Aluna que publicou vídeo de lagarta em refeição escolar alvo de processo disciplinar

A aluna de uma escola de Braga que partilhou o vídeo de uma lagarta no prato de refeição servido na cantina está a ser alvo de um processo disciplinar, denunciou hoje a Associação de Pais da instituição.

Em declarações à Lusa, a presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica 2/3 André Soares, Dulce Campos, explicou que a mãe da estudante em causa foi chamada à escola para lhe ser comunicado que a filha seria alvo de um processo disciplinar, por ter partilhado um vídeo filmado no estabelecimento de ensino, o que será proibido pelo regulamento interno da instituição.

A Lusa tentou entrar em contacto com a direção da escola mas até ao momento não foi possível.

“A encarregada de educação da aluna que partilhou o vídeo na página pessoal do Facebook foi chamada à escola para a informarem que está a ser instaurado um processo disciplinar. Os contornos ainda não sabemos”, adiantou Dulce Campos.

A responsável disse esperar “que o desfecho seja positivo”, lembrando que está em causa “uma situação verdadeira, que toda a gente assumiu“, incluindo a direção da escola e a empresa que confeciona as refeições servidas na cantina.

“É verdade que o regulamento proíbe a divulgação, mas está em causa um bem maior. As denúncias e queixas sobre a qualidade das refeições têm sido muitas desde o início do ano, o que não é compreensível”, disse.

Na terça-feira começou a circular um vídeo na rede social Facebook que mostrava uma lagarta viva no prato de uma refeição servida na cantina da André Soares, uma situação que a direção da escola classificou como “reflexo” da “falta de funcionários” na empresa que ali serve refeições.

Num esclarecimento dirigido à Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola André Soares, publicado na página de Facebook daquela associação, a diretora da escola, Maria da Graça Moura, explicou que a falta de funcionários no serviço de refeições já foi denunciada e considerou que a empresa contratada pelo Ministério da Educação para servir as refeições escolares, a UNISELF, “deve rever os seus procedimentos”.

A situação da alface mal lavada é o reflexo da falta de funcionários que a empresa tem ao serviço do refeitório. Foi feita a devida chamada de atenção, o cuidado que se deve ter com a higiene dos alimentos”, aponta a diretora da escola no referido esclarecimento.

Segundo Maria da Graça Moura, “a empresa responsável, UNISELF, contratada pelo Ministério da Educação, deve rever os procedimentos no que respeita ao serviço de refeições – principalmente, deve colocar ao serviço o número de funcionários contratualizado, o que não acontece a maior parte dos dias”.

A direção da escola André Soares garantia ainda que iria continuar a “denunciar” a falta de funcionários que a empresa coloca na escola à hora das refeições.

“Esperamos que nunca mais se repita esta situação. É uma situação que nos entristece, pois é o nome André Soares que está em causa”, referiu a diretora da escola.

// Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Alvo de um processo disciplinar? – A aluna merece é o reconhecimento público, afirmado pela boca do ministro da educação, pela coragem que teve de denunciar publicamente, com provas irrefutáveis, uma situação susceptível de por em causa a saúde e a segurança alimentar de jovens indefesos. Aliás se, naquela escola, se enxergasse um bocadinho mais longe dever-se-ia saber já, por esta altura do “campeonato”, que naquelas situações em que estão em causa a saúde pública, a segurança das pessoas, o bem comum e a ordem pública, todos os regulamentos internos se suspendem automaticamente, passando a ser as autoridades nacionais quem superintende. Mas ainda que assim não fosse, existe uma lei fundamental chamada Constituição da República que outorga a todos os cidadãos o direito inalienável de petição e reclamação, que é um direito que não está sujeito a qualquer tutela, conhecimento prévio ou autorização para ser exercido. Ora o que a aluna fez não foi mais do que peticionar e reclamar publicamente com imagens o direito a uma refeição limpa, qualitativamente fiável e quantitativamente adequada, tanto mais que a situação de porcaria na comida já se vinha repetindo sem que medidas saneadoras do problema fossem tomadas. Chamavam a atenção da empresa de catering e “prontos”. Sabemos como interesses mesquinhos da mais diversa ordem se entrelaçam e como os prejudicados são os que não podem ou não sabem reivindicar e fazer prevalecer os seus legítimos direitos. Os pais, no caso do processo disciplinar ir para a frente, deveriam alertar o Ministério Público por perseguição e retaliação ao exercício de legítimos direitos da filha.

    • O texto é de quem anda habituado à barra e sabe muito bem do que fala. É esclarecedor e por isso a todos ajuda. Não é todos os dias que se lê disto. Só diria que, para além da queixa ao Ministério Público, quem merecia um processo disciplinar pela IGEC (inspecção geral da educação e ciência) era a “diretorinha” primeiro porque, à primeira vista, parece querer ser justiceira á margem do Conselho Geral, a quem compete fiscalizar as suas actividades e decisões, depois porque é manifestamente injusta num caso justíssimo de denúncia contra atentado flagrante à saúde pública que, por si só e de facto, suspende qualquer regulamento interno. Tratou-se de uma lagarta mas se fosse excremento humano ou de outro animal e se fosse o “projecto de directora” a detectá-lo no prato? Seria bom que as autoridades vissem este caso de perto, até para servir de jurisprudência em acréscimo à já existente. E que demitissem quem deve ser imediatamente demitida.

RESPONDER

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …

Ford está a reciclar palha de café do McDonald's. Quer transformá-la em peças de carro

https://vimeo.com/377768195 A Ford está a fabricar peças de carro através de palha de café reciclada do McDonald's. A iniciativa contribui para a redução da pegada ecológica e do desperdício alimentar. O combate às alterações climáticas cabe um …

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …