Há um novo alerta de bolha especulativa no imobiliário em Portugal

Depois dos avisos do Banco de Portugal e do FMI, é a vez do Instituto Alemão de Investigação Económica (DIW) alertar que se está neste momento a criar uma bolha especulativa nos preços do imobiliário em Portugal.

Um estudo, publicado na semana passada pelo Instituto Alemão de Investigação Económica (DIW), procura avaliar se, 10 anos após a declaração de falência do Lehman Brothers (considerado o momento fulcral para a crise provocada pelo rebentamento da bolha imobiliária nos Estados Unidos), se está novamente a assistir a uma subida dos preços dos imóveis capazes de vir a provocar desequilíbrios nos mercados.

Após os avisos do Banco de Portugal (BdP) e do Fundo Monetário Internacional (FMI), é a vez do alerta deste instituto, cuja análise se baseou nos dados da OCDE para vários países industrializados e usa a relação entre o valor das rendas e o preço dos imóveis como indicador base para avaliar se existe, ou não, uma bolha especulativa.

Além disso, os economistas do DIW levam também em conta outros indicadores como o nível das taxas de juro, o crescimento da economia ou o crescimento da população, para os quais existem correlações históricas significativas com a ocorrência de bolhas especulativas imobiliárias.

No que diz respeito a Portugal, os autores identificam a criação de uma bolha especulativa, fenómeno que se começou a sentir em 2016 e permaneceu no ano seguinte. Isto significa que se tem vindo a assistir a uma subida de preços dos ativos imobiliários que não é justificada por um aumento proporcional dos rendimentos que se poderia retirar das rendas.

Por outras palavras, explica o jornal Público na edição desta quarta-feira, se alguém está disposto a pagar preços mais elevados, está, então, a especular face a futuros aumentos de renda ou valor dos imóveis. Este cenário está a fazer-se sentir não só em Portugal como também nos Estados Unidos, na Alemanha, no Reino Unido ou na Suécia.

No estudo, Portugal surge entre os países em que as bolhas imobiliárias têm sido, nas últimas décadas, “acontecimentos relativamente raros“. Além deste, o nosso país teve apenas outro período de formação de uma bolha especulativa entre 1998 e 2001.

O diário aponta que entre a anterior bolha especulativa e a bolha atualmente detetada, existem muitas diferenças na forma como ambas foram criadas. Enquanto que no passado o aumento de preços resultou essencialmente de um aumento da procura relacionado com o acesso ao crédito para compra de habitação, agora esse fator explica apenas uma parte daquilo que está a acontecer.

A atual subida dos preços está relacionada com um aumento da procura por parte de investidores, quer nacionais quer internacionais, que procuram aproveitar o aumento exponencial do número de turistas a utilizarem o alojamento local, aponta o estudo alemão.

Além disso, as políticas públicas contribuíram também para aumentar a procura de imóveis. Exemplo disso é a entrega de vistos gold a estrangeiros que invistam no imobiliário ou a criação de um regime fiscal favorável para os residentes não-habituais.

É também devido a estes fatores que as subidas de preços são mais fortes nos centros urbanos – em particular, Lisboa e Porto – e, mesmo dentro de uma cidade, em determinadas áreas que são mais atraentes para os investidores estrangeiros e mais adaptadas ao negócio do alojamento local.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Quando o Banco de Portugal avisa não ha problema. isto é um serviço que prestam aos grandes grupos Económicos isto é só para prejudicar os negociozitos do povo .Algum dia o Banco de Portugal serviu de aviso Nunca .Sempre a enganar o povo.

  2. Na verdade os portugueses parecem ser mesmo atraídos pela especulação, toda a gente se queixa dos governantes e com alguma razão mas sempre que qualquer um os possa emitar na ganância e especulação não exita em fazê-lo, depois de levarem a situação ao caos vêm bradar as céus de que estão a ser vítimas de injustiça e essa situação não irá tardar basta começarem a afugentar os turistas de cá o que já vai acontecendo.

  3. Impossível receber resultado de simulação ou pedido. Volta à ” casa de partida” . Poderá ser problema do meu telemóvel.

  4. Quando o Cavaco um dia disse que os parolos andavam a comprar gato por lebre, todos lhe caíram em cima. Agora mais uma bolha…??? talvez seja mais algum robles que esteja a aparecer…! Hheheheh

Responder a Val Cancelar resposta

"Entretenimento saudável". Santa Casa desvaloriza estudo sobre raspadinhas

O Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa desvalorizou a investigação da Universidade do Minho que aponta para o vício das raspadinhas. Esta sexta-feira, um artigo científico publicado na The Lancet alertou para …

"Diga-lhe para ligar ao FBI". Autocarro com a cara do príncipe André circula em Londres

Um autocarro escolar, com a cara do príncipe André, andou a circular por Londres, esta sexta-feira, numa campanha da advogada Gloria Allred para pressionar o filho da Rainha a falar com o FBI. Esta sexta-feira, um autocarro …

Suspeito de terrorismo ouvido em tribunal (com o juiz a recusar ver os seus vídeos por não ter Internet)

O arguido Rómulo Costa, um dos oito portugueses acusados por financiamento ao terrorismo e recrutamento, adesão e apoio ao Estado Islâmico, foi interrogado, esta sexta-feira, na fase de instrução do processo que vai decorrer no …

FC Porto recorre do castigo de um jogo à porta fechada

O FC Porto vai recorrer do castigo de um jogo à porta fechada, aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por ofensa a um agente desportivo. "O FC Porto vai recorrer …

Moita Flores investigado por corrupção. Antigo PJ fala em "coincidência" com empréstimo aos filhos

Francisco Moita Flores, antigo inspector da Polícia Judiciária e ex-presidente da Câmara de Santarém, está a ser investigado por suspeitas de corrupção. Há transferências de dinheiro de uma construtora para empresas a que esteve ligado …

SOS Animal vai constituir-se assistente no processo contra João Moura

A SOS Animal anunciou, esta sexta-feira, que se vai constituir assistente no processo criminal contra o cavaleiro tauromáquico detido, na quarta-feira, por suspeitas de maus-tratos a cães em Monforte, no distrito de Portalegre. Em comunicado, a SOS …

SMS de Rangel revelam teia de corrupção na Relação de Lisboa. Juiz Vaz das Neves tem empresa contra a lei

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, que foi constituído arguido na Operação Lex, tem uma empresa que se dedica à arbitragem extrajudicial de conflitos, o que constitui uma violação …

Presidente da PwC esteve em Lisboa para controlar danos do Luanda Leaks

O presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC) esteve em Lisboa, há duas semanas, para controlar os danos provocados pelo caso Luanda Leaks. Bob Moritz, presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC), esteve em Lisboa, há duas semanas, para perceber até …

CM Lisboa vai negociar avenças em parques para moradores da envolvente da Baixa

O presidente da Câmara de Lisboa afirmou, esta sexta-feira, que a autarquia irá tentar acordar com os operadores dos parques de estacionamento da envolvente da Zona de Emissões Reduzidas da Baixa-Chiado a criação de "avenças …

Caso Marega. PGR tinha brigada anti-racismo no jogo de Guimarães

A equipa do Ministério Público estava de serviço, no jogo entre V. Guimarães e FC Porto, quando o jogador maliano decidiu abandonar o campo na sequência de cânticos racistas. De acordo com o semanário Expresso, a …