“Não estamos a salvar o Governo, mas o país”. Ana Catarina Mendes pressiona esquerda para aprovar OE2021

André Kosters / Lusa

A líder parlamentar do Partido Socialista (PS), Ana Catarina Mendes

A líder parlamentar do Partido Socialista (PS), Ana Catarina Mendes, disse, em entrevista à TSF, que o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) traduz uma “agenda progressista e de esquerda” e que não há razões para não haver um entendimento com os antigos parceiros da ‘geringonça’.

“Temos que ser muito sérios nesta discussão. Não estamos a salvar o Governo, mas o país e o país é feito de pessoas. Não quero acreditar que o caminho dos últimos cinco anos dos portugueses seja interrompido pela pandemia mas também pela ausência de um acordo à esquerda”, afirmou, numa entrevista divulgada esta segunda-feira.

Apelando para que os partidos da geringonça voltem a viabilizar o orçamento, mesmo que as suas reivindicações não sejam totalmente satisfeitas, indicou que o contexto da pandemia exige novas medidas, mas que o caminho é de continuação e não de retrocesso.

“Da mesma maneira como em 2015 o que nos movia era o bem estar dos portugueses e lutar contra a direita e receita da direita, espero que percebam que não é menos difícil hoje do que era em 2015 quando havia muito a fazer. É difícil porque a incerteza do inimigo gera necessidade de novas respostas”, disse.

“Estará o PCP, BE e PEV contra o reforço do SNS, quer em termos financeiros e humanos, contra a aposta rede de cuidados continuados, que é absolutamente fundamental. Estar contra nossa perspetiva de continuarmos a aumentar o SMN, sabendo de antemão que não poderá ser na mesma ordem dos anos anteriores?”, questionou.

Na mesma entrevista, a socialista referiu que o Novo Banco é “um elefante na sala” e um problema que o Governo tem que gerir, frisando, contudo, que “está a ser feito tudo o que é possível, não incumprindo o contrato, para não prejudicar mais os portugueses”. E insistiu: “Merece o país somar à crise económica e social uma crise financeira? E acima disto podemos ter instabilidade política? Não creio”.

“O que aconteceu no Banco Espírito Santo foi criminoso. O que aconteceu com a resolução foi um desastre”, apontou. Quanto à venda, existiam ainda a nacionalização ou resolução, ambas um “desastre”. Agora, existem contratos para cumprir, o que não “exclui que nos possamos indignar com os dinheiros que entram para o Novo Banco”, frisou.

Sobre contar com o PSD para aprovação do OE2021, lembrou as declarações recentes do líder social-democrata Rui Rio, considerando que este continua “igual a si próprio”, com uma postura “ziguezagueante”. Todos os partidos, continuou, devem ter consciência do “momento dramático” e decidir se querem ou não ajudar a ultrapassar a crise.

Em relação ao apelo do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que pressionou o PSD a aprovar o OE2021, considerou que se tratou apenas de uma declaração que manifestou a sua “magistratura de influência” para garantir estabilidade política em Portugal, à semelhança do que tem feito ao longo do seu mandato.

“Julgo que Marcelo Rebelo de Sousa ao longo do seu primeiro mandato foi um fator de estabilidade, para puxar o país para cima e ajudar a vencer a crise. Ao contrário do que a direita dizia, a crise não estava ultrapassada”, sustentou.

Quanto as eleições presidenciais, reiterou a liberdade a nível interno do PS para apoiar os candidatos. “Não são os partidos que escolhem os candidatos”, são as pessoas que têm que ter “vontade própria” para avançar para Belém e depois os membros do partido é que decidem quem apoiam, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não acreditem em palavras mas em ação/atos, isto é engodo para os peixes que somos nós o Zé Lorpa.
    Eles querem Sempre salvaguardar-se a si mesmos o resto não conta.

  2. Qual salvar o país qual quê?
    Andam é a tentar salvar a própria pele, “tachos” e bem estar deles, familia e amigos!
    Há 46 anos que juntamente com o PSD/CDS andam a enterrar o país e a explorar os portugueses até à medula e agora vêm com esta lenga lenga do salvar o País. Venderam tudo aos estrangeiros, não nos restando nada, nem dignidade, que até já o embaixador americano se mete onde não deveria.
    Têm sorte porque a esquerda caviar do BE e o PCP retrógado e parado no tempo já se habituou ao gosto das migalhas cedidas pelo PS a troco da aprovação de diplomas que visam estrangular ainda mais a Nação e o povo e preferem engolir sapos a ter que deixar tudo fugir para a direita.

  3. Estão a salvar o País!!!!! Meu Deus…presunção e água benta… o PS a salvar Portugal? Como? fazendo-nos ter a maior dívida de sempre, fazendo o desemprego aumentar sem qualquer medida tomada para ajudar quem ficou sem emprego ( não são as medidas tomadas que o farão), tratando a todos como anormais que não entendemos o que eles andam a fazer? A salvar Portugal???? Devem estar mais uma vez a “brincar” com os portugueses. E os partdidos de esquerda adoram fazer-se de maus, para depois fazerem tudo o que o kostinha quer… VERGONHA

RESPONDER

O Hawaii quer remover a sua "escadaria para o paraíso" - e a culpa é dos turistas

Em causa estão preocupações com a segurança e vandalismo, que têm aumentado com a explosão de popularidade da escadaria Ha‘ikū nas redes sociais. É caso para dizer que a Stairway to Heaven vai para o inferno …

Inventou o ZX Spectrum e mudou o mundo. Morreu Clive Sinclair

O empresário britânico e inventor do computador doméstico ZX Spectrum, Clive Sinclair, morreu hoje aos 81 anos na sua casa, em Londres (Reino Unido), devido a doença prolongada, informou a filha ao jornal “The Guardian”. Morreu …

Esta torre construída na Suécia não é gigante em altura, mas em sustentabilidade

Para além de ser feito de um material sustentável — fornecido por florestas locais com gestão consciente e transformado por uma serração nas proximidades, o Centro Cultural dispõe de múltiplas tecnologias que fazem dele mais …

Empresa canadiana debaixo de fogo por publicar anúncios de emprego destinados a não vacinados

Uma empresa de canoagem, sediada no Canadá, está debaixo de fogo depois de ter colocado anúncios de emprego destinados, exclusivamente, a pessoas não vacinadas contra a covid-19. "Por favor, NÃO se candidate se tiver tomado quaisquer …

Disparam ataques a jornalistas. Bruxelas insta países da UE a aumentar proteção

Os países da União Europeia (UE) foram instados por Bruxelas a tomar medidas para proteger os jornalistas, após um aumento no número de ataques a membros da imprensa. A Comissão Europeia exortou os governos a criarem …

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump iniciasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …