Apenas um dos 93 acusados de burla à Segurança Social condenado a prisão efetiva

As Varas de Competência Mista do Funchal condenaram hoje a prisão efetiva, por quatro anos e seis meses, apenas um dos 93 arguidos acusados de burla tributária à Segurança Social da Madeira.

Os restantes arguidos foram também condenados a penas que oscilaram entre os nove meses e dois anos e seis meses, mas suspensas por três anos na condição de cada um dos arguidos pagar o que recebeu indevidamente (entre 900 e 6.700 euros) à Segurança Social.

De entre os 93 arguidos, dez ficaram dispensados de cumprir a pena.

O tribunal não deu como provado o crime de associação criminosa.

A juíza justificou a prisão efetiva do técnico oficial de contas, o principal arguido, referindo que “não são só os desgraçados e os toxicodependentes que furtam, há outras formas de roubar e a suspensão da pena repugnaria o comum dos cidadãos”, por dar a impressão de que “o sistema penal era brando para com o crime de colarinho branco”.

O advogado do técnico, Alexandre Carvalho da Silva, disse que vai recorrer da sentença.

“A Justiça não está justa mas justiceira e uma justiça justiceira é perigoso para todos. É um senhor que já não trabalha há quatro anos devido a esta situação e nem o próprio tribunal aferiu de qualquer quantia que ele tenha recebido”, afirmou.

“Faz-me um pouco de confusão a própria doutora juíza e o seu coletivo afirmarem que este é um crime de colarinho branco”, acrescentou.

O processo

No âmbito deste processo, o Ministério Público no Funchal acusou 93 pessoas num inquérito por burla tributária à Segurança Social da Madeira que causou um prejuízo contabilizado em 318.527,31 euros, tendo os factos decorrido entre dezembro de 2008 e julho de 2009.

Segundo a acusação, o principal arguido, técnico oficial de contas, um seu empregado e sócios gerentes de oito empresas locais – com dificuldades financeiras e ligadas à construção civil -, “concretizaram um estratagema para obter fraudulentamente, do Centro de Segurança Social da Madeira, o processamento de subsídios de desemprego a mais de 90 trabalhadores fictícios, verbas que, em parte, ficavam para os requerentes do subsídio e parte para os membros da organização”.

Aos 13 principais arguidos – contabilista, empregado, donos das empresas e angariadores – foi deduzida acusação pelo crime de associação criminosa em concurso real com 96 crimes de burla à Segurança Social, sendo aos restantes imputados crimes de burla à Segurança Social.

O MP acrescenta que “a organização foi desmantelada” no decurso da investigação, dirigida pela Procuradoria da República do Funchal e a acusação foi deduzida a 12 de fevereiro contra 93 pessoas.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …

Fuse Valley, Matosinhos

Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está "espantado")

O "Fuse Valley" promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "espantado". A abertura está prevista …

Portugal aguarda "luz verde" da EMA para avançar com terceira dose aos idosos

Portugal aguarda a autorização da Agência Europeia de Medicamentos para avançar com a administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 a maiores de 65 anos. Com base nos resultados de dois grandes estudos científicos …

E depois de Merkel? Alemanha já sente falta da Chanceler que saiu da sombra para salvar o seu "delfim"

Angela Merkel tinha prometido ficar afastada das eleições legislativas deste domingo, na Alemanha, mas saiu da sombra para apoiar o seu "delfim", o candidato da CDU, Armin Laschet, que deverá disputar a vitória com o …