Alterações climáticas podem trazer à Europa um milhão de migrantes por ano

As alterações climáticas vão provocar um aumento significativo do número de migrantes que chegam anualmente à Europa, segundo um estudo da Universidade de Columbia.

Segundo um estudo realizado pela Universidade de Columbia, em Nova Iorque, publicado na revista Science, o número de migrantes que procuram asilo na Europa vai triplicar até 2100, caso as tendências climáticas se mantenham.

Bob Ward, diretor de comunicação e políticas do Instituto de Pesquisa de Grantham das Alterações Climáticas e Ambiente, na London School of Economics and Political Science, disse ao The Guardian que este estudo “demonstra os impactos que a Europa vai sofrer com as alterações climáticas”.

De acordo com o Expresso, mesmo que os esforços para controlar o aquecimento global se mantenham e sejam bem sucedidos, o número de solicitações de asilo pode aumentar até 25%.

“Sabemos pela história da humanidade que tamanhas migrações geralmente levam a conflitos e guerras com consequências devastadoras”, adverte Ward.

O estudo prevê que as alterações climáticas se traduzam em mais secas, vagas de calor, cheias, tempestades intensas, aumento do nível médio das águas do mar e outras situações extremas. Estes efeitos vão dificultar a agricultura, nomeadamente na África subsariana e em partes da Ásia.

Os efeitos serão também sentidos na Europa. No entanto, as suas temperaturas bases, que são mais baixas, e as avançadas infraestruturas fazem com que os estragos possam ser controlados, tornando-se um destino atrativo para os migrantes.

Segundo as comparações realizadas pelos autores do estudo, há uma correlação entre a meteorologia e o número de pedidos de asilo. Em países com temperatura média de 20º, por exemplo, verificou-se um número elevado de candidaturas a migração, do que em outros países com temperaturas médias mais baixas.

Como avança o Expresso, a migração para a Europa aumentou significativamente nos últimos dez anos. As causas principais foram a guerra na Síria, as crises na África do Norte e no Médio Oriente e a a vaga crescente de jovens provenientes da África e do Médio Oriente em busca de oportunidades económicas.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Escorraçaram-nos de lá agora vêm ter connosco, os alunos de Moscovo que tomaram conta do poder por essas paragens também devem ter soluções para resolver a situação e manter o povo com um mínimo de dignidade segundo as promessas que fizeram.

  2. Uns falam em aquecimento global outros falam em “mini era do gelo”…
    Acho que estes cientistas não fazem puto ideia do que falam…
    Enfim. Vivam cada dia com alegria e aproveitem sempre o momento presente!

RESPONDER

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …