Aluna agredida à porta de escola e ninguém fez (nem pode fazer) nada

As imagens de uma estudante a agredir outra aluna à porta da Escola Secundária de Palmela, em Setúbal, estão a circular pela Internet há dias. No entanto, nem a instituição de ensino, nem a GNR tomaram qualquer medida, aguardando que os pais apresentem queixa.

O vídeo, que é divulgado pelo Correio da Manhã, mostra uma aluna a agredir outra, junto à Escola Secundária de Palmela, com palmadas na cabeça e bofetadas, perante a passividade de outros estudantes que se encontram no local.

Nas imagens, é possível perceber que várias outras alunas insultam a vítima e não há indícios do aparecimento de qualquer funcionário da escola, assumindo-se que estariam provavelmente, no interior do estabelecimento, a uma hora de entrada ou saída de estudantes.

A directora do agrupamento de que faz parte a escola, Ana Serra, disse ao CM que já foram identificadas “algumas alunas” e que também já foi reportado o caso à GNR.

Mas “só os encarregados de educação é que podem fazer queixa por ser fora da escola”, adianta esta responsável, alegando que foi isso que a GNR disse ao agrupamento.

Não é possível apurar quando ocorreram as agressões, mas o CM garante que se terão verificado neste ano lectivo.

Entretanto, foi criada uma petição que apela ao Presidente da República, ao ministro da Educação e à directora do agrupamento de escolas para que os envolvidos nas agressões sejam responsabilizados e designadamente suspensos, e também obrigados a virem a público pedir desculpas.

Na petição que até ao momento da redacção deste artigo tinha sido assinada por apenas 7 pessoas, fica ainda a sugestão para que os culpados sejam castigados a fazer “serviço à comunidade”, como por exemplo, “lavar ruas ou limpar casas de banho em alternativa a uma coima”.

ZAP

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Ora bem, vamos ver se nos entendemos! Se há violência doméstica é crime público (e MUITO BEM), não sendo necessário ninguém apresentar queixa! Um enxerto de tareia em frente a uma escola na via pública será crime privado??? Com TANTA testetmunha é preciso os pais apresentarem queixa? Estamos a brincar?
    Eu sei que neste país muita, mas mesmo muita coisa parece uma brincadeira, mas há limites! E o ensino é um caso paradigmático de indisciplina, que me leva a pensar que além das matérias escolares (que não aprendem…) é mais uma escola de delinquência!
    É lamentável observar o espectáculo à porta de certos liceus (eu sei que agora se chamam escolas secundárias, mas estou-me nas tintas). Já vi drogarem-se, baterem-se, agredirem-se verbalmente com um vocabulário capaz de fazer corar um marinheiro (não sei é se os marinheiros de hoje ainda coram, mas também não interessa nada), emitirem todos os possíveis gases humanos pelas 2 vias habituais, sentarem-se em cima de carros e amolgá-los, etc, etc, etc.
    O que me chateia, e muito, é que um dia esta gente vai mandar no país! Espero já cá não estar mas se estiver espero ainda ter forças para lhes pregar uns bons pares de galhetas que foi o que lhes faltou em casa!
    E a associar a isto, a total perda de autoridade dos professores, de exclusiva responsabilidade poilítica, deu no que deu! E os cretinos de muitos pais, por dá cá uma palha, fazem queixa do professor quando em casa os exemplos que dão devem ser lamentáveis, caso contrário os filhos não seriam os alarves que são!
    Nunca concordei com o regime militar do ensino pré 25 de Abril, aliás nunca concordei com nada que se passava antes da revolução, mas infelizmente nunca ninguém ensinou ao “povo” o significado das palavras liberdade, cidadania, respeito, direitos e deveres. etc. Por isso deu no que deu! Agora aturem-nos!…

    • O que se passa fora da Escola é o mesmo que se passa dentro da Escola, com a diferença que estes alunos não têm respeito a ninguém. Concordo inteiramente com o seu desabafo. Caminhamos para o caos onde já nem crianças e adolescentes têm respeito pelo adultos.

  2. Este pais vai de mal a pior, as pessoas roubam matam, fazem bullying, agridem-se umas ás outras, maltrstam animais e nada se faz, como se não houvesse leis ou justiça, como sevfosse uma república das bananas.

  3. Se se passou nas imediações da Escola esta tem que tomar providências. Punir alunos infractores e participar às autoridades. O crime agora passou a ser público.

  4. Entre liberdade e segurança e excluindo a parte politica que na prática pouco interessa para a grande maioria das pessoas, quem viveu já dois regimes políticos creio que não teria hoje quaisquer dúvidas em escolher no qual preferiria viver, hoje há liberdade para tudo e esse tudo parece ser do pior que o ser humano poderá dar ou transmitir ao outro.

    • A decadência anunciada em título não “acontece”, fabrica-se. É só escolher: novelas, jogos vídeo, filmes, telejornais (com ou sem bolinha). A apologia do desregramento e dos “direitos” seja ao que for. Sem limites. Com limites seria de certeza extrema-direita. E homofóbico. E xenófobo. E tudo-e-mais-algumacoisa-fóbico. É uma cartilha mundial, a que têm escapado alguns regimes totalitários do espírito. Nomeadamente o islão. Que apesar de dentro de portas ser frequentemente o contrário do que se anuncia, pode aparecer assim como uma espécie de “salvador da moralidade”. Uf, que fartos que nos estavamos da decadência criada pela sociedade laica ! Poizé, muito tempo foi dedicado por cabeças muuuuito bem pagas para engendrar o futuro da humanidade. Cá vamos, de empurrãzinho em empurrãozinho em direção ao cercado. Não dá para vislumbrar a big picture. É só pra muito poucos. Os que de nós são amamentados diariamente pela tv estamos totalmente cegos e achamos que sabemos muito. Não sabemos quase nada. A nossa “sabedoria” foi pré-programada. Somos espécie de maridos cornudos e nada mais. Querem alterar o comportamento de sucessivas gerações “falhadas”? Tratem de obter o poder. Conquistar (e desfazer) a máquina dos partidos. Ou prescindir deles para sempre como fonte de podridão. Eles são apenas um jogo de aparências. São tão autênticos como o “wresting” na tv. Mas é tarde. Os dados estão lançados. A igreja foi invertida por dentro e tem 2 papas ao mesmo tempo. E glorificará os invertidos. Quem se inverter será “salvo”. Por isso só se assistirá a inversões durante muito tempo, não se sabe quantas gerações. Um bastião da moralidade confundirá totalmente os seus fiéis com os seus recados cada vez mais estranhos. Por isso os partidos podem fazer de tudo e o seu contrário e tudo será “normal”. Não existe anormalidade, a não ser quando falamos dos valores “passados”. Isso é que não! Isso é pior que 3487658 sacrilégios ao mesmo tempo.

  5. Sou pai de duas filhas e quando leio uma notícia destas até fico a tremer…
    Fico surpreendido quando leio que é necessário apresentar queixa para que alguém faça algo numa situação destas…
    “QUE VERGONHA”
    A quem estava olhar desejo, que um dia, passem pela mesma situação, a de vítima… A todos os “responsáveis” que nada fazem e apenas “passam a bola” desejo que um dia sejam também vítimas, adorava ver a todos os que não ajudaram esta menina quando ela mais precisava a sofrer o dobro do que ela sofreu naquele momento…

  6. Aplique-se o seguinte:

    Façam uma lei em que o primeiro castigo em situações destas ou parecidas seja para menores ou não, fosse:
    – um ano de trabalho comunitário(mas dos mais duros) + um curso profissionalizante com unidades curriculares de conduta + um pedido de desculpa público…

    Caso o condenado não aprove ao curso e/ou não desenvolva o trabalho corretamente e/ou não peça desculpa, segue para pena de prisão entre 1 semana e 1 mês dependendo da idade e da gravidade da situação…

    Acreditem, 99% dos casos eram resolvidos… e outros 99% nunca chegariam a existir…

  7. Ao senhor do primeiro comentário, estou inteiramente de acordo, só que não foi só ao povo que não se ensinou essas quatro palavras mas também às autoridades, ao estado e ao sistema judicial. A partir do momento que o próprio estado quer os nossos deveres, exige com ultimatos e possíveis coimas e não nos dá os nossos direitos, está tudo dito. A liberdade que temos é uma liberdade baseada no medo, na medida em que, se ajudar-mos alguém neste tipo de acontecimentos, estamos sujeitos a um cargo de trabalhos, porque estamos sujeitos a insultos, a chatices e se isso for para tribunal estamos sujeitos a arranjar problemas visto que o sistema judicial não é lá grande coisa…

  8. Se estes alunos fizessem isto a um animal lá estariam, e bem, as autoridades para identificarem e punirem… como se trata de um animal de 2 patas nada acontece…chamassem eles nomes a um deputado e logo estariam a contas com a justiça!

Enfermeiros garantem voltar à luta com os 200 mil que sobraram do crowdfunding

Os enfermeiros, que no ano passado iniciaram o "Movimento Greve Cirúrgica", pretendem voltar às ações de protestos com os cerca de 200 mil euros que restaram da campanha de crowdfunding. A intenção é revelada por …

OCDE: Nova crise pode tirar metade do rendimento às famílias portuguesas

Uma nova crise económica e financeira a nível global pode ter efeitos dramáticos para as famílias portuguesas, levando à perda de metade dos seus rendimentos. Esta é a previsão da Organização para a Cooperação e …

O cofre da rica mãe, heranças às dúzias e a vida "sem luxos". O que Sócrates disse a Ivo Rosa

Foram cerca de 20 horas de interrogatório no âmbito da Operação Marquês, em que José Sócrates manteve, perante o juiz Ivo Rosa, a versão de que as avultadas quantias de dinheiro que gastou nos últimos …

Associados podem ser chamados a resolver "buraco" do Montepio

Os cerca de 630 mil associados e pensionistas da Associação Mutualista Montepio Geral correm o risco de virem a ser chamados para resolver as perdas da instituição financeira, escreve o jornal Público. De acordo com o …

Bolívia divulga vídeo que sugere que Morales incitou bloqueios à entrada de alimentos

Arturo Murillo, ministro do Governo da Bolívia, divulgou na manhã de quarta-feira um vídeo que sugere que o antigo presidente do país, Evo Morales, incitou os bloqueios à entrada de alimentos que fragiliza o país. Os …

Christine Lagarde foi conselheira de duas empresas sediadas em paraísos fiscais

Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu (BCE) desde outubro, foi conselheira de duas filiais da empresa de advocacia Baker & McKenzie (BM) entre 2003 e 2005, ambas sediadas em países considerados à data paraísos …

Provas contra Trump "são claras". "Ele usou o cargo para fins pessoais", diz Nancy Pelosi

A presidente da Câmara dos Representantes e líder da maioria democrata na câmara norte-americana, Nancy Pelosi, declarou na quinta-feira que considera já haver provas suficientes para afirmar que o Presidente deve ser destituído. Contudo, segundo avançou …

Benfica tem seis jogadores de malas feitas. Um deles chegou em julho

Há seis jogadores que poderão estar de saída do emblema da Luz, sendo que um deles, Caio Lucas, chegou em julho ao clube. O agente de Samaris já veio negar a saída do seu cliente. Bruno …

"Poderia juntar-se a Mourinho". Bale criticado por comportamento "infantil"

A atitude do internacional galês Gareth Bale continua a render críticas. Desta vez foi o antigo presidente do Real Madrdi Rámon Calderón, que considerou o comportamento do futebolista infantil. Em causa esta a atitude do …

Norte quer fundos de Bruxelas para ligação ao TGV espanhol

Pela primeira vez, a região norte do país antecipou a lista de prioridades para os fundos europeus, escreve o Jornal de Notícias, que dá conta uma das propostas passa por usar os fundos de Bruxelas …