Apoiante de Trump doou 2,5 milhões para combater os resultados eleitorais. Agora, quer o dinheiro de volta

Stefani Reynolds / EPA

Um investidor de capital de risco da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, que doou 2,5 milhões de dólares para ajudar o ainda Presidente norte-americano, Donald Trump, a contestar os resultados eleitorais que deram a vitória ao democrata Joe Biden está agora a exigir o dinheiro de volta.

De acordo com a revista norte-americana Vice, Fred Eshelman, um doador conhecido entre os republicados da Carolina do Norte, doou 2,5 milhões de dólares a um grupo que entrou com uma série de ações judiciais para contestar os resultados da eleições.

Eshelman doou ao grupo True the Vote, sediado no estado norte-americano do Texas, um total de 2,5 milhões: 2 milhões a 5 de novembro e 500 mil euros a 13 de novembro

Em 2016, o mesmo investidor avançou com 300 mil dólares para Trump Victory Fund.

Na doação para a corrida a Casa Branca em 2020, a presidente do grupo, Catherine Engelbrecht, terá dito a Eshelman que havia “evidências significativas” da existência de várias cédulas de voto consideradas ilegais.

Apesar das alegações, o grupo acabou por retirar as ações judiciais que tinha aberto em vários estados – Wisconsin, Geórgia, Michigan e Pensilvânia -, sem avançar com quaisuqer evidências sobre a alegada fraude eleitoral.

 

Depois de os processos terem sido arquivados, Eshelman pediu o dinheiro de volta, ameaçando mesmo avançar com um processo caso o valor não lhe fosse devolvido.

Face à ameaça de Eshelman de arrastar o caso para tribunal, o advogado republicano Jim Bopp, que tinha dado entrada com os processos que entretanto foram retirados, ofereceu ao investidor um milhão de dólares caso renunciasse ao direito da ação judicial.

A oferta não convenceu Eshelman, que entrou com uma ação no tribunal federal do Texas.

 

“A cada dia que passa torna-se menos provável que o requerente consiga utilizar os fundos que o réu está a reter indevidamente para o propósito inicialmente proposto – isto é, apoiar os esforços para investigar alegações de conduta ilegal e fraudulenta relacionadas com as eleições presidenciais de 2020″, pode ler-se na queixa.

O True the Vote não prestou esclarecimentos adicionais à revista Vice.

O próximo Presidente dos Estados Unidos toma posse a 20 de janeiro de 2021.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

PS diz que Marcelo deve vitória aos socialistas (e cobra-lhe apoio em tempos difíceis)

"A democracia venceu na primeira volta e o extremismo de direita foi derrotado". É desta forma que o presidente do PS, Carlos César, comenta os resultados das eleições presidenciais ganhas por Marcelo Rebelo de Sousa, …

"Liberdade para a Dinamarca". Novos incidentes em manifestação contra restrições

Uma manifestação contra as restrições impostas para conter a pandemia, organizada por um grupo radical, em Copenhaga, originou novos incidentes na noite de sábado e resultou em cinco detenções, relataram a polícia e os meios …

Pela primeira vez, um restaurante vegan ganha uma estrela Michelin em França

Um restaurante de comida totalmente vegan em França foi o primeiro do país a receber a desejada estrela Michelin. Localiza-se perto de Bordéus. A concessão da estrela ao ONA (Origine Non-Animale) é mais uma evidência de …

Onze mineiros resgatados com vida de uma mina de ouro na China

Onze mineiros presos há duas semanas dentro de uma mina de ouro na China, devido a uma explosão, foram hoje trazidos em segurança para a superfície, informou a televisão estatal chinesa. No dia 10 de janeiro, …

Multimilionário oferece 1 milhão em prémios por evidências de vida após a morte

Um empresário de Las Vegas, nos Estados Unidos, está a oferecer um milhão de dólares em prémios em troca de evidências de que existe vida após a morte. O investidor imobiliário e empresário espacial Robert Bigelow, …

Marcelo reeleito com 55% a 62% dos votos. Ana Gomes em segundo lugar

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito para um segundo mandato como Presidente da República, após vencer as eleições deste domingo com 55% a 62% dos votos.  Segundo as primeiras projeções, Ana Gomes deverá ficar em …

Itália vai processar Pfizer e AstraZeneca devido a atrasos nas vacinas. UE pede "transparência"

A Itália vai processar a Pfizer Inc e a AstraZeneca devido aos atrasos na entrega das vacinas contra a covid-19 e para garantir os fornecimentos – não para obter compensações, disse neste domingo o ministro …

Declínio cognitivo relacionado com a idade pode ser reversível

Cientistas conseguiram reverter em ratos o declínio cognitivo causado pelo envelhecimento. O objetivo dos investigadores é que as farmacêuticas baseiem-se neste estudo para criar um composto que possa ser administrado em humanos. As células específicas do …

Afluência às urnas é menor (mas há mais votantes). Abstenção deverá ficar entre os 56 e 60%

A afluência às urnas às 16:00 nas presidenciais de hoje em Portugal, 35,4%, é a segunda mais baixa desde as eleições de 2006, ano em que este número passou a ser divulgado pela administração eleitoral. Esta …

Reino Unido já vacinou quase 6 milhões. Alemanha aumenta controlo nas fronteiras

O Reino Unido já administrou a primeira das duas doses da vacina contra o novo coronavírus em cerca de seis milhões de pessoas, quando o número de mortes no país devido à pandemia está perto …