Aluna dos Salesianos investigada por fuga de informação no exame de Português

USP Imagens

-

A Inspecção-Geral da Educação e Ciência (IGEC) está a investigar uma aluna do Colégio Salesianos de Lisboa, suspeitando que foi a autora da gravação que indicia uma alegada fuga de informação da matéria que ia sair no exame nacional de Português do 12.º ano.

O Expresso assegura que inspectores da IGEC estiveram no Colégio Salesianos, em Lisboa, suspeitando que a gravação que circulou pela Internet, nos dias anteriores ao exame nacional de Português do 12.º ano, foi feita por uma aluna desta escola privada.

A intenção do IGEC é confirmar se de facto houve uma fuga de informação e se sim, de onde é que esta partiu. Em causa está o crime de violação de segredo que pode culminar com pena de prisão até três anos e/ou a expulsão da administração pública, conforme nota o Expresso.

Vários alunos dos Salesianos revelaram ao semanário ter recebido a gravação através do WhatsApp, “pelo menos dois dias antes da prova”. “Alguns alunos identificam uma colega da escola como a autora do ficheiro áudio“, refere ainda o jornal.

Os inspectores do IGEC já falaram com o professor que denunciou o caso, Miguel Bagorro, da Escola Secundária Luísa de Gusmão, em Lisboa, que diz ao Expresso que, na segunda-feira, quando viu o que saiu na prova ficou “estupefacto”.

“O que foi dito na gravação foi exactamente o que saiu”, nota Bagorro, realçando que, “logo nesse dia”, escreveu “uma denúncia ao Ministério da Educação”.

“Não passa pela cabeça de ninguém que seja possível, por coincidência, acertar nas três coisas. É óbvio que houve uma fuga“, conclui este professor.

Primeira fuga em 21 anos de exames nacionais

O jornal lembra que “a guarda, distribuição e recolha dos enunciados” dos exames nacionais é “a maior operação de segurança anualmente realizada em Portugal, mobilizando grande parte do efectivo da PSP e da GNR”.

Em 21 anos de realização, e a confirmar-se a suspeita, esta é “a primeira fuga de informação na história dos exames nacionais”, acrescenta o Expresso.

O exame nacional de Português pode assim acabar por ser anulado, caso se confirme a fuga, forçando todos os alunos a repeti-lo.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Como é que uma aluna de um colégio privado tem acesso ao enunciado do teste? Tem algum familiar envolvido no processo de elaboração/logística do enunciado do exame, provavelmente.

    • A aluna diz que foi a explicadora que lhe disse o que estudar.
      Coincidência ou não a explicadora é professora e presidente de um sindicato (de professores presume-se).
      Está na gravação.

  2. “… forçando todos os alunos a repeti-lo” Não concordo! paga o justo pelo pecador? O exame deve ser anulado sim! A nota do ciclo de estudos deve ser considerada como nota final e os alunos que quiserem repetir a prova, fá-lo-ão em data exequível. Assim parece-me mais justo pois não pomos mais pressão sobre os alunos
    que não beneficiaram com a esta lamentável e inaceitável situação.

  3. «Em 21 anos de realização, e a confirmar-se a suspeita, esta é “a primeira fuga de informação na história dos exames nacionais”, acrescenta o Expresso.» Será que ainda há alguém que acredita nesta afirmação? Com este tipo de jornalismo reativo, em vez pro-ativo, não vamos a lado nenhum.

RESPONDER

Perda de habitat pode aumentar doenças que passam de animais para humanos, prevê ONU

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que podem surgir mais doenças que passam de animais para humanos, como a covid-19, à medida que os habitats são devastados pela exploração da vida …

Rússia ameaça retaliar face às sanções "hostis" do Reino Unido

A Rússia ameaçou responder às sanções "hostis" anunciadas por Londres contra 59 pessoas e entidades, 25 delas russas. A Rússia vai responder às sanções "hostis" anunciadas pelo Governo britânico contra 49 pessoas e organizações, 25 das …

Ministério dispensa quase todos os alunos da renovação de matrículas (após ataques informáticos e o desespero dos pais)

As matrículas online são agora obrigatórias apenas para os alunos que no próximo ano lectivo vão iniciar os 5.º, 7.º e 10.º anos de escolaridade. O anúncio é feito pelo Ministério da Educação depois das …

"Estavam prontos para bater". Atleta Ricardo dos Santos vai processar polícia londrina

O atleta português Ricardo dos Santos disse na segunda-feira que não demorou mais de 20 segundos a parar o carro, quando lhe foi pedido pelas autoridades em Londres, e garantiu que vai processar a polícia …

Motorista de autocarro em morte cerebral depois de agressões de passageiros em França

Um motorista de autocarro foi declarado em morte cerebral esta segunda-feira, em França, depois de ter sido agredido no domingo por passageiros a quem recusou a entrada no transporte público. No domingo à noite, um motorista …

Erro de laboratório origina 20 casos em dois clubes da Liga búlgara

Vinte pessoas estão infetadas com o novo coronavírus, após um futebolista com covid-19 ter participado no duelo entre o Cherno More e o Tsarko Selo, da Liga búlgara, devido ao erro de um laboratório, foi …

Soleimani foi assassinado de forma "ilegal e arbitrária", considera perita da ONU

A relatora especial da ONU, Agnes Callamard, considera que os Estados Unidos não apresentaram provas suficientes para justificar o ataque. Uma especialista da ONU concluiu que o general iraniano Qasem Soleimani, morto num raide norte-americano …

Bolsonaro infetado com covid-19

A imprensa brasileira confirmou, esta terça-feira, que o Presidente Jair Bolsonaro está infetado com covid-19. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, testou positivo à covid-19. De acordo com a Globo, a informação foi avançada pelo próprio, …

Costa avisa que vem aí a "fase mais crítica" dos incêndios e pede prevenção

O primeiro-ministro participou numa reunião de acompanhamento e monitorização sobre prevenção e combate a fogos florestais e advertiu, esta terça-feira, que Portugal entra agora na fase mais crítica. Esta terça-feira, o primeiro-ministro advertiu que Portugal entra …

"Fracasso" no combate à covid-19. Diretora de Saúde de Israel demite-se

Siegal Sadetzki, diretora dos serviços públicos do Ministério da Saúde de Israel, denunciou o "fracasso" das autoridades em retardar a propagação da covid-19 no país, apresentando a sua demissão. Uma responsável do Ministério da Saúde de …