“Não estamos a salvar o Governo, mas o país”. Ana Catarina Mendes pressiona esquerda para aprovar OE2021

André Kosters / Lusa

A líder parlamentar do Partido Socialista (PS), Ana Catarina Mendes

A líder parlamentar do Partido Socialista (PS), Ana Catarina Mendes, disse, em entrevista à TSF, que o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) traduz uma “agenda progressista e de esquerda” e que não há razões para não haver um entendimento com os antigos parceiros da ‘geringonça’.

“Temos que ser muito sérios nesta discussão. Não estamos a salvar o Governo, mas o país e o país é feito de pessoas. Não quero acreditar que o caminho dos últimos cinco anos dos portugueses seja interrompido pela pandemia mas também pela ausência de um acordo à esquerda”, afirmou, numa entrevista divulgada esta segunda-feira.

Apelando para que os partidos da geringonça voltem a viabilizar o orçamento, mesmo que as suas reivindicações não sejam totalmente satisfeitas, indicou que o contexto da pandemia exige novas medidas, mas que o caminho é de continuação e não de retrocesso.

“Da mesma maneira como em 2015 o que nos movia era o bem estar dos portugueses e lutar contra a direita e receita da direita, espero que percebam que não é menos difícil hoje do que era em 2015 quando havia muito a fazer. É difícil porque a incerteza do inimigo gera necessidade de novas respostas”, disse.

“Estará o PCP, BE e PEV contra o reforço do SNS, quer em termos financeiros e humanos, contra a aposta rede de cuidados continuados, que é absolutamente fundamental. Estar contra nossa perspetiva de continuarmos a aumentar o SMN, sabendo de antemão que não poderá ser na mesma ordem dos anos anteriores?”, questionou.

Na mesma entrevista, a socialista referiu que o Novo Banco é “um elefante na sala” e um problema que o Governo tem que gerir, frisando, contudo, que “está a ser feito tudo o que é possível, não incumprindo o contrato, para não prejudicar mais os portugueses”. E insistiu: “Merece o país somar à crise económica e social uma crise financeira? E acima disto podemos ter instabilidade política? Não creio”.

“O que aconteceu no Banco Espírito Santo foi criminoso. O que aconteceu com a resolução foi um desastre”, apontou. Quanto à venda, existiam ainda a nacionalização ou resolução, ambas um “desastre”. Agora, existem contratos para cumprir, o que não “exclui que nos possamos indignar com os dinheiros que entram para o Novo Banco”, frisou.

Sobre contar com o PSD para aprovação do OE2021, lembrou as declarações recentes do líder social-democrata Rui Rio, considerando que este continua “igual a si próprio”, com uma postura “ziguezagueante”. Todos os partidos, continuou, devem ter consciência do “momento dramático” e decidir se querem ou não ajudar a ultrapassar a crise.

Em relação ao apelo do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que pressionou o PSD a aprovar o OE2021, considerou que se tratou apenas de uma declaração que manifestou a sua “magistratura de influência” para garantir estabilidade política em Portugal, à semelhança do que tem feito ao longo do seu mandato.

“Julgo que Marcelo Rebelo de Sousa ao longo do seu primeiro mandato foi um fator de estabilidade, para puxar o país para cima e ajudar a vencer a crise. Ao contrário do que a direita dizia, a crise não estava ultrapassada”, sustentou.

Quanto as eleições presidenciais, reiterou a liberdade a nível interno do PS para apoiar os candidatos. “Não são os partidos que escolhem os candidatos”, são as pessoas que têm que ter “vontade própria” para avançar para Belém e depois os membros do partido é que decidem quem apoiam, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não acreditem em palavras mas em ação/atos, isto é engodo para os peixes que somos nós o Zé Lorpa.
    Eles querem Sempre salvaguardar-se a si mesmos o resto não conta.

  2. Qual salvar o país qual quê?
    Andam é a tentar salvar a própria pele, “tachos” e bem estar deles, familia e amigos!
    Há 46 anos que juntamente com o PSD/CDS andam a enterrar o país e a explorar os portugueses até à medula e agora vêm com esta lenga lenga do salvar o País. Venderam tudo aos estrangeiros, não nos restando nada, nem dignidade, que até já o embaixador americano se mete onde não deveria.
    Têm sorte porque a esquerda caviar do BE e o PCP retrógado e parado no tempo já se habituou ao gosto das migalhas cedidas pelo PS a troco da aprovação de diplomas que visam estrangular ainda mais a Nação e o povo e preferem engolir sapos a ter que deixar tudo fugir para a direita.

  3. Estão a salvar o País!!!!! Meu Deus…presunção e água benta… o PS a salvar Portugal? Como? fazendo-nos ter a maior dívida de sempre, fazendo o desemprego aumentar sem qualquer medida tomada para ajudar quem ficou sem emprego ( não são as medidas tomadas que o farão), tratando a todos como anormais que não entendemos o que eles andam a fazer? A salvar Portugal???? Devem estar mais uma vez a “brincar” com os portugueses. E os partdidos de esquerda adoram fazer-se de maus, para depois fazerem tudo o que o kostinha quer… VERGONHA

RESPONDER

Especialista britânico diz que terceira vaga está a caminho do Reino Unido

Uma terceira onda de infeções por covid-19 está a caminho do Reino Unido, onde os contágios diários ultrapassam de novo os 10.000 casos, afirmou o assessor do Governo no Comité Conjunto de Vacinação e Imunização …

Equipa portuguesa faz descoberta que pode travar a doença de Alzheimer

Uma equipa de investigadores portugueses identificou um novo mecanismo associado aos neurónios envelhecidos que pode abrir uma nova via terapêutica para travar a doença de Alzheimer. Hoje em dia, há cada vez mais pessoas a viver …

“Abuso de funções”. BE acusa Centeno de estar a "condicionar" as negociações do OE

As recomendações do governador do Banco de Portugal sobre as políticas que o país deve seguir, nomeadamente a estabilidade da legislação laboral, não caíram bem à esquerda. Em declarações ao ECO, o Bloco de Esquerda não …

Aberto inquérito-crime ao atropelamento mortal com carro de Cabrita. Não há câmaras no local do acidente

A GNR já está a investigar as circunstâncias do atropelamento mortal com um carro onde seguia o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Mas o inquérito-crime não poderá contar com imagens das câmaras de video-vigilância …

Nuno Mendes e João Félix fora do jogo com a Alemanha

Os jogadores Nuno Mendes e João Félix vão ficar fora do jogo deste sábado frente à Alemanha devido a uma mialgia muscular. Ambos vão assistir ao encontro na bancada e devem recuperar a tempo de defrontar …

Antigo governador civil desmente Medina (que explicou sem explicar o envio de dados a embaixadas)

O último governador civil de Lisboa, o socialista António Galamba, desmente Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, no âmbito das conclusões da auditoria ao envio de dados de manifestantes para embaixadas estrangeiras. E há …

Portugueses burlados em Munique. PSP alerta para a venda de bilhetes falsos

No dia em que Portugal joga contra à Alemanha na capital da Baviera, a PSP alertou que vários portugueses estão a ser burlados com a venda de bilhetes falsos para a partida. O intendente Pedro Colaço …

Correos Express "passa a perna" aos CTT. Empresa quer conquistar Portugal para ter oferta ibérica na Ásia

A empresa espanhola concorrente dos CTT está a monopolizar as entregas ibéricas. Em 2019, comprou 51% da unidade de transporte expresso do grupo logístico Rangel e quer ter centros de distribuição em todo os distritos …

Autoridades passam 25 multas no primeiro dia de confinamento em Lisboa

As autoridades policiais passaram 25 autos de contraordenação no primeiro dia de confinamento da Área Metropolitana de Lisboa. Desde as 15h da tarde de ontem que é proibido entrar ou sair da AML, embora existam várias …

Ricardo Salgado queria afastar juíza por ser sobrinha de Ana Gomes

Um dos julgamentos que Salgado enfrenta é no Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão (TCRS) de Santarém por causa de coimas que lhe foram aplicadas pelo Banco de Portugal. O ex-banqueiro tentou atrasar o julgamento …