Há alunos do Superior à procura de explicadores que façam os seus exames online

Há estudantes do Ensino Superior que estão a oferecer-se para pagar a explicadores em troca de ajuda durante os exames online.

A denúncia foi feita pelo jornal Público, este domingo, que salienta que o problema já foi identificado pelos professores, embora até ao momento ainda não tenha sido detetado nenhum caso pelas instituições.

“Vou ter frequência de microeconomia no sábado. Precisava de saber se estaria disponível para me ajudar durante a frequência“. Esta foi uma das mensagens recebidas pelo explicador Filipe Antunes, que declinou a proposta: “Terei todo o gosto em ajudar a preparar a frequência, mas não a fazê-la.”

Em declarações ao matutino, o professor contou que não é a primeira vez que recusa uma oferta deste género. “Nem todos os contactos são completamente explícitos, mas quando eu respondo que estou disponível para ajudar a preparar o teste, não dão seguimento.”

Segundo o jornal, até mesmo professores receberam propostas semelhantes, para resolverem provas em áreas em que são especialistas.

Ao Público, Paulo Peixoto, investigador da Universidade de Coimbra, declarou que estas desconfianças em torno da avaliação à distância estão a ser responsáveis por um “ambiente muito pesado” no Ensino Superior, com professores que estão a ficar “verdadeiramente paranoicos”.

O clima está a contribuir para tornar as avaliações online “num verdadeiro inferno”, não só para os docentes, como também para os próprios alunos, acrescentou o investigador, contando que muitos professores estão a apertar as regras durante a realização dos exames e/ou a optar por fazer provas mais difíceis.

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior garantiu estar em contacto com as instituições para “articular as opções adequadas para realizar as avaliações previstas, de forma justa e imparcial” e relembrou que “os habituais mecanismos de combate à fraude estão operacionais, sendo dada especial ênfase aos instrumentos de controlo previstos para as avaliações realizadas de forma não presencial”.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Eu sou completamente contra os exames à distância! Se há explicadores que recusam ajudar os alunos a fazer os testes, outros há que os ajudam, e isso é tremendamente injusto para quem não tem qualquer ajuda.
    Criem-se condições de segurança e que todos os alunos sejam obrigados a fazer os exames de modo presencial.

  2. Já não bastava os alunos não respeitarem os professores porque sabem que passam de qualquer maneira porque o ministério assim o exige aos professores para fazer-mos boa figura lá fora, agora explicadores sem escrúpulos aceitarem isto enfim, a educação está cada vez melhor!

  3. Sou aluna do ensino superior, sendo a melhor da minha sala. Não é raro que façam-me essa oferta também…
    Obviamente os métodos de avaliação não estão adequados. Mais valia que as avaliações fossem contínuas, por meio de trabalhos e exercícios durante o semestre, e as provas fossem mais bem elaboradas já considerando que haverá consulta de qualquer forma. O professor manter o mesmo método de avaliação à distância é querer ser “enganado”… No final, quem mais perde são os alunos, que se iludem com boas notas de exame, quando não refletem em nada o conhecimento adquirido. Estão a formar que tipo de profissionais?

RESPONDER

Quem bebe café tem melhor controlo motor e maior nível de atenção, diz estudo

Um investigador da Universidade do Minho (UMinho) concluiu que consumidores de café têm melhor controlo motor, maiores níveis de atenção e alerta e que a cafeína tem "benefícios na aprendizagem e na memória", divulgou esta …

Pas de Deux cósmico. NASA mostra dois buracos negros a distorcer a luz à sua volta

A NASA publicou um vídeo em que mostra um par de buracos negros com milhões de vezes a massa do Sol que executam um pas de deux hipnótico. A visualização da NASA mostra como os buracos …

Inteligência Artificial recriou a voz de Einstein (e é possível fazer-lhe perguntas)

Graças à Inteligência Artificial, os fãs do Nobel da Física Albert Einstein podem agora "falar" com o físico alemão online. Segundo o site IFLScience, a ideia partiu das empresas Aflorithmic e UneeQ, sediadas no Reino Unido …

O SUV BZ4X lança o mote para a nova sub marca de elétricos da Toyota

A Toyota apresentou o primeiro modelo 100% elétrico da BZ, acrónimo de Beyond Zero (além do zero), sub marca da fabricante nipónica dedicada exclusivamente aos elétricos. O SUV BZ4X será o primeiro de uma ofensiva …

A "tele-escola" em 2006: Gisela conta como era

20 de abril de 2020: o regresso da escola à RTP, agora com a designação Estudo Em Casa. Um ano depois desse momento, cruzámo-nos com uma jovem que nasceu em 1994 e que ainda estudou …

O famoso consumo de chá de Jane Austen liga a escritora ao comércio de escravos

O consumo de chá de Jane Austen vai ser submetido a "interrogatório histórico" sobre as suas ligações à escravatura, de acordo com o diretor de um museu dedicado à autora inglesa. A casa da escritora na …

Júri declara ex-polícia Derek Chauvin culpado da morte de George Floyd

Os jurados do julgamento do ex-agente da polícia acusado do homicídio do afro-americano George Floyd chegaram a acordo sobre o veredito esta terça-feira. Derek Chauvin foi considerado culpado. A decisão dos jurados, reunidos desde segunda-feira num …

Lago "assassino" matou cerca de 1.800 pessoas em apenas alguns minutos (e a história pode repetir-se)

A noite de 21 de agosto de 1986 parecia ser igual a outra qualquer. Até que, por volta das 21h30, ouviu-se um barulho muito estranho no Lago Nyos, no noroeste dos Camarões. E em minutos, …

Nigéria. Youtube fecha canal de pastor que pretende "curar a homossexualidade"

O pastor nigeriano TB Joshua apelou aos seus seguidores a "rezarem pelo YouTube" e a não responderem através do ódio ao encerramento do seu canal naquela plataforma, onde colocou vídeos em que afirmava "curar a …

Esquemas de Wall Street alimentaram a crise de 2008. Está a voltar a acontecer o mesmo

Bancos têm erroneamente relatado dados de rendimento inflacionados que comprometem a integridade dos valores imobiliários resultantes. Foi há mais de 12 anos que foi anunciada a falência do Lehman Brothers, o quarto maior banco de investimento …