Antiga PT condenada a pagar 60 mil euros por humilhar trabalhador

Mário Cruz / Lusa

-

O Supremo Tribunal de Justiça condenou a ex-Portugal Telecom a pagar cerca de 60 mil euros a um trabalhador da delegação de Viana do Castelo, considerando que lhe proporcionou “um ambiente de trabalho vexatório e perturbador”.

Num acórdão de 44 páginas, datado do passado dia 21 de abril, a que a agência Lusa teve acesso, o STJ refere que a indemnização reporta a danos não patrimoniais “em consequência do assédio moral de que o trabalhador foi vítima por parte da empresa de telecomunicações” que viria a ser adquirida em junho de 2015 pelo grupo francês Altice.

Na decisão do STJ, considera-se ter sido violado “o dever de ocupação efetiva” daquele quadro superior, sendo “incontornável concluir que com a sua conduta a empresa causou ao trabalhador, à vista dos seus colegas de trabalho, humilhações, constrangimentos e o isolamento, assim como lhe proporcionou um ambiente de trabalho vexatório e perturbador”.

O processo judicial foi iniciado pelo engenheiro de telecomunicações, que trabalhava na empresa desde 1981, em janeiro de 2013 por considerar que “desde 2007 a empresa assumiu, para consigo, um comportamento que se traduz numa situação de assédio moral, ou ‘mobbing‘, mantendo-o sem lhe atribuir qualquer tarefa e obstando injustificadamente à prestação efetiva de trabalho”.

Natural de Viana do Castelo, o trabalhador de 60 anos está atualmente a exercer funções num ‘call center’ de apoio técnico.

O processo judicial teve início no tribunal de Viana do Castelo, “onde a ação foi julgada parcialmente procedente”, tendo as partes interposto recurso de apelação para o Tribunal da Relação de Guimarães que, em 2015 condenou a empresa ao pagamento de uma indemnização de 100 mil euros, “por danos não patrimoniais resultantes de assédio moral de que foi vítima”.

O tribunal condenou também a empresa “a abster-se de todos os comportamentos que vinha a adotar desde dezembro de 2007, designadamente, manter o trabalhador sem funções”, e “atribuir-lhe funções adequadas às habilitações profissionais próprias de um quadro superior”.

No acórdão, o STJ refere os factos dados como provados nas instâncias anteriores, nomeadamente que, “desde dezembro de 2007 e até abril de 2009, foi destinado ao trabalhador, como local de trabalho, um gabinete com cerca de 9m2, onde permaneceu isolado, sem qualquer tarefa atribuída, sem acesso ao telefone e com a disponibilização de um computador exclusivamente limitado na sua utilização para consulta do ‘portal do colaborador'”.

“O funcionário ficou sozinho no citado gabinete, no qual se encontram materiais deixados para trás por colegas de trabalho ou equipamentos desativados”, refere ainda o despacho.

O acórdão refere ainda que, em outubro de 2012, “a empresa propôs ao trabalhador a realização de uma tarefa, que consistia em aferir se os sensores térmicos das lojas contavam corretamente ou não o movimento de entrada de clientes.

Para tal o funcionário tinha de se colocar no local, fora da loja, e acionar manualmente um equipamento mecânico por cada cliente”.

“O trabalhador sentia-se humilhado, embaraçado e abatido com a tarefa e com o ter que explicar o que fazia aos colegas e conhecidos que o viam naquela situação”, refere o documento, sustentando que tal situação lhe provocou “intenso e profundo sofrimento emocional, com transtorno do comportamento e reflexos no seu relacionamento familiar e afetivo”.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. PT/Meo a pior empresa de telecomunicações de Portugal!
    Vende gato por lebre a age sem punição neste negócio, nada disto me admira!
    Infelizmente temos outra instituição a ANACOM que deve comer do mesmo tacho, enfim!
    Gentinha baixa, sem moral ou escrúpulos!

  2. Prepotência de certa gente pagos a preço de ouro quase todos de uma incompetência extrema que se refugiam nos títulos e poder que exercem ainda por cima sem o mínimo de respeito por quem trabalha. Com os acordos como a globalização e agora este que está para surgir com os EU que só prejudicam os cidadãos europeus com as multinacionais a instalarem-se em país onde praticamente não existe lei laboral os trabalhadores europeus são cada vez mais pressionados e escravizados.

  3. A notícia não disse a MEO foi condenada, mas a antiga PT. E sendo a antiga PT empresa pública, será que significa que vai ser o governo a ter de pagar a indemninização e não a MEO?

Responder a 665 Cancelar resposta

De Amora a Lima. Jorge Jesus "está a dois passos de alcançar a eternidade"

A cumprir a 31.ª época da sua carreira de técnico, iniciada há 30 anos, na temporada 1989/90, ao serviço do Amora, Jesus precisa de bater os argentinos do River Plate, os detentores do título, para …

Revolucionários colombianos estão a recrutar crianças venezuelanas para guerrilha

A Federação de Associações de Professores Universitários da Venezuela (FAPUV) denunciou na quarta-feira que grupos e subversivos da vizinha Colômbia estão a recrutar crianças em idade escolar para a guerrilha. "Temos jovens e crianças, especialmente nas …

Jornal espanhol arrasa Bale. "Desrespeitoso. Mal-agradecido"

O jornal desportivo espanhol Marca arrasa esta quinta-feira o internacional galês Gareth Bale, que representa o Real de Madrid, na sua manchete. "Desrespeitoso. Mal-aconselhado. Mal-agradecido", pode ler-se no jornal. Em causa esta a atitude do …

Porteiro recua e diz que errou em mencionar Bolsonaro no caso Marielle

O porteiro do condomínio onde o Presidente brasileiro tem casa recuou na informação cedida anteriormente à polícia, admitindo que errou ao citar o nome de Jair Bolsonaro no caso do homicídio da vereadora Marielle Franco. De …

Peixes, pássaros e humanóides. Revelados mais 140 geóglifos de Nazca no Peru

Foram descobertos 142 novos geóglifos, que representam pessoas, animais e outros seres, nas famosas linhas na superfície de Nazca e dos seus arredores no Peru. Localizados principalmente a oeste da Pampa de Nazca, estes novos geóglifos …

Sem-abrigo morta a tiro no Brasil após pedir esmola

Uma mulher sem-abrigo foi morta no sábado, em Niterói, no estado brasileiro do Rio de Janeiro, quando pedia esmola a um transeunte, que disparou sobre ela. O crime, que ocorreu no sábado, foi filmado por câmaras …

Polícias saem à rua para reivindicar promessas do Governo. Chega e mais seis partidos vão ao protesto

Elementos das forças de segurança (PSP e GNR) manifestam-se esta quinta-feira, em Lisboa, para pressionarem o novo Governo a cumprir as reivindicações da classe e as promessas do anterior Executivo. Sob o lema “tolerância zero”, a …

Homens ficam mais stressados quando esposas ganham quase tanto como eles

https://vimeo.com/374392301 Um novo estudo sugere que o homem fica mais stressado quando a mulher ganha mais do que 40% do rendimento do casal. Em sentido contrário, ficam menos ansiosos quando a esposa ganha menos do que …

Estratégia Nacional para Sem-Abrigo prevê que ninguém fique na rua mais de 24 horas

A atual Estratégia Nacional para a Integração das Pessoas em Situação de Sem-Abrigo está assente num modelo de intervenção em que ninguém fique na rua por mais de 24 horas e um conhecimento permanente do …

Protesto nacional de quinta-feira na Colômbia leva governo a encerrar fronteiras

A Colômbia é esta quinta-feira palco de um protesto nacional convocado por sindicatos e movimentos sociais, que levou as autoridades a adotarem várias medidas preventivas, designadamente o encerramento das fronteiras. O objetivo do Governo é assegurar …