Os alemães gostam de pagar impostos, os brasileiros não

dizznbonn / Flickr

Um estudo recentemente publicado pela ONU revela que os cidadãos alemães são os que melhor aceitam pagar taxas para financiar bens públicos. O Brasil aparece no lado oposto do ranking.

Os alemães são os que melhor aceitam o pagamento de impostos para financiar bens públicos, segundo revela um estudo publicado esta quinta-feira pela ONU. Por sua vez, os brasileiros estão entre os menos satisfeitos com a obrigatoriedade do pagamento de taxas.

A investigação, realizada pelo Basel Institute of Commons and Economics, na Suíça, mostrou, numa escala de 1 a 10, o nível de aceitação dos cidadãos de 14 países em pagar impostos que, posteriormente, são convertidos em infraestruturas, saúde, educação e outros bens públicos.

Os cidadãos da Alemanha aparecem em primeiro lugar, com 7 de pontuação, sugerindo que o pagamento de impostos é feito de bom grado naquele país.

Atrás, aparecem o Cambodja (6,7), Áustria (6,4), Kosovo (5,6), Bangladesh (5,5), Afeganistão e Paquistão (ambos com 5,2). Também foram publicados os resultados do Nepal (4,9), Bósnia-Herzegovina (4,7), Albânia (4,5), Sérvia (4,1) e Montenegro (3,9).

De acordo com a Deutsche Welle, os brasileiros surgem em penúltimo lugar, com a pontuação 3,4, ficando apenas à frente dos cidadãos da Macedónia, cujo nível de aceitação cifrou-se nos 3,2.

O instituto suíço calculou os resultados com base numa pesquisa realizada com mais de 16 mil entrevistados em 141 países. Os questionários foram aplicados ao longo de três anos com a ajuda de universidades e organizações não governamentais.

Os participantes tiveram de responder, também numa escala de 1 a 10 e levando em conta a sua própria opinião, o quão os cidadãos do seu país “aceitam pagar impostos e contribuições para financiar bens públicos”. Os resultados completos do estudo, com as pontuações dos 141 países envolvidos, devem ser publicados em março.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “cidadãos alemães são os que melhor aceitam pagar taxas para financiar bens públicos”
    é porque nao têm nem tiveram governos como o de Portugal.
    andamos a pagar salvamentos de bancos e a pagar obras publicas que foram adjudicadas por um preçoe quando acabaram ficaram umas 5 vezes mais caras

RESPONDER

Novo Banco avança com ação contra empresas de Berardo para cobrar 3,5 milhões de euros

O Novo Banco avançou com uma nova ação de execução contra duas empresas de José Berardo, no valor de 3,5 milhões de euros. O Novo Banco interpôs uma ação de execução ordinária contra a Metalgest e …

Fauci prevê que seja retomado o uso da vacina da Johnson & Johnson nos EUA

Anthony Fauci prevê que o regulador norte-americano ponha fim à pausa temporária do uso da vacina da Johnson & Johnson (J&J) contra a covid-19. Acrescentou ainda que acredita que a decisão será tomada até sexta-feira. "A …

Relatório secreto aponta o dedo à CMVM, auditoras e Angola na queda do BES

O Banco de Portugal não será o único culpado pela queda do BES. O Relatório Costa Pinto aponta o dedo à CMVM, à KPMG e PwC, e ao Banco Nacional de Angola. O Relatório Costa Pinto …

Avança 3.ª fase do desconfinamento. Shoppings, lojas, restaurantes e espetáculos de volta

Esta segunda-feira, a generalidade do país avança para a terceira fase do processo de desconfinamento. A última fase acontece daqui a duas semanas, a 3 de maio. Na generalidade do território nacional vai ser possível, a …

José Mourinho despedido do Tottenham

José Mourinho foi despedido do comando técnico do Tottenham. Os maus resultados da equipa ditaram a saída do treinador. A notícia é avançada esta segunda-feira pelo portal britânico The Athletic. O lugar do português já há …

Ventura vai "atrás" de Costa (e espera um milhão de votos nas legislativas)

O Chega organizou, este domingo, uma manifestação contra a ilegalização do partido. André Ventura sublinhou que o partido não tem medo e que "só o povo" pode fazê-lo. O presidente do Chega afirmou, este domingo, que …

Juiz-Anti-Confinamento

"Pelos castelos de Portugal" em protestos ilegais, juiz anti-confinamento não pode ser detido

O juiz Rui Fonseca e Castro, que se tornou conhecido pela postura anti-confinamento tem reunido vários apoiantes em protestos sem máscaras e sem distanciamento social. Mas, apesar da detenção de alguns desses apoiantes, o magistrado …

Navalny. Ministros europeus analisam situação de opositor russo

Os ministros dos Negócios Estrangeiros europeus vão analisar a situação de Alexei Navalny, opositor à Presidência russa cujo estado de saúde se agravou devido à greve de fome que iniciou na prisão, anunciou este domingo …

Espanha aprova lei para proteger as crianças contra a violência. Decisão é pioneira a nível mundial

Espanha está a pouco mais de um mês de dar um passo importante em prol da defesa dos direitos sociais dos cidadãos. O Congresso dos Deputados aprovou na passada quinta-feira o projeto de lei de …

Linhas do tempo da monarquia. Pela primeira vez, Portugal vai ter um Plano Ferroviário

Pela primeira vez, Portugal vai ter um Plano Ferroviário Nacional (PFN). Esta segunda-feira, é dado o pontapé de saída para o debate nacional sobre a ferrovia. Em declarações à TSF, o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno …