/

Aplicação de telemóvel ajuda FBI a desmantelar rede criminosa. 800 pessoas foram detidas

Jerry Lampen / EPA

Europol Press Conference on Organized Crime

Ao longos dos últimos três anos, o FBI e a polícia federal australiana monitorizaram milhões de mensagens encriptadas através de telemóveis plantados entre criminosos.

Várias agências dos Estados Unidos e da Austrália usaram uma aplicação utilizada por criminosos e leram milhões de mensagens encriptadas, resultando em centenas de detenções de suspeitos ligados ao crime organizado em 18 países, escreve a Reuters.

A operação conjunta da polícia australiana e do FBI americano levou à detenção de suspeitos na Austrália, Ásia, América do Sul, Europa e no Médio Oriente, envolvidos no tráfico global de narcóticos, revelaram as autoridades.

Denominada “Operação Escudo de Tróia” (Trojan Shield) pelo FBI, é agora considerada uma das maiores infiltrações e aquisições de uma rede encriptada especializada.

A operação levou as autoridades dos Estados Unidos a criar e lançar uma aplicação de mensagens instantâneas Anom, destinada a ser usada por redes de crime organizado.

A ideia surgiu após as autoridades perceberem que o crime organizado recorria a telemóveis especiais, cujo conteúdo podia ser facilmente apagado caso fossem apanhados.

Foram presos mais de 800 membros suspeitos de gangues de crime organizado e foram apreendidos 48 milhões de dólares americanos (39,4 milhões de euros) em dinheiro e criptomoedas em rusgas por todo o mundo.

De acordo com a Europol, várias ações policiais em grande escala foram executadas nos últimos dias em 16 dos 18 países, resultando em mais de 700 buscas domiciliárias, a apreensão de mais de oito toneladas de cocaína, 22 toneladas de canábis, duas toneladas de drogas sintéticas, seis toneladas de precursores de drogas sintéticas, 250 armas de fogo e 55 veículos de luxo.

Scott Morrison, primeiro-ministro australiano, afirmou que a operação “foi um golpe forte contra o crime organizado”, acrescentando que “este é um momento decisivo na história da aplicação da lei australiana”.

A Austrália revelou que prendeu 224 pessoas, incluindo membros de gangues de motociclistas ilegais, enquanto a Nova Zelândia disse que deteve 35 pessoas.

Na Europa, foram detidos 75 suspeitos na Suécia e 49 na Holanda, segundo as autoridades locais, a Europol e o FBI.

Já a polícia alemã deteve mais de 70 suspeitos e revistou mais de 150 locais. As autoridades alemãs apreenderam também centenas de quilos de drogas, mais de 20 armas, mais de 30 carros de luxo e dinheiro no valor de 250 mil euros, bem como equipamentos de informática.

  ZAP //

 

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.