Autoridades alemãs confiscaram 35 toneladas de spinners

O spinner, um brinquedo com três pontas arredondadas que giram, tem sido confiscado em alguns aeroportos do país europeu. Em maio, agentes do terminal de Frankfurt, na Alemanha, apreenderam 35 toneladas de spinners importados da China. O argumento é de que o brinquedo pode ser perigoso para as crianças.

“Levamos o material confiscado às autoridades competentes, que ainda vão decidir o que farão com ele. Não sabemos o que vai acontecer com os spinners. Podem ser destruídos, exportados ou ainda submetidos a novas regras, mas isso vai demorar algum tempo e depende dos organismos reguladores”, disse Christine Strass, porta-voz do aeroporto.

Segundo as autoridades aduaneiras alemão, o spinner, que foi criado com o propósito de ajudar crianças com autismo e défice de atenção ou hiperatividade, é um brinquedo potencialmente “inseguro”.

A porta-voz do aeroporto explicou em comunicado que o brinquedo pode significar uma ameaça, principalmente para as crianças pequenas. “As luzes LED podem desprender-se facilmente, por exemplo, e as crianças podem engoli-las”, explicou Strass.

Além disso, as autoridades alemãs dizem que o brinquedo não tem a marca CE (Conformidade Europeia), que indica que o produto cumpre os requisitos legais necessários para poder ser comercializado de acordo com a legislação europeia para saúde, segurança e proteção do meio-ambiente.

“Os spinners também não incluem qualquer referência das empresas ou dos indivíduos responsáveis pelo seu fabrico”, afirmou Strass.

Mas esta não é a primeira vez que o brinquedo, que foi inventado há mais de duas décadas, mas que só agora se tornou mais popular, causa polémica. Muitos professores consideram que o spinner distrai as crianças e causa transtornos – por isso, o brinquedo já é proibido em algumas salas de aula.

Na Alemanha, é comum que as autoridades estipulem alguns pré-requisitos para permitir a entrada de certos produtos no país – especialmente aqueles que vêm de países asiáticos. Em 2016, o país aprendeu mais de 190 mil dispositivos, incluindo câmaras fotográficas, detectores de fumo, carregadores de telemóveis e relógios – a maioria vinda de países como a China e Taiwan.

Todos estes brinquedos foram classificados como “perigosos” pelas organizações que os inspeccionaram e foram posteriormente retirados do mercado. Mas, por enquanto, ainda não se sabe o que vai acontecer aos spinners.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …