Apartamento de luxo e jipe de Rangel estariam a ser pagos com “luvas”

José Sena Goulão / Lusa

O juiz desembargador Rui Rangel

Os três mil euros de ordenado como juiz desembargador não bastavam para pagar os gastos de luxo de Rui Rangel, segundo a teoria do Ministério Público que acusa o magistrado de viver à custa de “luvas” pagas em troca de decisões judiciais.

Estes dados são divulgados pelo Correio da Manhã que faz as contas aos gastos do magistrado que é o principal arguido da Operação Lex, a par da ex-mulher Fátima Galante, também juíza desembargadora, e do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira.

De acordo com o diário, os 3 mil euros de salário como juiz desembargador não seriam suficientes para suportar a renda de 2 mil euros de um apartamento de luxo em Algés, Oeiras, e para a prestação do empréstimo de compra de um jipe Range Rover novo que rondará mais de 500 euros. A isto acrescem ainda as despesas de um pai de três filhos, dois dos quais menores.

O Ministério Público suspeita, assim, que Rangel foi “financiado” por “diferentes empresários” que “terão corrompido o juiz em processos judiciais que decidiu” no Tribunal da Relação de Lisboa.

O advogado José Santos Martins, um dos cinco detidos da Operação Lex, seria o “pivô do esquema”, atesta o jornal, notando que este “amigo de longa data de Rangel, organizava-lhe a rede de contactos, além de receber e guardar dinheiro para o magistrado”.

Santos Martins terá também convencido o filho, Bernardo Santos Martins, outro dos detidos do caso, a disponibilizar a sua conta bancária para receber 300 mil euros alegadamente pagos por José Veiga a Rui Rangel, no âmbito de processos em que o ex-empresário de futebol esteve envolvido, nomeadamente na Operação Rota do Atlântico.

As suspeitas em torno de Rangel surgiram precisamente no âmbito da Operação Rota do Atlântico, conforme anunciou a Procuradoria Geral da República, explicando que “estão em causa suspeitas de crimes de recebimento indevido de vantagem, ou, eventualmente, de corrupção, de branqueamento de capitais, tráfico de influência e de fraude fiscal”.

O MP suspeita que Rangel tinha vários “testas-de-ferro” que guardavam nas suas contas bancárias o dinheiro pago por decisões judiciais favoráveis em vários processos, tomadas por ele ou por sua influência.

Entre os alegados beneficiados por essas decisões estão Luís Filipe Vieira, constituído arguido no processo com Termo de Identidade e Residência, e o empresário Álvaro Sobrinho, entre outros.

São também arguidos no processo o vice-presidente do Benfica, Fernando Tavares, a actual companheira do juiz, Rita Figueira, que está detida, e o pai desta, Albertino Figueira.

A RTP inclui também o nome de Nuno Proença, que terá ligações à família de Rita Figueira, na lista de arguidos do caso, por suspeitas de ter ocultado dinheiro de Rangel na sua conta bancária.

São ainda arguidos o antigo presidente da Federação Portuguesa de Futebol, João Rodrigues, um funcionário judicial do Tribunal da Relação de Lisboa, Octávio Correia, um dos advogados de Vieira, Jorge Barroso, e outra ex-mulher de Rangel, Bruna Amaral, conforme nota a revista Sábado.

Do rol de 13 arguidos, cinco estão detidos, em prisão preventiva, e têm vindo a ser interrogados desde quarta-feira.

Rangel só deverá ser ouvido no âmbito do processo, no Supremo Tribunal de Justiça, na próxima semana, entre 8 e 9 de Fevereiro.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Este Rangel já á muito tempo que devia de ser investigado, julgado e condenado. Só não via quem não queria ver que este sr. gajo está metido nas ladroagens, senão vejamos quem colocou o Sr. JS fora da prisão, este Rangel tudo fez p/ que JS fosse fora da prisão. Pela simples razão que ele também está lá metido e claro está que não quer ser incriminado… Voçês politicos, juízes, advogados pensam que todos nóes somos Burros que não temos cabeça p/ pensar. Mas nem todos…

  2. Este que vendia acórdãos por bom dinheiro. Quando alguma coisa do 44 lhe caía nas mãos era logo decidido a favor do outro bandido. Do que estão à espera de o pôr a apodrecer numa prisão de alta segurança???

  3. Veremos o que tem mais peso. Se a Justiça, se o corporativismo dos juízes…
    Ainda não acredito que vá ver um juiz atrás das grades. Muito menos um presidente do Benfica.

    • Também acho. Um juiz desembargador, e até sem ser desembargador, ganha muitíssimo mais do que 3.000,00 euros/mês. Vou tentar averiguar.

        • Verifiquei na DGPJ. O vencimento de um juiz desembargador varia, de acordo com a categoria, anos de serviço, função, entre 6.721,60 (vencimento bruto + subsídio de compensação) e 8.090,40. Alguns também usufruem, incluídas nestes valores, de despesas de representação. Pareceu-me curto 3.000,00 euros. Confirma-se.

    • Sr. João Cezilia, eu não sou jornalista mas tive a curiosidade de verificar qual é o salário mensal de um juiz e para minha surpresa não ultrapassa os 3600€.
      Eis por conseguinte uma das razões ( embora não justificáveis) pela qual estas pessoas facilmente se deixam influenciar pela “ gratificação instantânea” que tanto agrada aqueles que não pensam a longo prazo.

  4. Qualquer dia mandam apagar todos os filmes de James Bond por causa do sexismo machista no uso das Bond Girls e vão pedir que num próximo episódio ainda haja os Bond Boys. Respeitem as tradições, Tanta modelo gira que vai ficar sem emprego!

RESPONDER

Bolsonaro diz ter tido sintomas de reinfeção. China acusa-o de "politizar" novo coronavírus

O Presidente do Brasil admitiu na quinta-feira que teve sintomas de reinfeção pelo novo coronavírus "há poucos dias" e afirmou que tomou ivermectina, fármaco sem comprovação científica contra a covid-19. As declarações de Jair Bolsonaro foram …

"É fácil despedir". PCP quer mudar regime de despedimento coletivo e extinção de postos de trabalho

O PCP vai entregar na Assembleia da República esta sexta-feira um projeto de lei que visa limitar os despedimentos coletivos e a extinção de postos de trabalho, eliminando o despedimento por inadaptação. O objetivo do partido …

Páginas ocultas do PRR revelam "reedição da troika" na reforma aos hospitais

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) prevê uma concentração das urgências da Grande Lisboa e Grande Porto, cortes nos gastos e uma gestão dos hospitais mais vigiada com imposição de objetivos financeiros. O jornal Expresso …

Já há uma explicação científica para as "dunas" do céu do Norte

Um ano depois da sua observação, as auroras de dunas, ou auroras boreais em forma de duna, já possuem confirmação e explicação científica. A aurora boreal nasce quando as partículas carregadas expelidas pelo Sol, como eletrões, …

Praia. Desporto e equipamentos de lazer vão ter regras novas

O Governo aprovou esta quinta-feira as regras de acesso e ocupação das praias durante a época balnear, com alterações em relação ao ano passado ao nível da atividade desportiva no areal e da utilização de …

Bastião trabalhista derrotado. Conservadores conseguem vitória na "muralha vermelha" britânica

Os conservadores conseguiram derrubar o domínio trabalhista do círculo de Hartlepool. Jill Mortimer venceu com mais de 50% dos votos e ajudou a reforçar a maioria de Boris Johnson, primeiro-ministro britânico. O antigo deputado trabalhista Mike …

Curso de Medicina na Católica vai custar 100 mil euros. Candidaturas terminam este mês

A Universidade Católica Portuguesa (UCP) anunciou, em setembro do ano passado, ter recebido luz verde da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) para o curso de Medicina. Agora, sabe-se que vai custar …

Ivo Rosa deixa colegas "estupefactos" com violação de regra sagrada do Direito

O Conselho Superior da Magistratura recebeu várias queixas de juízes desembargadores contra Ivo Rosa. Em causa estão decisões do juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal, especialmente no âmbito do processo Operação Marquês, que vão …

Presidente do Atlético diz que "Félix será um dos melhores da Europa"

O presidente do Atlético de Madrid garantiu que, "dentro de meses", o jovem português "será um dos melhores jogadores da Europa". Numa entrevista à Cadena Cope e Rádio Marca, Enrique Cerezo abordou vários assuntos sobre o …

Crise pós-autárquicas. Tiro pode sair pela culatra à oposição (e beneficiar PS)

O tiro de partida para as eleições autárquicas deve ser dado em junho, por um PS ainda sem pressa para avançar. "Qual é a pressa?" Em 2013, António José Seguro repetiu várias vezes esta questão, numa …