Alunos sem aulas em Beja porque o professor está de baixa

Os 16 alunos da escola do 1.º ciclo do ensino básico de Trigaches, no concelho de Beja, ainda não começaram as aulas, porque o professor está de baixa há sete meses e não foi substituído.

As aulas da única turma da escola, constituída por alunos do 1.º ao 4.º anos, deviam ter começado no dia 15 deste mês, o que não aconteceu, porque o professor “está de atestado desde o passado mês fevereiro” e ainda não foi substituído, disse à Lusa a mãe de um dos alunos, Patrícia Henriques.

“Sabiam que o professor estava de atestado e não o substituíram” para que as aulas pudessem ter começado no início do ano letivo, lamentou, referindo que a professora de apoio que substituiu o docente entre fevereiro e o fim do passado ano letivo “foi colocada noutra escola”.

Por isso, “não há professor de apoio” para o substituir e dar as aulas até ser colocado um outro docente, o que poderá “demorar algum tempo”, disse.

Trata-se de uma “situação ridícula, que não se admite, nem se justifica, porque há tantos professores no desemprego e estamos a falar de 16 crianças” de diferentes anos de escolaridade, mas que “vão estar todas na mesma sala só com um professor”, disse.

Os pais já falaram com o subdiretor do Agrupamento de Escolas n.º 1 de Beja, do qual faz parte a escola de Trigaches, que lhes disse ser “necessário esperar pela colocação de um novo professor“, o que vai “demorar algum tempo”, porque há procedimentos legais a cumprir.

“O certo é que as crianças não têm professor, nem aulas e estão a ficar atrasadas na matéria”, lamentou, frisando que os pais temem que se repita o que aconteceu no passado ano letivo com alguns alunos da escola, que “ficaram retidos no mesmo ano por não ter sido dada toda a matéria”.

Por outro lado, “já não há atividades de tempos livres e há pais que não têm com quem deixar os filhos”, disse Patrícia Henriques, cujo filho está matriculado no 1.º ano e vai começar a frequentar o ensino básico este ano letivo.

“Esta semana tenho com quem deixar o meu filho”, mas, se entretanto as aulas não começarem, “na próxima semana vou ter de deixar de trabalhar para ficar com ele”, disse.

Patrícia Henriques contou que um dos alunos que ficou retido no mesmo ano de escolaridade “já pediu à mãe para mudar de escola, porque não quer reprovar de ano outra vez”, devido ao atraso no início das aulas e na matéria.

Para denunciarem a situação e exigirem a colocação de um professor e o início das aulas, os pais e os alunos já protestaram à porta da escola e enviaram mensagens, através de correio eletrónico, ao Ministério da Educação e ao Presidente da República.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

ISCEM vai fechar em setembro. Alunos só foram avisados agora

O ISCEM – Instituto Superior de Comunicação Empresarial vai fechar antes do arranque do próximo ano letivo. A escola terá enviado cartas aos alunos, informando-os do encerramento. Depois de não ter sido acreditado institucionalmente pela Agência …

Zidane aponta à saída de Bale. "Se puder ir embora amanhã, melhor"

O futebolista galês Gareth Bale pode deixar o Real Madrid nos próximos dias, disse no sábado o treinador da equipa espanhola, Zinedine Zidane, que o deixou de fora na derrota por 3-1 com o Bayern …

Abel Xavier deixa seleção moçambicana de futebol

Abel Xavier deixa o cargo de selecionador moçambicano após falhar a qualificação para as últimas duas edições da Taça das Nações Africanas. O treinador Abel Xavier vai deixar o comando da seleção moçambicana de futebol, ao …

Quase 800 portugueses vão participar no maior encontro de escuteiros do mundo

Quase 800 jovens portugueses vão participar no 'World Scout Jamboree', o maior encontro de escuteiros do mundo, que vai acontecer nos Estados Unidos, entre 22 de julho e 2 de agosto, informou a Federação Escutista …

Rui Rio acusa PS de copiar propostas e ideias do PSD

Rui Rio acusa os socialistas de copiar as suas propostas na área fiscal e no apoio à natalidade. "Se não estão a copiar, então porque é que não o fizeram nestes quatro anos?", questionou. O presidente …

Nove em cada 10 idosos em tratamento médico sofrem de solidão

Cerca de 91% dos idosos seguidos nos cuidados de saúde primários revelam sentir algum grau de solidão, sendo que um terço reporta mesmo níveis graves, o que interfere com os cuidados, revela uma nova investigação. A …

Juros baixos vão permitir ao Estado poupar mil milhões de euros

A redução nas taxas de juro da dívida pública vai permitir ao Estado poupar, de 2016 até final de 2019, cerca de mil milhões de euros. Só em 2019, o país deverá poupar em juros …

Praia de Fukushima reabre ao público oito anos depois do acidente nuclear

Este fim de semana, e pela primeira vez depois da catástrofe nuclear de Fukushima-1, os japoneses puderam voltar a nadar numa das praias da cidade afetada pelo terramoto e tsunami de 2011. De acordo com o …

"Greve do dia 12 vai ter repercussões muito mais graves do que as do mês de abril"

O sindicato avisa que, além dos combustíveis, a próxima greve vai afetar também o abastecimento às grandes superfícies, à indústria e serviços. O Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) ameaça consequências mais graves para …

Desde que tomou posse, Bolsonaro faz uma afirmação falsa por dia

Bolsonaro prestou 2054 declarações falsas ou distorcidas nos primeiros 184 dias do seu mandato, concluiu o site digital Aos Fatos, dedicada à verificação do rigor das informações divulgadas pelos media do país. Esse resultado dá uma …