André Ventura admite deixar direção do Chega se não eleger deputados nas legislativas

André Ventura admite deixar a direção do Chega se não eleger deputados à Assembleia da República, justificando que é necessário “retirar consequências dos resultados” eleitorais.

“Conseguir constituir um grupo parlamentar é o nosso grande objetivo para dar voz a estas causas que têm estado perdidas”, afirma André Ventura, em entrevista à agência Lusa, sublinhando, contudo, que não afasta “um cenário de eleger apenas um deputado” para a Assembleia da República nas eleições de 6 de outubro.

A eleição de pelo menos dois deputados — número necessário para constituir um grupo parlamentar — é o desfecho desejável porque “um deputado só não permite ter tanta força” nas bandeiras que o partido defende, declara. “Depois de elegermos um grupo parlamentar, com as bandeiras que temos, o crescimento do Chega nunca mais vai parar“, antecipa.

No entanto, André Ventura explica que é preciso “retirar consequências dos resultados” eleitorais. “Ou o Chega dá um grande avanço no dia 6 de outubro, ou tem um recuo muito significativo e uma derrota muito significativa”, desenlace que poderá ditar “a saída da direção” do atual líder.

Se não conseguir eleger, reconsiderarei o meu lugar na direção do Chega”, afirma, sublinhando é o presidente do partido que tem “de assumir essa responsabilidade [pelo mau resultado]”.

Questionado sobre a possibilidade de uma coligação à direita, o dirigente partidário refere que o Chega não fecha “a porta a nenhum cenário, desde que seja assinado um acordo” de princípio.

“Se o PSD e o CDS-PP estiverem dispostos à reintrodução da prisão perpétua em Portugal, ao fim das penas suspensas para os crimes sexuais e ao fim desta asfixia fiscal, podemos pensar num cenário destes”, explicou, reafirmando que o partido não aceitará “participar em nenhum governo em que estas três questões não estejam assinadas”.

André Ventura considera que “os líderes da direita” não souberam “passar a mensagem de alternativa credível” ao Governo socialista durante os últimos quatro anos. O objetivo do Chega é, por essa razão, mostrar aos eleitores que “há uma alternativa” de direita além de PSD e CDS-PP.

“Acho que quem é de direita verdadeiramente, de centro-direita, é impossível votar neste PSD, que não se percebe a diferença para o PS. É claramente impossível. Acho que Rui Rio tinha o sonho de ser líder do Partido Socialista, como não conseguiu, seguiu o caminho no PSD”, sustenta.

Questionado sobre as declarações de Assunção Cristas sobre a possibilidade de convergir numa “geringonça à direita”, da qual apenas excluiria o Chega, André Ventura responde que a líder dos centristas é “um desastre absoluto”.

Para o presidente do Chega, Assunção Cristas “está mais preocupada com o Chega” do que com os outros partidos: “Devíamos estar focados em atacar o PS, em atacar o Bloco de Esquerda, em atacar o PCP, em vez de andarmos a trocar ataques entre nós”. Na ótica de Ventura, se “o PSD não passar os 20%”, os restantes votos dos apoiantes da direita vão “estar distribuídos pelo Chega, pelo CDS-PP e, provavelmente, pelo Aliança”.

O Chega vai concorrer às eleições legislativas para “tentar dar esperança aqueles que sentem que são de direita”, que têm valores “de direita, cristã e democrática”, para mostrar que não se resigna a “esta direita soft” e para, “acima de tudo, evitar que a esquerda e extrema-esquerda voltem a governar” nos próximos quatro anos. “Quando a direita enfraquece, toda ela, todos os partidos, é o país que vai perder”, termina.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …