Há um novo alerta de bolha especulativa no imobiliário em Portugal

Depois dos avisos do Banco de Portugal e do FMI, é a vez do Instituto Alemão de Investigação Económica (DIW) alertar que se está neste momento a criar uma bolha especulativa nos preços do imobiliário em Portugal.

Um estudo, publicado na semana passada pelo Instituto Alemão de Investigação Económica (DIW), procura avaliar se, 10 anos após a declaração de falência do Lehman Brothers (considerado o momento fulcral para a crise provocada pelo rebentamento da bolha imobiliária nos Estados Unidos), se está novamente a assistir a uma subida dos preços dos imóveis capazes de vir a provocar desequilíbrios nos mercados.

Após os avisos do Banco de Portugal (BdP) e do Fundo Monetário Internacional (FMI), é a vez do alerta deste instituto, cuja análise se baseou nos dados da OCDE para vários países industrializados e usa a relação entre o valor das rendas e o preço dos imóveis como indicador base para avaliar se existe, ou não, uma bolha especulativa.

Além disso, os economistas do DIW levam também em conta outros indicadores como o nível das taxas de juro, o crescimento da economia ou o crescimento da população, para os quais existem correlações históricas significativas com a ocorrência de bolhas especulativas imobiliárias.

No que diz respeito a Portugal, os autores identificam a criação de uma bolha especulativa, fenómeno que se começou a sentir em 2016 e permaneceu no ano seguinte. Isto significa que se tem vindo a assistir a uma subida de preços dos ativos imobiliários que não é justificada por um aumento proporcional dos rendimentos que se poderia retirar das rendas.

Por outras palavras, explica o jornal Público na edição desta quarta-feira, se alguém está disposto a pagar preços mais elevados, está, então, a especular face a futuros aumentos de renda ou valor dos imóveis. Este cenário está a fazer-se sentir não só em Portugal como também nos Estados Unidos, na Alemanha, no Reino Unido ou na Suécia.

No estudo, Portugal surge entre os países em que as bolhas imobiliárias têm sido, nas últimas décadas, “acontecimentos relativamente raros“. Além deste, o nosso país teve apenas outro período de formação de uma bolha especulativa entre 1998 e 2001.

O diário aponta que entre a anterior bolha especulativa e a bolha atualmente detetada, existem muitas diferenças na forma como ambas foram criadas. Enquanto que no passado o aumento de preços resultou essencialmente de um aumento da procura relacionado com o acesso ao crédito para compra de habitação, agora esse fator explica apenas uma parte daquilo que está a acontecer.

A atual subida dos preços está relacionada com um aumento da procura por parte de investidores, quer nacionais quer internacionais, que procuram aproveitar o aumento exponencial do número de turistas a utilizarem o alojamento local, aponta o estudo alemão.

Além disso, as políticas públicas contribuíram também para aumentar a procura de imóveis. Exemplo disso é a entrega de vistos gold a estrangeiros que invistam no imobiliário ou a criação de um regime fiscal favorável para os residentes não-habituais.

É também devido a estes fatores que as subidas de preços são mais fortes nos centros urbanos – em particular, Lisboa e Porto – e, mesmo dentro de uma cidade, em determinadas áreas que são mais atraentes para os investidores estrangeiros e mais adaptadas ao negócio do alojamento local.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Quando o Banco de Portugal avisa não ha problema. isto é um serviço que prestam aos grandes grupos Económicos isto é só para prejudicar os negociozitos do povo .Algum dia o Banco de Portugal serviu de aviso Nunca .Sempre a enganar o povo.

  2. Na verdade os portugueses parecem ser mesmo atraídos pela especulação, toda a gente se queixa dos governantes e com alguma razão mas sempre que qualquer um os possa emitar na ganância e especulação não exita em fazê-lo, depois de levarem a situação ao caos vêm bradar as céus de que estão a ser vítimas de injustiça e essa situação não irá tardar basta começarem a afugentar os turistas de cá o que já vai acontecendo.

  3. Impossível receber resultado de simulação ou pedido. Volta à ” casa de partida” . Poderá ser problema do meu telemóvel.

  4. Quando o Cavaco um dia disse que os parolos andavam a comprar gato por lebre, todos lhe caíram em cima. Agora mais uma bolha…??? talvez seja mais algum robles que esteja a aparecer…! Hheheheh

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …

Governo diz que prejuízo da TAP "não foi um desvio qualquer" e que já devia ter tido lucro em 2018 e 2019

O ministro das Infraestruturas disse, esta sexta-feira, que o orçamento que a comissão executiva da TAP apresentou ao Conselho de Administração para 2018 e 2019 previa lucro e que o prejuízo de 105,6 milhões "não …

João Lourenço duplica valor de subsídio de antigos Presidentes de Angola

O Presidente angolano, João Lourenço, duplicou o valor do subsídio de fim de mandato pago a antigos chefes de Estado, mas cortou outras regalias, nomeadamente a nível da segurança e quadro de pessoal. O decreto-presidencial 32/20, …

FC Porto castigado com um jogo à porta fechada

O FC Porto foi punido com um jogo à porta fechada, esta sexta-feira, devido a "um ato de ofensa corporal a agente desportivo" na final da Taça de Portugal. A punição aplicada pelo Conselho de Disciplina …

Cientistas condenam teorias da conspiração sobre a origem do surto do coronavírus

Um grupo de 27 cientistas da área de saúde pública condenou, através de um comunicado, o fluxo de histórias e um artigo científico que sigerem que um laboratório em Wuhan, na China, pode ser a …

Saída de juíza dita repetição da fase de instrução do caso Hells Angels

A saída do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) da juíza que dirigiu cerca de 40 sessões da instrução do caso Hells Angels vai obrigar à repetição desta fase, revelou à Lusa fonte ligada ao …

Conselho Europeu termina sem acordo sobre Orçamento

O Conselho Europeu extraordinário em Bruxelas consagrado ao orçamento plurianual da União para 2021-2027 terminou, esta sexta-feira, sem acordo. O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, lamentou este desfecho e sublinhou que os líderes dos 27 Estados-membros …