Motoristas. ANTRAM diz que reunião no Ministério “não existe” e “é uma farsa”

Carlos Barroso / Lusa

O porta-voz da ANTRAM contraria Pardal Henriques e diz que a reunião de segunda-feira no Ministério das Infraestruturas “é uma farsa” do sindicato com o objetivo de “ludibriar” os portugueses.

O porta-voz da ANTRAM disse que a reunião de segunda-feira no Ministério das Infraestruturas “não existe” e que “é uma farsa” do sindicato com o objetivo de “ludibriar” os portugueses sobre uma alegada disponibilidade para negociar.

“A ANTRAM [Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias] não estará nessa reunião porque essa reunião simplesmente não existe”, disse à Lusa o advogado e porta-voz da associação, André Matias de Almeida.

“Essa reunião é uma farsa que se destina, mais uma vez, a ludibriar a comunicação social e o povo português sobre uma alegada disponibilidade deste sindicato [de Mercadorias de Matérias Perigosas] para negociar”, acrescentou o advogado.

As declarações do representante da ANTRAM contrariam as do vice-presidente do Sindicato Nacional de Mercadorias de Matérias Perigosas (SNMMP), Pedro Pardal Henriques, que afirmou hoje à Lusa que na segunda-feira iria apresentar “várias propostas” numa reunião a ter lugar no Ministério das Infraestruturas. Contactada pela Lusa, fonte oficial do Ministério liderado por Pedro Nuno Santos recusou-se a falar sobre o assunto.

André Matias de Almeida assegurou, no entanto, que “a ANTRAM não foi convocada, não recebeu nenhum aviso de nenhuma convocatória de nenhuma reunião”, nem pelo SNMMP nem pelo ministério.

Questionado sobre a abertura para negociar novas propostas apresentadas pelos sindicatos, o porta-voz da ANTRAM disse que a associação “está sempre disponível para negociar, desde que não seja sob chantagem e sob pressão e isso implica o levantamento do pré-aviso de greve”.

“Não só esta nova proposta do sindicato de matérias perigosas é uma farsa na justa medida em que não implica nenhuma redução, pelo contrário, implica um aumento de 150 euros face à proposta inicial, como por outro lado não levanta o pré-aviso de greve sabendo que isso é uma chantagem total à negociação”, defendeu André Matias de Almeida.

“Isto não é nenhuma forma de chegar a um entendimento, isto é tão somente e exclusivamente uma tentativa de lavar a cara perante a comunicação social e perante a opinião pública portuguesa”, acrescentou o porta-voz da ANTRAM.

O vice-presidente do SNMMP disse ter “várias propostas” para apresentar numa reunião na segunda-feira no Ministério das Infraestruturas e sublinhou que a estrutura sindical sempre quis evitar a greve. “Existem várias propostas que nós queremos apresentar ao senhor ministro das Infraestruturas [Pedro Nuno Santos] e à ANTRAM”, disse à Lusa Pedro Pardal Henriques.

A proposta, adiantou Pardal Henriques, passa por aumentar o salário base dos motoristas para mil euros até 2025, com indexação ao crescimento do salário mínimo nacional, o que permite “um prazo mais dilatado, quer para que as empresas possam cumprir com aquilo que ficar estabelecido no contrato coletivo de trabalho, quer para que haja a paz social que o país necessita”.

“A questão é que a ANTRAM não se quer sentar com os sindicatos, não quer ouvir propostas e quer colocar o país neste estado de alerta”, acusou o dirigente sindical, garantindo que o sindicato pretende encontrar uma solução que evite a greve.

A greve convocada pelo SNMMP e pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), que começa em 12 de agosto, por tempo indeterminado, ameaça o abastecimento de combustíveis e de outras mercadorias.

O Governo terá de fixar os serviços mínimos para a greve, depois de as propostas dos sindicatos e da ANTRAM terem divergido entre os 25% e os 70%, bem como sobre se incluem trabalho suplementar e operações de cargas e descargas.

  // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Parece ser inevitável. A 12 de Agosto começa mesmo uma greve com contornos impervisíveis.
    O governo deveria preparar desde já, a declaração de Estado de Emergência, para proteger a população, da situação que se está a desenhar.
    O governo não tem culpa da greve.
    Mas terá toda a culpa se não tomar TODAS as medidas necessárias para proteger a população.
    Mais do que fez em Pedrógão.

RESPONDER

Extinção do SEF aprovada na especialidade no Parlamento

A proposta do PS e do Bloco de Esquerda sobre a extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi aprovada na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, esta quarta-feira. Segundo o jornal Público, …

Steve Bannon deve ser investigado por envolvimento no ataque ao Capitólio, indica Comissão responsável

Antigo conselheiro de Donald Trump foi aconselhado pelo antigo presidente e pela respetiva equipa de advogados a não colaborar com a comissão especial designada para investigar os ataque. A Comissão responsável por investigar o ataque ao …

Trânsito em Lisboa regista valores mais altos do que em pré-pandemia - e há uma razão para isso

O trânsito na capital tem registado valores que ultrapassaram os da pré-pandemia. O receio que as pessoas ainda têm de usar transportes públicos é visto como o principal fator. Se durante o período de confinamento circular …

Qualificações mais elevadas já não garantem salários altos aos jovens. Contratos a prazo triplicam face às gerações anteriores

Estudar mais anos em Portugal já não é representativo de remunerações mais elevadas. Esta é a principal conclusão de um estudo desenvolvido pela Fundação Calouste Gulbenkian, centrado nas diferenças e semelhanças entre as gerações de …

Ordem dos Médicos define equipas mínimas para urgências, mas números são "impraticáveis"

A Ordem dos Médicos (OM) decidiu avançar com uma uma proposta de regulamento que define a dimensão mínima das equipas que asseguram o funcionamento de serviços de urgência nos hospitais. Numa altura em que se prevê …

Turistas estão de volta, mas agora falta pessoal nos hotéis

Os turistas estão a voltar às cidades portugueses, nomeadamente a Lisboa, onde os hotéis se debatem agora com um novo problema, a falta de pessoal qualificado. Há responsáveis que já falam da necessidade de fazer …

Gestão do PRR faz tremer Governo dos Açores (que foi bombardeado por críticas)

O Governo dos Açores tem sido acusado de beneficiar empresas no acesso às verbas das Agendas Mobilizadores do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Esta polémica levou à marcação de um debate de urgência, que ficou …

Inédito na medicina. Rim de porco foi transplantado com sucesso num humano

Pela primeira vez na história, uma equipa médica conseguiu transplantar um rim de porco geneticamente modificado num humano. Foi uma experiência num paciente em morte cerebral, mas que abre portas à utilização de rins de …

Golo do FC Porto: como não assinalaram falta do Taremi?

Avançado do FC Porto desviou Ismaël Bennacer, no momento decisivo do FC Porto 1-0 AC Milan. Mas os portistas mereceram ganhar. Stefano Pioli admitiu que o FC Porto venceu o AC Milan (1-0), na terceira jornada …

Senado defende que Bolsonaro seja acusado de genocídio devido à sua gestão da pandemia

Um relatório do Senado brasileiro defende que o Presidente Jair Bolsonaro deve ser acusado de homicídio pela sua gestão da pandemia de covid-19 no país. O documento ainda pode ser alterado pelos senadores, pois só vai …