Aplicação para bolas de berlim na praia atravessa o Atlântico

O mentor da aplicação “Bolinhas”, lançada em julho nas praias algarvias, quer expandir o projeto este ano para a Argentina e o Brasil, depois de em menos de um mês se terem registado 8.000 “downloads” em todo o mundo.

“Queremos ainda este ano abrir na próxima época balnear no Brasil e na Argentina”, países onde o verão começa em dezembro, disse Ignacio Correia, que já sabe que as bolas de berlim no Brasil se chamam sonhos e que na Argentina o que se vende mais são os churros com doce de leite.

O responsável pelo projeto, de 31 anos, conta que teve a ideia há quatro anos, quando estava com o irmão na praia, com vontade de comerem uma bola de berlim, mas sem vendedores por perto. Lembraram-se então de como poderia ser útil haver uma aplicação que permitisse chamar até si um vendedor.

Este ano, Ignacio decidiu passar à ação e em poucos meses, com a ajuda de dois estagiários, através do centro de competências da Algardata, empresa de “software” algarvia da qual é um dos administradores, nasceu a “Bolinhas”.

Em aproximadamente um mês – a aplicação foi lançada a 1 de julho – a aplicação foi descarregada 8.000 vezes, na sua maioria por clientes, pois a plataforma ainda tem apenas 200 vendedores inscritos, 120 dos quais no Algarve, presentes em dez praias, explica o ‘designer’ de comunicação.

“Temos alguma resistência por parte de alguns vendedores que estão presos à tradição, mas temos tido muitos pedidos, muita adesão dos clientes“, refere, sublinhando que todos os dias é contactado por pessoas que dizem que vão para o Algarve em agosto e que vão instalar a aplicação.

Em Portugal, a aplicação já tem cobertura em praticamente todo o país, embora já tenha sido descarregada um pouco por todo o mundo: desde o Canadá, aos Estados Unidos da América, França, Luxemburgo, Brasil, Argentina ou Angola.

“Se conseguirmos 25 mil ‘downloads’ até ao final do ano e 5 mil vendedores em todo o mundo, para o ano teremos boas perspetivas”, estima Ignacio Correia, frisando que, para já, neste verão, a aplicação vai manter-se gratuita.

Na Praia dos Alemães, em Albufeira, onde vende bolas de berlim e bolacha americana pelo segundo ano, Irakli chega a fazer 26 quilómetros por dia, um trabalho duro que pode ser facilitado com esta nova aplicação.

“É bom porque às vezes demoramos vinte minutos ou meia hora para passar à frente do cliente e assim podemos chegar mais rápido e ir diretamente ao sítio“, resume o vendedor, natural da Geórgia, mas a viver em Portugal há vários anos.

Após instalada a “Bolinhas” e feito o pedido, o cliente recebe uma mensagem de notificação quando o vendedor estiver a 10 metros da sua localização, sendo o pagamento feito, para já, em dinheiro.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Bem, de inovador não tem nada!
    Já tinha tido esta ideia quando saiu a app da uber há bem mais de 4 anos, neste caso tiveram os meios para concretizar este projeto… mas nao foram pioneiros na ideia!
    Até na questao da expansao e da sazonalidade não foram pioneiros… também ja tinha pensado em internacionalizar para evitar o fosso da sazonalidade!
    Mas pronto, os meus parabens por ao menos terem conseguido levar isto pra frente!
    Eu nunca poderia, faltam-me os meios!

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …

Poluição do ar em Sydney entre as 20 piores do mundo devido aos incêndios

A poluição do ar em Sydney, a maior cidade da Austrália com mais de cinco milhões de habitantes, está hoje entre as 20 piores do mundo devido ao fumo dos incêndios no leste do país. "Sydney, …