oposição escolhe entre um novo conservador ou uma liberal divisiva

Os opositores de Viktor Orbán estão na dúvida quanto ao candidato para enfrentar o atual primeiro-ministro nas próxima eleições. Esta indecisão pode custar-lhes o assalto ao cargo. Viktor Orbán é um nome recorrente na política húngara. …

Nuno Melo, do CDS/PP

Nuno Melo ataca líder do CDS por anunciar sentido de voto sem consultar deputados

O candidato à liderança do CDS-PP criticou, este sábado, o atual líder do partido por ter comunicado publicamente a intenção de votar contra a proposta de Orçamento do Estado sem se ter reunido com os …

Vaticano tem três celas e um só prisioneiro. Uma onda de julgamentos pode mudar isso

Dez pessoas vão ser julgadas no Vaticano por crimes relacionados com a venda de um edifício em Londres. Visto como limitado e sombrio, o sistema judicial da cidade-estado está a mudar. Carlo Capella é o único prisioneiro …

Alexandra Leitão diz que "não há trabalhadores a mais na Administração Pública"

A ministra da Modernização do Estado assegura que não há trabalhadores a mais na Administração Pública e assume toda a abertura do Governo para negociar, "com humildade e responsabilidade", medidas adicionais às inscritas no OE2022. Em …

Start-up israelita quer fazer roupa a partir de algas

A Algaeing, criada em 2016, é uma empresa que converte as algas numa fórmula líquida, que depois pode ser usada como corante ou transformada num tecido. A indústria da moda é uma das responsáveis pelas emissões …

O antigo Presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton

Bill Clinton já teve alta hospitalar e deve regressar a Nova Iorque

O ex-Presidente dos Estados Unidos deixou, neste domingo de manhã, o hospital da Califórnia onde foi internado com uma infeção, informou o chefe da equipa de médicos que o tratou. "O Presidente Clinton teve alta do …

Acordo escrito. Bloco diz que Governo "conhece bem" os pontos negociais

O Bloco de Esquerda anunciou, este domingo, que vai enviar ao Governo propostas de articulado de nove pontos negociais colocados em cima da mesa no início de setembro, aos quais declara não ter obtido resposta …

Mais de 1,6 milhões de portugueses vivem com menos de 540 euros por mês

Mais de 1,6 milhões de portugueses vivem abaixo do limiar da pobreza, ou seja, com menos de 540 euros por mês, uma realidade que afeta famílias numerosas, mas também quem vive sozinho, idosos, crianças, estudantes …

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira

"Subida do salário mínimo é para manter", diz Siza Vieira

O ministro da Economia destaca que a trajetória do aumento do salário mínimo nacional "é para manter", assegurando que a meta é que este suba até aos 750 euros em 2023. Em entrevista ao semanário Expresso, …

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

Cabo Verde extraditou Alex Saab para os Estados Unidos

O empresário Alex Saab, considerado pelos Estados Unidos testa-de-ferro do Presidente da Venezuela deixou a ilha do Sal, este sábado, em cumprimento do pedido de extradição das autoridades norte-americanas. "Isto configura um rapto. Foi novamente raptado", …