Governo quer alterar mapa dos tribunais. Juízes contestam

Manuel de Sousa / Wikimedia

Palácio da Justiça / Tribunal da Relação do Porto

O Ministério da Justiça fez uma reavaliação do mapa judicial, mas a maioria dos magistrados que dirigem as 23 comarcas judiciais do país contestam as medidas.

Depois de ter reaberto 20 tribunais em 2016 que tinham sido encerrados pelo Governo de Passos Coelho, o Ministério da Justiça propõe agora alterações por todo o país à forma como estes estão organizados.

Segundo o Público, o Ministério da Justiça encomendou um estudo com uma proposta de novo mapa judiciário que já foi enviado para o Parlamento. Este estudo sugere algumas alterações menores, como a transferência de competências de uns tribunais para os outros dentro da mesma comarca, por exemplo.

Há algumas alterações, contudo, que estão a preocupar os magistrados, como o caso da criação de um tribunal de comércio em Lagoa, no Algarve, com abertura prevista para setembro. No entanto, o jornal frisa que a maioria dos juízes que dirigem as 23 comarcas judiciais do país não conhecem o documento de 400 páginas.

A maioria das medidas relaciona-se com a distribuição de competências entre os vários tribunais e esse é o caso da proposta de realização de julgamentos de processos cíveis em tribunais de proximidade, numa tentativa de aproximar tribunais e populações, já que “não afetará a capacidade de resposta do atual sistema nem acarretará custos relevantes”.

Outra das propostas relaciona-se com o facto de alguns juízes poderem ficar afetos não apenas a um único tribunal, mas sim a dois. O jornal aponta como exemplo o caso de Amarante: no próximo concurso, os juízes que se candidatarem a esse juízo local cível terão de trabalhar também nos processos de Felgueiras.

Ana Mafalda Santos, que governa a única comarca que não foi contemplada com qualquer tipo de alteração, lamenta que neste estudo a comarca de Portalegre se mantenha apenas com jurisdição do trabalho. “Esta comarca ficou um bocadinho esquecida. Aqui a reforma parou”, disse ao jornal.

Também José Lúcio, do distrito de Beja, está descontente. “Brincar com a organização da Justiça traz problemas terríveis”, avisou, queixando-se da falta de funcionários judiciais e condições materiais.

A comarca de Lisboa Norte queixa-se do facto de o estudo ter chegado primeiro ao Parlamento do que às Comarcas. Coimbra questiona os critérios utilizados na elaboração do documento.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O poder político quer “pôr as mãos” no poder judicial, por motivos óbvios!!!!!

    (se alguma vez o conseguir, então é que vai ser o descalabre! será o deboche total… )

RESPONDER

Franceses não dão tréguas. Greves podem durar até ao Natal

As mobilizações em França contra a reforma dos sistema de pensões, que paralisam vários setores mas sobretudo os transportes públicos, entraram no seu nono dia esta sexta-feira e podem continuar até ao Natal. Os sindicatos de …

Treinadores portugueses dominam provas europeias. Vão 9 a sorteio

Nove treinadores portugueses vão continuar das provas europeias, que incluem a Liga Europa e a Liga dos Campeões. Ao todo, seguem nas competições 48 clubes, que vão ver o seu futuro decidido no sorteio da …

Aumentos da Função Pública. Frente Comum abandona negociações com o Governo (e já pensa em formas de luta)

A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública abandonou as negociações com o Governo sobre as medidas a incluir no próximo Orçamento do Estado, indignada com os aumentos salariais de 0,3% propostos pelo Executivo. Segundo relatou …

Alphonso Davies. De um refugiado no Gana a um dos maiores prodígios da Baviera

Alphonso Davies é um dos maiores talentos do futebol mundial na atualidade. O jogador nasceu num campo de refugiados no Gana e brilha agora nos relvados de Munique. Nascido já no novo milénio, Alphonso Davies é …

Bruxelas deverá aceitar redução do IVA da luz por escalões de consumo

A intenção do Governo de aplicar uma redução do IVA da eletricidade por escalões de consumo deverá ter o aval da Comissão Europeia. A notícia é avançado pelo Jornal de Negócios, que recorda que, em abril, …

Diretora da RTP boicotou investigação do "Sexta às 9" a instituto onde deu aulas

A diretora da RTP Maria Flor Pedroso confessou ter informado a diretora de uma instituição de ensino sobre uma investigação que estava a ser feita pela equipa do programa "Sexta às 9". Há uma nova polémica …

Bruno Lage renova com o Benfica até 2024

O treinador do Benfica, Bruno Lage, renovou o contrato até 2024, anunciou hoje o clube campeão português de futebol, no seu site oficial. Bruno Lage, de 43 anos, assumiu o comando da equipa principal do Benfica …

Autonomia para a contratação nos hospitais continua a depender de Centeno

Os hospitais já não precisam de autorização do Ministério das Finanças para substituir os profissionais de saúde. Porém, se quiserem ter total autonomia, continuam a precisar da aprovação do ministério tutelado por Mário Centeno. Na quarta-feira, …

Portugal garante duas entradas diretas na Champions de 2021/22

Portugal assegurou esta quinta-feira que vai terminar a época 2019/20 no 'top 6' do ranking de clubes de UEFA, garantindo duas entradas diretas, mais uma equipa na terceira pré-eliminatória, na Liga dos Campeões de futebol …

EDP processa Estado e reclama 717 milhões de euros

A EDP está a processar o Estado português, exigindo uma compensação de 717 milhões de euros devido ao antigo fundo de hidraulicidade. O Governo recusa essa hipótese. A EDP avançou com um processo contra o Estado …