Maioria de direita na mira. André Ventura pede reunião a Rui Rio

José Sena Goulão / Lusa

O deputado único do Chega, André Ventura

O líder do Chega, André Ventura, vai pedir uma reunião ao presidente do PSD, Rui Rio, para “analisar os cenários prováveis de uma construção de uma maioria de direita” que tire o PS do poder.

A recente sondagem da Intercampus para o CM/CMTV e Jornal de Negócios mostrou que o PS continua a subir nas intenções de voto e o PSD a descer.

Com o fosso entre PS e PSD a aumentar, André Ventura vai voltar a pressionar o líder do maior partido da oposição, para que a direita volte a ganhar terreno. Segundo o Expresso, o líder do Chega diz que vai desafiar, ainda esta semana, Rui Rio para uma reunião com vista a futuros entendimentos entre os dois partidos.

“Vou propor esta semana uma reunião a Rui Rio para perceber se a ideia é continuar a permitir este estado de coisas ou fazer oposição dura e a sério, com o objetivo de salvar Portugal”, anunciou, no Twitter.

Para André Ventura, o PSD não pode continuar a ignorar a sua descida nas intenções de voto, permitindo que o PS reforce a liderança nas sondagens.

“As sondagens que foram publicadas hoje e nos últimos dias em vários OCS [orgãos de comunicação social] devem ser lidas muito a sério. Chega e PSD têm de assumir se querem ou não uma alternativa ao Governo de Costa, ou se é melhor continuar a gozar com as sondagens e fingir que está tudo bem“, acrescentou.

O deputado único voltou a frisar que, sem o apoio do Chega, não haverá um Governo de direita, cabendo ao PSD discutir eventuais acordos.

No que respeita às eleições autárquicas, o presidente do Chega disse que o objetivo político “é impedir que o PS continue a ser o partido com o maior número de Câmaras e permitir que Chega e PSD juntos tenham um maior número” de autarquias em Portugal.

“Isto será um sinal não só para o país, mas para o próprio PSD, para perceber que não governará sem o Chega nas próximas eleições legislativas”, realçou.

O Chega decidiu concorrer às autárquicas sem coligações, “exceto nos Açores em que a situação ainda está em análise”, e, no pós-eleições, “apenas e tão só quando for fundamental, para afastar o PS do arco da governação autárquica e para criar maiorias à direita”.

“As autárquicas vão permitir-nos ter um barómetro do país em relação à implementação do Chega e, por isso, decidimos arriscar. Vamos fazer o que outros não vão fazer. Vamos arriscar e pode correr bem ou pode correr mal”, acrescentou.

Liliana Malainho, ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Barcelona: foram campeãs europeias mas pedem outro treinador

Época inédita no futebol feminino do Barcelona não é sinónimo de continuidade do técnico vencedor. Jogadoras pedem mudança no banco. O Barcelona protagonizou uma época histórica e inédita no futebol feminino. A equipa catalã foi novamente …

PSD/Porto diz que escolha de António Oliveira para Gaia foi "erro de casting"

O presidente do PSD/Porto disse esta segunda-feira que a escolha de António Oliveira para encabeçar a candidatura à Câmara de Vila Nova de Gaia foi “um erro de casting”, pelo que encara a desistência deste …

Há mais três mortos e 756 novos casos de covid-19

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), nas últimas 24 horas registaram-se mais 756 casos de infeção por covid-19 e três pessoas morreram. A região de Lisboa e Vale do Tejo regista …

Mensagem em garrafa atravessou o Atlântico e foi encontrada nos Açores

Três anos depois de ter sido lançada ao mar, uma mensagem numa garrafa uniu dois adolescentes separados pelo Oceano Atlântico. Em 2018, durante um feriado (25 de novembro) no estado norte-americano de Rhode Island, no leste …

Afinal, autoagendamento só avança para maiores de 37 anos (e não 35)

O autoagendamento da vacina contra a covid-19 vai ficar disponível apenas para pessoas com mais de 37 anos esta segunda-feira, ao contrário do que informou, domingo, a task-force de vacinação. Ao contrário do que estava previsto, …

Retomado voo entre Portugal e a China após duas semanas de suspensão

Depois de ter sido suspensa por duas semanas, a ligação aérea entre Portugal e a China foi retomada este fim de semana. A ligação aérea entre Portugal e a China foi retomada este fim de semana, …

Líder do CDS diz que Portugal é uma "república das bananas" que já nem pune os criminosos

O líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, acusou o Governo de "descongestionar as cadeias à boleia de um pretexto sanitário". O regime especial de perdão das penas, aprovado em abril de 2020, continua em vigor, …

Há quatro mestrados portugueses entre os melhores do mundo segundo o Financial Times

Uma lista anual publicada pelo Financial Times ordena as 55 escolas de gestão em todo o mundo que mais se destacam nos 17 indicadores avaliados por esta publicação. O mestrado em Finanças da Nova School of …

Há cada vez mais denúncias de assédio. Motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso após importunar jovem

Um motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso depois de ter sido filmado enquanto assediava uma jovem num veículo dos SMTUC, a empresa de transportes públicos da cidade. O caso está a dar destaque a …

"A pandemia precipitou uma epidemia." Fungo negro disparou pela Índia desde a segunda vaga

A mucormicose, uma doença fúngica rara e frequentemente mortal, explodiu em toda a Índia durante a pandemia de covid-19. “A pandemia precipitou uma epidemia”, disse Bela Prajapati, otorrinolaringologista no Hospital Civil, na Índia, ao The New …