António Costa antecipa “aumento histórico de pensões” em 2023

1

Primeiro-ministro revelou ainda que o Governo deverá apresentar em breve novas medidas para fazer face à subida dos preços.

António Costa vaticinou hoje um “aumento histórico de pensões” em 2023 como consequência do mecanismo automático de atualização, baseado na taxa de crescimento e da inflação – indicador que tem aumentado dramaticamente ao longo dos últimos meses. A mensagem do primeiro-ministro, feitas hoje por ocasião de uma entrevista ao programa O Princípio da Incerteza, foi também no sentido de tranquilizar os portugueses no que respeita à subida das taxas de juro da dívida portuguesa.

Questionado sobre os cortes no cabaz alimentar ou nos apoios à educação especial – sobretudo sobre a possibilidade de estes indicarem uma derrapagem nas contas públicas, António Costa lembrou que “nos últimos seis anos”, o Governo tem seguido uma “lógica conservadora na gestão orçamental”. “Prepara-se para o pior, desejando o melhor. E até agora tem corrido bem“, resumiu.

Admitindo que “se as taxas de juro sobem, as despesas com as taxas de juro vão seguramente aumentar“, o governante explicou também que face às previsões da inflação e do crescimento económico sugerem um “aumento histórico de pensões”, com a aplicação da fórmula legal. Já sobre a possibilidade de o Governo aplicar o mesmo mecanismo, Costa confirmou.

“Não há mínima dúvida de que vamos cumprir a fórmula, vamos cumprir a lei. Isso significa que para o ano vamos ter um aumento histórico das pensões pela conjugação de termos este ano um valor anormalmente alto do crescimento por efeito da base comparativa do ano passado e um aumento histórico muito significativo da inflação.”

Mesmo assim, António Costa fez questão de garantir que a exigência orçamental vai continuar, num equilíbrio que se antevê difícil. Sobre os aumentos provocados pela inflação, garantiu que o Governo vai “brevemente tomar novas medidas”, não especificando quais. “Estamos a gerir com tranquilidade com base no princípio da incerteza que nos deve acompanhar sempre”, apontou o primeiro-ministro, citado pelo Público.

Finalmente, o governante fez questão de destacar a tendência de convergência de Portugal com a União Europeia, baseada sobretudo no turismo, área que está a ter um desempenho “fantástico”.

  ZAP //

1 Comment

  1. Aumento do poder de compra dos Pensionistas , “talvez” em 2023 !..já sabemos no que dão as promessas deste Ilustre 1º M. , ou seja é como contar com o ovo no cú da galinha !…prefiro que não me dê nada , se é para me retirar o dobro !

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.